Ximangos comemoram a volta de Marreiro ao poder e da democracia

Momento de raríssima felicidade prefeito Marreiro e Adalberto Pires
Momento de raríssima felicidade prefeito Marreiro e Adalberto Pires

A luz da sabedoria do Tribunal Superior Eleitoral – TSE, através da decisão unilateral da ministra Luciana Lóssio, revogou a esdrúxula decisão dos desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Pará – TER. Os mesmos teriam cassado os direitos políticos do prefeito Flávio Marreiro- PSC. Ato contínuo, determinou que o Juiz Eleitoral da Comarca de Alenquer, Dr. Gabriel Veloso, desse posse ao então derrotado nas urnas Cleóstenes Farias do Vale, 2º colocado.

No entendimento da Suprema Corte Eleitoral, a medida tomada pelos desembargadores paraense feriu ditames sagrados da democracia, uma vez que tal decisão, de certa forma violou a essência da soberania popular, a qual no último período eleitoral elegeu através do voto secreto, Flávio Marreiro como Prefeito constitucional do município de Alenquer.

Por conta disso, uma vez nula a decisão da segunda instância, foi o suficiente para a população ir às ruas soltar o grito da garganta, dando glórias a merecida justiça. O júbilo de milhares de cidadãos, simpatizantes, correligionários e aliados, aflorou regozijo pela volta da liberdade e da democracia. Neste contexto, mais do que nunca, reacende as esperanças de dias melhores, da retomada do crescimento, do progresso como um todo, e o fim do regime totalitário.

Afinal, o município de Alenquer e seus munícipes, não devem mais ficar às margens do abismo. Como também no afã de políticos inescrupulosos que só querem o poder para locupletar-se e priorizar a égide de satisfazer seus egos e do fascínio pelo poder. O que em definitivamente não poder mais acontecer é a conciliaçãodo contraste de postulantes frustrados e derrotados, tumultuarem o processo eleitoral parasobrepor-se na fúria degovernar na base da Lei e na marra.

Por: Hemenegildo Garcia / e-mail: rhgarcia2008@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *