Polícia registra dez assaltos em menos de 24 horas em Santarém

Em menos de 24 horas 10 assaltos foram registrados na 16ª Seccional da Polícia Civil em Santarém. A onda de criminalidade que se instalou na cidade nos últimos dias preocupa a população local. Em lojas do centro da cidade, laboratórios ou em via pública, trabalhadores e estudantes viraram alvo fácil dos assaltantes.

Major Valério
Major Valério

A onda de assaltos a estabelecimentos comerciais em Santarém tem deixado trabalhadores assustados. O modo de atuação dos criminosos é sempre o mesmo: entram com capacete na cabeça para dificultar a identificação

Na noite de segunda-feira, 15, a Polícia Civil informou que foi acionada, por conta de elementos ainda não identificados assaltaram uma loja de escapamentos “Auto Peças Tapajós”. Segundo o proprietário, possivelmente os meliantes adentraram na loja pela parte da madrugada, eles danificaram a porta da loja. Ainda de acordo com o proprietário, ao verificar a situação, constatou que um notbook havia sido levado pelos arrombadores. Ele procurou a 16ª Seccional da Polícia Civil para registrar a ocorrência.

Moradores ressaltam que a onda de assaltos em Santarém tem deixado a população em estado de alerta. A Polícia não está dando conta de tanta ocorrência que estão acontecendo na cidade.

Um levantamento feito pela Polícia Civil aponta que em menos de três meses foram registrados 135 ocorrências envolvendo furtos, roubos e assaltos em Santarém. Em 64 destas ocorrências, os autores foram identificados.

CRIMINALIDADE: A população vem sofrendo com a onda de assaltos nos últimos dias e relatam perigo de andar pelas ruas durante a noite. Mesmo com todas as precauções, os assaltos estão acontecendo também durante o dia.

A recomendação dos órgãos de segurança é de que, após sofrer um assalto, a primeira atitude é ligar para o Centro Integrado de Operações (CIOP), pelo número 190. No momento do assalto, as vítimas devem ficar atentas às características dos criminosos, pois, qualquer detalhe pode ajudar na identificação dos criminosos.

“Alguém que está sendo assaltada nunca espera os bandidos. E quando vai ser assaltada ou está na iminência, ela começa a ficar nervosa e muitas pessoas nervosas têm reações diferenciadas. Mas, é preciso manter-se calmo e tentar colher maiores informações possíveis para tentar identificar a pessoa que está lhe assaltando. Podem ser tatuagens, brincos, cor da pele, cor do cabelo, bermudas, camisas”, informou o comandante do CIOP em Santarém, Major PM, Valério Ferreira.

 

Fonte: RG 15/O Impacto

2 comentários em “Polícia registra dez assaltos em menos de 24 horas em Santarém

  • 18 de abril de 2013 em 13:58
    Permalink

    O meu irmão que era um homem de bem, trabalhador e não ofendia a ninguém, teve a vida ceifada por bandidos miseráveis, um inclusive vizinho dele; eles ficam a solta porque a juiza não tem prova suficiente para mantê-los presos. Quem sabe quendo um policial (um delegado) for morto pelas mãos dos bandidos, se tome uma providência? enquanto isso, a impunidade se alastra!

    Resposta
  • 18 de abril de 2013 em 13:21
    Permalink

    Também, ao invés de prender os bandidos, faz é soltá-los; será que a polícia recebe alguma porcentagem?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *