Divisa apreende alimentos vencidos em pizzarias de Santarém

Produtos apreendidos estavam foram da validade, mal armazenados e sem o selo de qualidade
Produtos apreendidos estavam fora da validade, mal armazenados e sem o selo de qualidade

A Vigilância Sanitária intensificou as fiscalizações em pizzarias, panificadoras e estabelecimentos em geral que manipulam alimentos em Santarém, no Oeste do Pará. Várias irregularidades foram encontradas, como alimentos vencidos e produtos sem os selos de qualidade.
No total, 150 quilos de alimentos foram apreendidos na última fiscalização realizada pela Divisão de Vigilância Sanitária (Divisa). Entre os produtos estão queijo, presunto, calabresa e refrigerantes.

“Situação de acondicionamento, produtos com prazo de validade expirado e apreensão de produtos sem origem”, afirmou o coordenador da Divisa, Walter Matos.
Outro problema encontrado foi a falta de registro adequado para a venda e manipulação de queijos, como o Serviço de Inspeção Municipal (SIM), que determina que o produto só pode ser comercializado no Município de origem, e o Serviço de Inspeção Federal (SIFE).
“Estavam sendo comercializados nas mercearias. Então, começamos a recolher. As pessoas que estão distribuindo esse queijo, estão distribuindo também nas pizzarias e panificadoras, onde o consumidor não tem muito acesso”, completou Matos.

Produtos com vendas fracionadas também foram apreendidos. A fiscalização está sendo realizada duas vezes por semana. Todo produto que foi apreendido será incinerado na próxima sexta-feira (15).

Fonte: RG 15/O Impacto e notapajos.com

10 comentários em “Divisa apreende alimentos vencidos em pizzarias de Santarém

  • 17 de março de 2013 em 17:21
    Permalink

    Quando um bandido comete crime mostram a foto do desgraçado. Quando um estabelecimento desses comete crime, principalmente contra o consumidor, omitem o nome. Por que, hein? isso é corporativismo? Acredito ainda na imparcialidade do Impacto. Não é possível!!!

    Resposta
  • 16 de março de 2013 em 10:04
    Permalink

    todos os estabelecimentos que vendem queijo em santarem

    Resposta
  • 15 de março de 2013 em 17:02
    Permalink

    Cara tenho certeza que um desses é no CR, teve um dia que almoçei lah tive uma infecção intestinal grave foram 5 dias de tratamento tinha febre, diarreia etc

    Resposta
  • 14 de março de 2013 em 16:20
    Permalink

    VIGILÂNCIA SANITÁRIA VEM AQUI NO CAMPO DO OESTE QUE NÃO VAI FICAR UMA TABERNA ABERTA, VCS IRÃO FECHAR TODAS! É MUITA SUJEIRA NAS GELADEIRAS E NOS ALIMENTOS! AGORA VAMOS FALARA A VERDADE, NÓS TBM SOMOS MUITO IMUNDOS NÉ, COMEMOS SUJEIRAS E ESTAMOS RINDO IGUAL HIENA, EU JÁ COMPREI CAMARÃO PODRE NO CR PARA FAZER TACACÁ.
    ANTES DE COMPRAR EU PERGUNTEI AO FUNCIONÁRIO É ESTE CAMARÃO QUE SE FAZ O TACACÁ, ELE FALOU TINHA MAIS DE 20 PCTS AGORA SÓ TEM ESTE AÍ. NUNCA MAIS TOMEI TACACÁ EM LUGAR ALGUM DE SANTARÉM.

    Resposta
  • 14 de março de 2013 em 08:23
    Permalink

    Tem que divulgar o nome dos estabelecimentos e dos proprietarios! Crime contra a saúde pública!
    Bando de safados gananciosos!

    Resposta
  • 14 de março de 2013 em 08:02
    Permalink

    EXATAMENTE O NOME DOS ESTABELECIMENTOS E AS FOTOS, PORQUE NÃO FOI DIVULGADO.

    Resposta
  • 13 de março de 2013 em 22:53
    Permalink

    Parece ser propaganda enganosa já que nao mostrou os nomes dos estabelecimentos.
    Ou faltou transparência por parte da Divisa.

    Resposta
  • 13 de março de 2013 em 21:34
    Permalink

    Divulguem os nomes desses estabelecimentos! Ou existe algum interesse do jornal de não divulgar? Um jornal que se diz POLÊMICO E AUDACIOSO não deveria colocar somente uma notinha sobre esse assunto, mas sim uma reportagem de capa. Honrem o que vocês têm \”entre as pernas\”, meus caros!
    Estabelecimentos como esses não podem continuar tratando o consumidor como idiotas. Dêem nomes aos bois! Vocês aumentarão muito mais ainda a credibilidade do Jornal.
    \”PORRADA NELES\”!!!!

    Resposta
  • 13 de março de 2013 em 19:12
    Permalink

    Porquê não foi divulgado os nomes dos estabelecimentos?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *