Policiais santarenos homenageados em Belém

Delegado-Geral Rilmar Firmino presta homenagem ao delegado Antonio Carlos, que faleceu
Delegado-Geral Rilmar Firmino presta homenagem ao delegado Antonio Carlos, que faleceu

Três policiais civis santarenos foram homenageados durante a comemoração do dia da Polícia Civil do Pará.

Ao todo, 37 personalidades, entre policiais civis e militares, representantes dos poderes Executivo e Judiciário Estadual, Professores, Médicos, Advogados, Promotores de Justiça e Militares das Forças Armadas, foram homenageados.
A solenidade de entrega das medalhas Evanovich de Investigação Policial, do Mérito Policial Civil, e do Diploma de Amigo da Polícia, em alusão ao Dia da Polícia Civil celebrado no próximo domingo, 21, Dia de Tiradentes, patrono das Polícias brasileiras, aconteceu no final da tarde de sexta-feira, 18, no auditório da Delegacia-Geral da Polícia Civil, em Belém. O evento foi presidido pelo Governador do Pará, Simão Jatene; pelo Secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha; e pelo Delegado-Geral, Rilmar Firmino de Sousa.

Um dos momentos mais marcantes do evento, foi a salva de palmas demorada depois do anúncio da entrega da Medalha do Mérito Policial Civil ao Investigador Lúcio Barros, morto após confronto com assaltantes, em março deste ano. A comenda foi recebida por familiares do policial.

Outro momento marcante foi a realização de um minuto de silêncio em memória do Delegado Antonio Carlos Corrêa da Silva, que morreu na última terça-feira, em decorrência de um acidente de trânsito, quando retornava da cidade de Jacareacanga para Itaituba, em missão, na rodovia Transamazônica.

Durante parabenizar os homenageados, o Delegado-Geral Rilmar Firmino ressaltou o nome do Delegado Antônio Carlos Corrêa, lembrando que o Delegado, com mais de 30 anos de serviços prestados à sociedade, foi seu chefe na região oeste do Pará, quando Antônio Carlos estava à frente da Superintendência Regional do Baixo Amazonas e ele era Delegado da cidade de Alenquer, e depois também o chefiou na qualidade de Superintendente Regional do Baixo Amazonas.

Ao ressaltar os 137 anos da Polícia Civil no Brasil, o Delegado-Geral enfatizou as conquistas que elevaram a Polícia Civil paraense ao patamar de uma das mais eficientes do Brasil. Entre elas, estão a aquisição de armamentos, coletes e viaturas novos, e as promoções funcionais de 527 policiais civis em dois anos de Governo, perfazendo 20% do total do efetivo policial. Citou ainda a autonomia da instituição policial em sua principal atividade, que é a investigação criminal.

Já o Secretário Luiz Fernandes Rocha, ressaltou a qualidade das investigações policiais realizadas no Pará, onde a Polícia Civil não deve para Polícia alguma no país, citando a resolução de crimes complexos de casos de repercussão internacional, como a morte da irmã Dorothy, em Anapu, em 2005; as mortes do casal de extrativistas José Cláudio e Maria do Espírito Santo, em Nova Ipixuna, em 2011; do advogado Fábio Teles, em Cametá, em 2011; e o mais recente caso das mortes do advogado Jorge Pimentel e do empresário Luciano Capácio, em Tomé-Açu, também já desvendado com executores presos e mandantes devidamente identificados e com ordens de prisão decretadas pela Justiça paraense.

Por último a discursar, o Governador Simão Jatene ressaltou que a Polícia não pode ser desse ou daquele Governo. “A Polícia tem que ser do Estado e da sociedade”, afirmou ao pregar a união de todos para o combate à violência, que começa com as desigualdades sociais. “Conclamo à todos a um pacto por uma sociedade menos violenta”, salientou.
A primeira comenda entregue foi a Evanovich de Investigação Policial. Uma equipe formada por oito policiais civis recebeu a Medalha pelo destaque no trabalho de investigação criminal denominado de “Operação Uliana” que, em setembro de 2012, desvendou o sequestro do filho de um empresário em Belém.

A vítima foi mantida em cativeiro, localizado em Santa Izabel do Pará, por quase 10 dias, em poder de uma quadrilha comandada por membros do PCC – Primeiro Comando da Capital, organização criminosa de São Paulo. Dois criminosos morreram ao reagir à prisão. Mais de 20 quilos de cocaína foram apreendidos no local. “Para nós é muito importante essa comanda, pois mostra aos colegas de profissão que a instituição reconhece o trabalho dos policiais civis”, enfatizou o Delegado Carlos André Costa, um dos agraciados. Para ele, responsável pelas investigações do sequestro, o prêmio foi resultado da dedicação, da presteza e da integração da equipe de policiais civis. Participaram das investigações, policiais civis da DRCO (Divisão de Repressão ao Crime Organizado), do NIP (Núcleo de Investigação Policial) e do GPE (Grupo de Pronto-Emprego), da Polícia Civil.
Os três policiais santarenos agraciados foram:

MEDALHA EVANOVICH DE INVESTIGAÇÃO POLICIAL

Investigador Hélio Rego recebe diploma das mãos do Delegado-Geral Rilmar Firmino
Investigador Hélio Rego recebe diploma das mãos do Delegado-Geral Rilmar Firmino

Hélio Rego Pereira – Investigador Chefe de Operações da 16ª Seccional Urbana de Santarém; e Marcos Magalhães Rebouças – Investigador do NAI (Núcleo de Apoio à Investigação) do Baixo Amazonas.

A Medalha Evanovich de Investigação Policial é entregue a policiais civis que desvendaram crimes, por meio de investigações de alta complexidade e de ampla repercussão, trazendo uma resposta que destacou positivamente a Polícia Civil.

DIPLOMA DE AMIGO DA POLÍCIA CIVIL

Raimundo Nonato Pereira da Silva, Auxiliar Técnico da Polícia Civil do Pará, com governador Simão Jatene
Raimundo Nonato Pereira da Silva, Auxiliar Técnico da Polícia Civil do Pará, com governador Simão Jatene

O Diploma de Amigo da Polícia é destinado aos cidadãos que prestaram contribuições relevantes à Polícia Civil, por meio de atos ou de deferências.

 

Fonte: RG 15/O Impacto, Itamar Santos e Polícia Civil do Pará

6 comentários em “Policiais santarenos homenageados em Belém

  • 24 de abril de 2013 em 07:59
    Permalink

    Louvável atitude da alta cúpula da excelente Policia Civil de nosso Estado. Isso mostra o grau de ação eficaz contra todos os que vivem à margem da lei em nossa região. Mas, falta algo importante na vida de servidores engajados no combate em todas as mazelas do mundo criminal : Melhores salários e melhores condições de trabalho, no que tange, aparelhamente digno para então, os serviços policiais sejam mais eficazes.

    Resposta
  • 21 de abril de 2013 em 16:27
    Permalink

    ótimo reconhecimento aos excelentes trabalhos desses Profissionais, Parabens Helio, Magalhãe e Peixinho voces são merecedores!

    Resposta
  • 21 de abril de 2013 em 14:37
    Permalink

    Boa tarde

    Todo profissional merece o reconhecimento de seus superiores e da sociedade, parabéns a todos que receberam homenagens por seu brilhante trabalho, fiquei espantado por não ver o nome do Delegado Civil de Santarém Silvio Birro nesse evento, até pq o mesmo vem fazendo um trabalho de primeira grandeza nessa cidade, espero que no próximo o nome desse honesto servidor público seja lembrado.
    PAZ E LUZ
    FORÇA E HONRA

    Resposta
    • 22 de abril de 2013 em 08:13
      Permalink

      Caro Amigo, o delegado Silvio Birro já recebeu a referida medalha de Investigação Policial, a tal comenda não pode se repetir.

      Resposta
  • 20 de abril de 2013 em 20:51
    Permalink

    Policial Helio!!!!! parabéns pela homenagem você merece.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *