Frota de ônibus em Santarém está sucateada

Silvio Amorim
Silvio Amorim

Inconformado com a precariedade no transporte coletivo urbano de Santarém, o vereador Silvio Amorim (PRTB) denuncia o sucateamento da frota que circula diariamente nas ruas da cidade. Carros quebrados e sem poltrona, falta de conforto aos passageiros, demora para passar nas paradas e ignorância em apanhar idosos viraram alvo de críticas do parlamentar em relação a empresários e motoristas.

“Infelizmente a situação dos ônibus que fazem o transporte público de passageiros em Santarém é de sucateamento. A coisa é muito séria porque o valor cobrado na tarifa é o mesmo da capital do Estado”, argumenta Silvio Amorim.

De acordo com o Vereador, a situação dos carros que transportam os passageiros é muito caótica. “Hoje, todas as frotas que fazem o transporte de passageiros em Santarém estão sucateadas”, reafirma.

O Parlamentar reforça que a população sofre constantemente com a situação, que segundo ele, a cada dia piora, onde os passageiros ainda pagam o preço “salgado” de R$ 1,90. “Eu tenho certeza que o Governo Municipal já fez as licitações da malha viária da cidade, assim como da grande área do Santarenzinho e do Uruará, para melhorar a questão do transporte”, diz Silvio.

Ele adiantou que na terça-feira esteve pessoalmente dentro dos ônibus que fazem a rota do Santarenzinho, da grande Prainha e da nova República, e “sentiu na pele” o sofrimento da população.

Silvio garante que entrou no Poder Legislativo para fiscalizar e fazer o seu papel como Parlamentar e, que dentro desse contexto estará inspecionando o sistema de transporte coletivo urbano de Santarém, por acreditar ser um serviço de fundamental importância para a população da cidade.

“Somos representantes do povo, que acreditou na gente, então, vamos sentir na pele a situação que a população sofre no momento. Os ônibus apresentam sucateamento total. Em alguns casos os motoristas esquecem que se trata de um serviço público”, aponta Silvio, acusando que em alguns casos, os motoristas colocam o som no volume alto, o que acaba incomodando os passageiros.

“Isso não deve ser assim, porque nem sempre os passageiros querem ouvir. Então, tem que ter respeito, porque cada pessoa tem que ter sua opção de querer ouvir ou não o som alto. Precisamos reciclar os motoristas, porque são péssimos e precisam ser renovados”, critica.

Silvo Amorim declarou, ainda, que alguns motoristas maltratam os passageiros, principalmente os idosos. “Eles esquecem que todos nós vamos ficar idosos. Temos que ficar atentos para essa questão. Os funcionários de uma empresa de ônibus devem ter a máxima atenção, porque são pagos para fazer o serviço”, finalizou o Vereador do PRTB.

Mudança no Regimento Interno do Legislativo de Santarém: O presidente da Câmara Municipal de Santarém, vereador Henderson Pinto (DEM) anunciou no início desta semana a mudança no Regimento Interno do Legislativo local. O motivo, segundo Henderson, foi o aumento no número de vereadores para esta legislatura, o qual passou de 14 em 2012, para 21 em 2013. Diversas mudanças foram realizadas pela nova presidência da Câmara, entre elas, o início das sessões que passou de 9h30, para 09h, nos dias de segunda, terça e quartas-feiras.

Segundo Henderson Pinto, houve alteração também no tempo do grande expediente, onde na primeira parte, os vereadores têm oportunidade de usar a tribuna para trazer algum tipo de informação, notícia, cobrança, sugestão e explicar sua situação junto ao Poder Executivo e tudo o que envolve a questão dentro do Município de Santarém.

“As sessões iniciavam com o tempo das bancadas. Duas bancadas usavam por 09 minutos. Essa passou para depois do tempo das lideranças com 14 minutos por bancada. O tempo das lideranças não vai ser mais permitido a parte, ou seja, outro colega falar enquanto um usa a tribuna”, explica Henderson Pinto.

Henderson garante que as mudanças são para aumentar nas sessões o tempo das discussões e das matérias, as quais estavam sendo prejudicadas no início da legislatura por conta do aumento do número de vereadores. “Ou seja, ao invés de usar 01 hora para o grande expediente, a gente estava usando quase 02 horas”, detalha.

 “Aprovamos também as sessões itinerantes que vão ocorrer em diversas regiões do Município de Santarém. As sessões não vão ter nenhuma comunidade específica. Vai ser feito um planejamento. Vamos dividir a cidade em regiões e, iremos marcar uma sessão num local para atender o Município como um todo”, aclara.

DIÁLOGO: Em relação aos contatos entre a Câmara e a Prefeitura de Santarém, o vereador Henderson Pinto (DEM) destaca que já conversou o com o prefeito Alexandre Von, mas que houve uma demora na indicação do líder do Executivo. “Já existe a figura do líder hoje, que é o vereador Gerlande Castro e esse diálogo está se dando com o passar do tempo. Estamos aguardando uma reunião com o prefeito Alexandre Von, para que todos os vereadores possam ter a oportunidade desse contato com o governo”, adianta.

Henderson declara que o contato é importante para que as decisões sejam tomadas pelos poderes Executivo e Legislativo, o que, na sua opinião, são independentes, mas que devem agir de forma harmônica ao mesmo tempo pelo bem do Município de Santarém.

Fonte: RG 15/O Impacto

 

7 comentários em “Frota de ônibus em Santarém está sucateada

  • 17 de abril de 2013 em 07:49
    Permalink

    Mesmo morando em belém, eu adoro santarém. Mas, apesar de ser uma linda cidade com forte apelo turistico. As autoridades municipais e estaduais teimam em não enxergar o óbvio. No quisito transporte público a cidade esta em quase total abandono com suas ruas em péssimo estado de conservação, desse modo, se os empresários colocarem ônibus novos, estes virarão sucata em pouco tempo. Moral da história: se as autoridades não fizerem a sua parte, dificilmente o empresariado fará a sua e quem sofre é o usuário do transporte público.

    Resposta
  • 10 de abril de 2013 em 13:35
    Permalink

    Informação nova deste vereador, ônibus sucateados em Santarém, todo mundo sabe disso a muito tempo inclusive ele, a não ser que ele não ande nas ruas da cidades e utilize transporte aéreo para se locomover como helicóptero.
    Todos esse políticos fazem parte deste coluiu na qual nos encontramos na questão de transportes público, precisa fazer muito mais do que andar nos ônibus e depois subir no palanque e reclamar, com tempo vamos perceber que á mais uma falácia, precisa agir e fazer mais em pro da população que os elegeu.

    Resposta
  • 9 de abril de 2013 em 07:43
    Permalink

    Na verdade, o empresariado Santareno do transporte coletivo precisa de orientações no trato com o Povo e seus funcionários. Nada contra quem tem pouca instrução.São, na maioria pessoas sem estudo, o que cria neles essa linha arcaica de gerir um serviço de vital importância para seus clientes. Comparemos seus serviços com os serviços de empresários de fora : Perdem feio por falta de conhecimento. Esses coitados têm que tomar consciência que prestam serviços para a coletividade, não para si e seus familiares. Acordem para um mundo melhor.

    Resposta
  • 6 de abril de 2013 em 18:33
    Permalink

    Poxa ate que enfim descobriram a polvora, ha decadas os onibus de Santarem so servem pra ferro velho, mais etm um ditado que diz \”ANTES TARDE DO QUE NUNCA\”, na epoca do Lira Maia quando foi prefeito je estava velho agora virou sucata, isso é uma vergonha para uma cidade turistica, acorda autoridade!!!!!

    Resposta
  • 6 de abril de 2013 em 17:38
    Permalink

    Grande novidade!!!os empresários já compram onibus sucateados no Rio de Janeiro,Manaus e em Sao Paulo para trazer pra cá!Empresas como a Azevedo,Borges.Nao devia ser permitido,em outras cidades tem prazo de validade para circulaçao.

    Resposta
  • 6 de abril de 2013 em 17:22
    Permalink

    Tem que começar pela licitação, ja que é um serviço público. Uma dica ao vereador: Procure o Promotor de Justiça da improbidade administrativa, pois tem uma ação civil pública ajuizada pelo MP para que o Município de Santarém faça a licitação, assim teremos uma melhor prestação do serviço.

    Resposta
  • 6 de abril de 2013 em 17:00
    Permalink

    A frota de onibus de Santarem , está sucateda , quem não sabe? Qual é a solução : O governo municipal dar limites de ano para onibus das empresas deteentoras de linha e vistoria na frota atual .Negociar o ISS das empresas de transporte e conservar as vias de trafego. A exemplo da cidades que tem transporte de adequado .

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *