Estádio Engenhão é interditado no Rio de Janeiro

Estádio Engenhão
Estádio Engenhão

Em entrevista ao “Bom Dia Rio”, da TV Globo, o prefeito Eduardo Paes disse nesta quarta-feira que os riscos do estádio do Engenhão se concentram na cobertura e que, pelo menos segundo as informações que recebeu, a estrutura da arena não apresenta risco de desabamento. A interdição, revelada com exclusividade na terça-feira pelo blog de Ancelmo Gois, foi decidida após o prefeito receber um relatório de uma empresa alemã contratada pelas empresas que concluíram a obra apontar risco de desabamento da cobertura do estádio.

– Fui informado sobre o risco da cobertura. Em princípio, não se falou em risco da estrutura do estádio, mas só vou receber o relatório detalhado hoje (quarta-feira) – disse o prefeito.

Sempre ressaltando que o estádio, inaugurado em 2007, não era obra de sua administração, Paes alegou que não interditou o Engenhão em 2010, quando um primeiro relatório listou problemas na obra, porque não havia indicação de risco.

– Prefeitos não têm obrigação de entender de cálculo estrutural, nós reagimos de acordo com as informações que recebemos. Se o relatório de 2010 dissesse que havia risco, eu teria interditado em 2010. Se apresenta um risco, não vou colocar as pessoas em risco. A decisão busca preservar a vida das pessoas. Não vou ficar quantificando risco, dizendo “tem 5% de risco”. Passou do aceitável, é um problema que precisa de solução.

Embora lembrando que o contrato isenta as empresas que concluíram a obra de responsabilidade por problemas de projeto, Paes disse que a prefeitura vai apurar de quem é a culpa pelo erro.

– A obra era polêmica desde o início. A construtora que fez o projeto (a Delta) abandonou a obra e o atual consórcio assumiu. A questão é o que o contrato, que, repito, não foi feito na minha administração, dizia que as novas empresas não eram responsáveis por erros de projeto. A responsabilidade passou para a prefeitura. Mas vamos apurar. Alguém vai ser responsabilizado.

Jogos do meio da semana são transferidos para São Januário

A interdição do Engenhão vai causar muitas alterações na Taça Rio. Em reunião na terça-feira envolvendo o presidente da Federação de Futebol do Rio de Janeiro, Rubens Lopes, e os presidentes dos grandes clubes, ficou decidido que os jogos marcados para o Engenhão nesta terceira rodada, no meio da semana, serão realizados em São Januário, nos mesmos dias e horários.

Nesta quarta, jogam Fluminense x Macaé, às 19h30. Botafogo e Friburguense jogam na quinta, no mesmo horário. Quem já havia comprado ingresso para o Engenhão poderá utilizá-lo em São Januário. Os clubes ficarão responsáveis pela devolução do valor do ingresso para o torcedor que já tiver comprado o bilhete e não quiser ir a São Januário.

Uma reunião nesta quarta-feira deve resolver onde será o clássico de domingo, entre Vasco e Botafogo, também marcado para o Engenhão. O estádio também tem outra partida programada para o fim de semana – Fluminense x Boavista, no sábado.

 

Fonte: O Globo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *