Denúncia – Lixo químico não está sendo coletado em Santarém

Lixo químico
Lixo químico

O enorme acúmulo de lixo e a falta de coleta por parte da empresa Clean Service levou um grupo de empresários do ramo farmacêutico, a procurar a Câmara Municipal de Santarém, no início desta semana, para cobrar providências relacionados a problemática. Os donos de farmácias apresentaram ao Legislativo local um grave problema relacionado a coleta de lixo químico

Eles explicam que muitas farmácias estão com lixo acumulado, o que tem prejudicado o funcionamento e o atendimento nos referidos estabelecimentos comerciais, que precisam estar nos padrões de higiene e saúde.

Após ouvir os donos de farmácia, o vereador Nicolau do Povo (PP) disse que durante uma reunião na semana passada com alguns empresários, ficou preocupado quando a classe apresentou o problema relacionado à coleta de lixo químico. Nicolau afirma que vai fazer a indicação para a implantação de um incinerador para evitar esse transtorno na hora de descartar produtos farmacêuticos.

IMBRÓGLIO: No mês de outubro deste ano, o secretário municipal de Infraestrutura, Edilson Pimentel, disse que aguardava a chegada de um assessor jurídico para saber que medidas tomaria, no sentido de resolver o imbróglio que se tornou a licitação do serviço de conservação urbana que abrange entre outras coisas, a coleta de lixo no município de Santarém.

Na época, Pimentel afirmou que a Seminfra estava administrando com certa dificuldade o serviço de coleta de lixo, uma vez que a Clean, empresa responsável pela conservação urbana estava apresentando uma série de falhas na execução do serviço por estar com sua frota de carros coletores, sucateada.

“Nós entendemos que a coleta está precária, inclusive há casos em que nós precisamos entrar com o nosso equipamento da Operação Verão para fazer a coleta. No Planalto nós já estamos fazendo forma. Mas precisamos administrar essa situação até concluir o processo licitatório que por hora está suspenso por força de um mandado de segurança”, declarou Pimentel.

LIXO HOSPITALAR: Com relação à coleta do lixo hospitalar, Edilson Pimentel disse, na época, que havia recebido muitas reclamações, porque o carro da Clean tinha apresentado problemas, falhando na coleta que deveria ocorrer em dias determinados.

Diferente da coleta de lixo domiciliar que pode ser feito em caçambas, o lixo hospitalar deve ser coletado em carros fechados, por isso acaba ficando dias acumulado até que o carro da Clean possa fazer o recolhimento.

CRONOGRAMA: Em reunião realizada no início deste mês de novembro, pelo secretário municipal de Infraestrutura, Edilson Pimentel, com equipe técnica da Seminfra e representantes da Clean, foi montado um cronograma para regularizar a coleta de lixo no município de Santarém. Pimentel afirmou que a Seminfra estava fazendo a coleta de modo emergencial, conforme as demandas iam se apresentando. “Como o problema se agravou nos últimos dias com lixo espalhado em vários cantos da cidade, porque a Clean não está conseguindo fazer a coleta regularmente, a Seminfra vai montar uma programação para fazer parte dessa coleta e deixar a cidade mais limpa”, informou o secretário Edilson Pimentel.

LICITAÇÃO: A licitação do serviço de manutenção urbana que contempla a coleta de lixo está suspensa por força de mandado de segurança impetrado pela Clean contra a prefeitura de Santarém, em função do item “drenagem”. Como a empresa não realiza esse tipo de serviço e pretende participar da licitação, tenta na Justiça a retirada do item “drenagem” do edital de licitação. A Procuradoria Jurídica do Município recorreu, mas o processo continua suspenso e o contrato com a Clean só encerra em junho de 2014. A Prefeitura poderia, antes desse prazo, contratar em caráter de emergência, outra empresa para fazer a coleta do lixo, o problema é que não existe na região empresa em condições de assumir esse serviço.

Edilson Pimentel garantiu que a precariedade na coleta de lixo nada tem a ver com falta de pagamento a Clean. Segundo o Secretário, a empresa tem recebido pagamentos do Município apesar de não estar realizando um serviço a contento.

Fonte: RG 15/O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *