Projeto “Garoto Nota 10” desponta na formação de atletas em Belterra

Cabo PM José Odair comanda o projeto em Belterra, que atende crianças e adolescentes
Cabo PM José Odair comanda o projeto em Belterra, que atende crianças e adolescentes
Adolescentes participam de práticas esportivas
Adolescentes participam de práticas esportivas

Incentivar práticas esportivas e disciplinares para o desenvolvimento de crianças e adolescentes. Este é o objetivo do projeto “Garoto Nota 10”, desenvolvido há cerca de 15 anos pelo 3º Batalhão da Polícia Militar (BPM), nos municípios de Santarém e Belterra. Hoje, adolescentes que passaram pelo Projeto atuam nas categorias de base de grandes clubes de Santarém, entre eles, São Francisco e São Raimundo.

O cabo PM, José Odair Uchoa, explica que o projeto tem como base o 3º BPM de Santarém, mas já existe há cerca de 5 anos em Belterra, onde trabalha com 150 crianças, entre as quais, 100 alunos, na Estrada 01, no centro da cidade e 50 na Escola Vitalino Mota, na rodovia Santarém Cuiabá (BR-163), entre homens e mulheres, na faixa etária de 07 a 14 anos.

O Projeto, segundo ele, é um incentivo a mais para as práticas disciplinares e esportivas às crianças de uma forma geral. “Nossa preocupação maior é incentivar a criança na sua formação como cidadãos e cidadãs. Fazemos o acompanhamento nas escolas públicas, onde o aluno não pode ficar reprovado e deve sempre tirar notas boas em todas as disciplinas”, afirmou Cabo Odair.

Cabo Uchoa diz, ainda, que as crianças também fazem atividades extra classe, além da prática esportiva, na quadra da Praça Brasil, na Estrada 01, usando o futebol para ajudar na formação dos atletas. “Trabalhamos em parceria com a Prefeitura de Belterra, a qual faz o acompanhamento pedagógico e a Polícia Militar, com atividades esportivas e disciplinares”, destaca.

A aceitação da comunidade belterrense, de acordo com o cabo Uchoa, em relação ao aprendizado das crianças e adolescentes é muito boa. “A gente trabalha com cerca de 150 crianças e adolescentes, mas a expectativa é aumentar a quantidade de atletas”, adianta.

O método de trabalho, segundo relatos dos pais das crianças, ajuda para que seus filhos tenham um melhor empenho na escola, pois se esforçam para não correrem o risco de deixarem de freqüentar as aulas de futebol.

 Fonte: RG 15/O Impacto

Um comentário em “Projeto “Garoto Nota 10” desponta na formação de atletas em Belterra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *