Utilização do mercado municipal divide opiniões em Alenquer

A obra do mercado municipal vai ser inaugurada com muita especulação sobre a sua utilização
A obra do mercado municipal vai ser inaugurada com muita especulação sobre a sua utilização

Estando o mercado municipal de Alenquer em fase de conclusão e prestes a reinauguração, vem causando grandes controvérsias junto à comunidade alenquerense. O motivo é a continuação e comercialização de carne em box.

O referido patrimônio histórico cultural, localizado na Trav. Arnaldo Moraes, esquina com a Rua Benedito Monteiro, foi inaugurado com grande festa no dia 13 de junho de 1924, sob a administração do então prefeito Dr. Arnaldo Pereira de Moraes.

Desta forma, o mesmo foi erguido à margem do rio Surubiú. Mostrou na época a exuberância de um prédio aos moldes das construções coloniais. Portanto, transcendendo o tempo o referido prédio foi perdendo algumas de suas características e/ou arquitetura barroca, com as reformas que sofreu.

A primeira foi no ano de 1975, pelo então prefeito João Ferreira; a segunda em 1981, por Edson Macedo; a terceira em 1990, pelo gestor Claudir Gantuss e a quarta em 1998, por João Piloto. Finalmente a quinta iniciada em 2012, novamente pelo prefeito João Piloto e concluída pela atual gestão de Flávio Marreiro.

Destarte, os conterrâneos que residem nos grandes centros, e no município de Alenquer, se frustraram. A esperança destes seria de que o referido patrimônio histórico fosse utilizado para guardar as inúmeras peças de cunho cultural existente na princesa do Surubiú. Isto, porque o prédio onde funciona o Museu Cultural do município de Alenquer pertence à família Siqueira.

Neste contexto, as controvérsias e especulações fundamentam-se pelo fato de que existindo inúmeros açougues no Município com frigoríficos modernos, atendendo os paramentos da Vigilância Sanitária, dificilmente irá satisfazer a comercialização do produto in-natura conforme as Legislações atuais.

Em suma, as dissensões objeto das discussões do assunto em tela parte da seguinte premissa: Primeiro, a gestão objetiva atender as necessidades dos açougueiros que não podem pagar os impostos e construir seus respectivos açougues. Segundo, sendo Alenquer um Município com vasta diversificação cultural, precisa de um museu genuinamente do Município.

RELIGIÃO – No último domingo foi mais uma etapa das tradições da vida, paixão e morte do nosso Senhor Jesus Cristo. Durante 40 dias a Igreja Católica celebra o rito tradicional da quaresma. No referido domingo foi cultuada a festa de “Domingo de Ramos”. Segundo a tradição, simboliza a entrada triunfal de Jesus a Jerusalém. Na época foi recebido com festas e saudações com ramos. Nos dias atuais a Semana Santa representa uma caminhada espiritual em respeito aquele que deu a sua própria vida pela nossa salvação. Informa a Bíblia Sagrada que Jesus chegou a Jerusalém montado em um jumento. Quando viu tamanha hipocrisia, simplesmente chorou, pois já sabia que seria cruelmente assassinado. Se o Filho do Homem foi traído, imaginemos nós que somos simples mortais. Reflitam sobre isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *