Adolescente é brutalmente assassinado com tiros na cabeça

Jonison foi executado com 4 tiros desferidos em sua cabeça
Jonison foi executado com 4 tiros desferidos em sua cabeça

Mais crime foi registrado no município de Itaituba. Dessa vez o fato policial aconteceu na 20ª Rua do Bairro Bom Remédio, na noite de quarta feira, 03, por volt das 23 horas. O adolescente Jonison Rodrigues, 17 anos, vulgo, “Janjão” foi brutalmente assassinado com 04 tiros na cabeça.

Segundo informações, dois homens ainda não identificados, em uma moto Bross passaram pelo local onde o jovem estava e um deles efetuou 04 disparos na cabeça de Jonilson. Rapidamente o SAMU foi acionado por populares, mas “Janjão” já estava sem vida. Seu corpo foi levado para a pedra do Hospital Municipal, para os procedimentos e em seguida foi liberado para a família.

A Polícia Civil já iniciou as investigações para descobrir a autoria do homicídio. São varias hipóteses, uma delas é acerto de conta.

Deivison recebeu facada mortífera
Deivison recebeu facada mortífera

Jovem é assassinado na praça da Liberdade: A praça poliesportiva do bairro da Liberdade, em Itaituba, que nos últimos tempos vem servindo para encontro de vândalos, foi palco de mais uma tragédia que custou a vida de um jovem. Deivison Xavier foi assassinado de forma covarde ao levar uma facada no peito sem qualquer chance de defesa, sendo acusado pelo crime Wederson Pedro Gonçalves, que também morava no bairro e era vizinho da vítima.

O crime ocorreu por volta das 18 horas de domingo, dia 31/03, na referida praça. A mãe da vítima, Elizângela, disse que seu filho estava morando sozinho em uma vila próximo a praça e que antes já vinha sendo marcado pelos autores do crime, pois antes de ser morto Deivson foi segurado por um dos agressores de pré-nome Diego, vulgo Boquinha, enquanto o outro desferia a facada que lhe custou à vida.

Muita gente presenciou o drama de Deyison, que morreu em poucos minutos, mas como os agressores têm fama de valentões, ninguém quis intervir na briga.

Elizângela disse que já estava chegando o município de Uruará, no domingo, quando soube que seu filho tinha sido assassinado. Ela diz que Deivson tinha problemas de saúde, e que ele vivia sozinho, era solteiro e trabalhava como marceneiro.

Outra informação nos passada por Elizângela é que momentos antes os assassinos teriam invadido o quarto de Deivison, quando conseguiram atrair seu filho para a cilada na praça, que terminou em sua morte. Com informações e fotos de Junior Ribeiro

Por: Nazareno Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *