Vereador: “Loteamentos irregulares têm que ser embargados”

Cratera se abriu dentro do loteamento da empresa Buriti
Cratera se abriu dentro do loteamento da empresa Buriti

Invasões em vários pontos da cidade, ruas fechadas por grandes empresas, conflitos por titulação de terra e criação de Movimentos de Sem Terra. Esta é a atual realidade de Santarém, Oeste do Pará, onde a expansão urbana feita de forma desordenada preocupa autoridades locais.

Para representantes da Câmara de Vereadores, o processo de expansão e crescimento urbano de Santarém não deve deformar a paisagem urbana do Município, nem trazer o caos social. Os parlamentares cobram mais discussões e planejamento sobre a criação de novos loteamentos na cidade, fato que está se tornando corriqueiro em Santarém.

“Muitos empreendimentos estão sendo criados, ou já foram. Outros estão sendo anunciados. Esse tipo de atividade mexe totalmente com a gestão da cidade, pois exige políticas públicas para várias áreas”, argumentou o vereador Paulo Gasolina.

O vereador usou como exemplo o loteamento da empresa Buriti, às margens da rodovia Fernando Guilhon, que foi embargado pela Justiça Estadual e, atualmente, passa por ajustes e exigências feitas pelas Secretarias de Meio Ambiente de Santarém e do Estado do Pará. “Santarém precisa de empreendimentos que comecem de maneira correta e terminem de maneira correta. Alguns projetos não deixam espaço para atividades públicas como praças e postos de saúde. No futuro, isso será um caos para os moradores. Outros não têm projetos de mobilidade de trânsito nem de impacto de vizinhança”, alertou Gasolina.

Para ele, os loteamentos devem obedecer aos critérios de infraestrutura básica. “Isto é, que disponha de redes de esgoto, de abastecimento de água e de energia elétrica, bem como de equipamentos para escoamento de águas pluviais, iluminação pública, etc.”, pontuou.

De acordo com o parlamentar, o mau planejamento pode ocasionar o fenômeno da “favelização”, muito visto em cidades do Sudeste do País, e trazer o caos social para famílias. “O parcelamento e a ocupação do solo tem como objetivo desenvolver as atividades urbanas, bem como a concentração equilibrada de pessoas e, tal parcelamento e ocupação devem ser estimulados e orientados pelo Poder Municipal para o bom desenvolvimento urbano, rural e industrial do próprio Município, mediante controle do uso e aproveitamento do solo”, declarou.

O vereador Paulo Gasolina adiantou que será feita uma reunião com o Prefeito, para pedir uma comissão de averiguação, para que possa tentar acompanhar todas as questões relacionadas a terras, em Santarém. “As terras devem ser regulamentadas, para que os problemas fundiários devem ser resolvidos”, argumenta.

Fonte: RG 15/O Impacto

4 comentários em “Vereador: “Loteamentos irregulares têm que ser embargados”

  • 16 de novembro de 2013 em 19:57
    Permalink

    Não adianta, Santarém não vai não! O Loteamento da Buriti era uma coisa bonita, asfalto, área verde, área de contençã, jardim. Aparentemente ia ser uma coisa boa e a cratera da foto é porque embargaram e não se concretizou o serviço que ia prevenir isso. O \”homo mocorongus\” não tem muito noção de propriedade com domínio, tem o titulo de cidade mais suja do Brasil,asfalto ruim, ruas iraquianas, energia deficiente internet cambojana, o que vamos fazer para melhorar? como mudar essa mentalidade arcaica?

    Resposta
  • 15 de novembro de 2013 em 08:53
    Permalink

    Este loteamento foi um \”Abordo\” da Ex prefeita Maria do Carmo. Já nasceu morto, e envenenando tudo a seu redor. Muito dinheiro publico desviado. Dona Maria e seus pupilos levaram a grande parte. Há de se lembrar que esta área era de Expansão do município que foi vendida de forma ilegal para esta empresa que se instalou aqui. Desmatou, devastou, arruinou e continua fazendo estragos e o poder publico nada faz. A corrupção impera neste lugar. Santarém, já não e mais a \”Perola do Tapajós\”. Só lhe restou a concha quebrada. A perola foi roubada.

    Resposta
  • 15 de novembro de 2013 em 08:21
    Permalink

    Sou a favor da preservação ambiental, mas tenho alguns questionamentos, como : Porque será que os poderes públicos não embargam esses tipos de empreendimentos antes que, segundo esses hipócritas dizem, causam danos ao meio ambiente?. Porque os órgaos ambientais não fazem uma varredura em documentações que dão direito a empresas desse porte ( Buritui ), a começarem suas atividades?. Talvez, na minha humilde ótica de responsabilidade social, não saiba direito que todos esses cargos de Secretarias, sejam forçados por politicos sem escrúpulos, e a sociedade Têm que conviver com incompetentes apontados por imbecis que se acham acima de tudo e de todos. É fato corriqueiro vermos atravéz das mídias, esses vermes ( Politicos ) brigando por SUAS secretarias. A essa turba de malfeitores, só interessa o financeiro. Gatunos.

    Resposta
  • 13 de novembro de 2013 em 22:42
    Permalink

    O CENTRO DO CONHECIMENTO
    A ONU: Baixou a guarda e já admite erros em seus inúmeros informes para o Mundo, sofreu os maiores constrangimentos por informações mal calculadas por seus cientistas.
    CÉTICOS deitaram e rolaram por documentos não condizentes com os fatos, até por que essa organização sentiu o peso em apoiar governos que tem como projeto em seus mandatos á corrupção e a esmola para enganar os menos esclarecidos.
    ESSA ORGANIZAÇÃO não dá um passo em futuras descobertas, sem pedir uma fortuna para dar inicio a aquilo que eles não sabem por onde começar imagine o co2 produzido por chaminés ou produzido por canais poluídos que cruzam dez ou vinte kilomentros dentro da sua cidade, e além do co2, existem outros gases voláteis e com alto poder de toxidade que invade a sua vida no dia a dia produzindo doenças e mau cheiro, pergunte aos cientistas qual dessas duas opções produz mais co2 e corroem a vida humana?
    RIO DE JANEIRO anuncia queda na intensidade de emissão de gases de efeito estufa.
    O SECRETÁRIO DO MEIO AMBIENTE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CARLOS MINC, SUZANA KHAN E EMILIO LA ROVELE PROFESSOR DA UFRJ COM 3% de queda dessas emissões, o BRASIL quer uma resposta sobre as indagações de JD, assim fica fácil acabar com o efeito estufa.
    O BRASIL: QUER destravar negociação do clima com cálculos históricos em emissões de gás de efeito estufa baseado nas idéias de Carlos MEC e seus idealizadores, Ministério de Meio Ambiente BRASILEIRO
    ONU constatou fenômenos extremos e recordes no nível dos mares em 2013-11-13 após anuncio da OMM ORGANIZAÇÃO METEOROLÓGICA MUNDIAL e ondas de calor, temperatura a partir de 40 graus centigrados inundações, secas, ventos acima de 100 km irão varrer o solo brasileiro, enquanto esse GOVERNO BRASILEIRO E O MUNDO não se curvar á verdade obvia em sua frente, bem como tornar potável rios e igarapés, tornar suas matas marginais, um real destino para os esgotos, e o lixo.
    AS NECESSIDADES do PLANETA já não suportam tantas COP e reuniões de CIENTISTAS procurando uma agulha em palheiro imaginário sem solução. Imaginem o mar invadindo a terra e o PLANETA aquecendo e você procurando água para beber com a sua família.
    EM épocas de calor se você quiser saber quanto de água um ar condicionado ou um ventilador evapora da sua casa cada noite, é preciso cinco toalhas, ver o peso das toalhas, cinco ou seis litros de água para ensopar as toalhas espalhe-as pelo chão, e veja a temperatura e hora que você foi dormir e a hora que acordou, faça a pesagem das toalhas e você tem o tempo e quanto de água foi evaporado, fazendo isso o seu ventilador ou ar condicionado não pego água do esgoto da pia, da fossa, ou ralo do banheiro, descubra por que as baixas umidades adoecem os seus filhos em épocas de calor intenso.
    A MINISTRA ISABELLA TEIXEIRA preferiu ficar ao lado da política do (PT) e contra a sociedade honesta, o que não vai faltar é cadeia para a corrupção, a verdade está chegando e a desmoralização é tamanha. COMO resfriar o PLANETA a não serem através da verdade com os rios, florestas, e uma boa profilaxia.
    O PODEROSO DEUS ESTÁ REUNINDO A SUA IGREJA E LÁ NÃO TEM SACOLINHA.
    JOÃO DE DEUS FERREIRA.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *