Manuel Dutra: “Santarém não tem liderança política”

Professor e jornalista Manuel Dutra
Professor e jornalista Manuel Dutra

O resultado da eleição para Deputado Estadual e Deputado Federal realizada no último domingo, 05, surpreendeu candidatos e a população de Santarém, no Oeste do Pará. Após a apuração dos votos nenhum candidato de Santarém conseguiu se eleger para ocupar uma das 41 cadeiras da Assembléia Legislativa do Pará (Alepa).
Entre os candidatos a Deputado Federal, apenas Francisco Aguiar – Chapadinha (PSD) conseguiu se eleger para a Câmara Federal.
Para o jornalista e professor Manuel Dutra, o motivo para que Santarém, que é o terceiro maior colégio eleitoral do Pará com mais de 200 mil eleitores, não ter conseguido eleger sequer um representante à Alepa é a falta de liderança política. “Em anos passados já houve quatro deputados estaduais de Santarém e dois federais. O resultado dessa eleição de domingo é um claro sinal de que o Município e a região Oeste estão sem lideranças políticas e os eleitores estão percebendo isso”, afirma Manuel Dutra.
Segundo Manuel Dutra, a saída para que o cenário político de Santarém possa mudar será uma renovação nas lideranças. “É uma vergonha a maior cidade de porte médio do Pará e o terceiro colégio eleitoral do Estado não ter um representante na Assembléia Legislativa. Está na hora de a comunidade local pensar seriamente em renovar as suas lideranças, pessoas que pensem o Município e a região com mais responsabilidade”, sugere o jornalista e professor.
Outra questão levantada pelo jornalista Manuel Dutra é a perda da credibilidade dos políticos pelos eleitores de Santarém e região. “Se os eleitores não mandaram ninguém para a Assembléia Legislativa, é porque não estão confiando nos políticos, na maioria deles pelo menos. É uma lição que os políticos devem aprender ou retirar-se da vida pública e dar lugar a quem queira efetivamente trabalhar pelo povo!”, declarou.
O jornalista Manuel Dutra reafirma que os eleitores estão cansados de aventureiros na política. “Neste momento, Santarém e a região estão apresentando crescimento econômico, torna-se pólo de exportação, possui diversas universidades públicas e privadas, tem um setor de turismo em crescimento. Mas, ao mesmo tempo as lideranças locais se perdem em problemas restritos e mesmo pessoais e de grupos, de costas para as transformações que se avizinham”, aponta.
Em relação ao Estado do Tapajós, devido a falta de representantes de Santarém na Alepa, o jornalista Manuel Dutra afirma que a população vai ter que apelar para lideranças de outros locais. “Como essa indigência de lideranças políticas, como, por exemplo, falar em Estado do Tapajós? A população vai ter que apelar para lideranças de fora, como aconteceu por ocasião do plebiscito de 2011, quando o projeto do novo Estado foi de autoria do senador Mozarildo Cavalcante, de Roraima. Uma vergonha! Ou a população e os eleitores em especial mudam as atuais lideranças, ou as coisas ficarão como estão”, alerta.
DEFINIÇÃO: Os eleitores de todo o Estado do Pará definiram, na eleição de domingo, 5, a composição da Assembléia Legislativa do Estado (Alepa), que conta com 41 deputados. O PMDB teve o maior número de eleitos, oito, seguido pelo PSDB, com seis deputados.
Dezoito deputados foram reeleitos: Cilene Couto (PSDB), Júnior Ferrari (PSD), Ana Cunha (PSDB), Fernando Coimbra (PSD), Eduardo Costa (PTB), Tião Miranda (PTB), Martinho Carmona (PMDB), Bordalo (PT), Chicão (PMDB), Raimundo Santos (PEN), Hilton Aguiar (SD), Divino (PRB), Eliel Faustino (SD), Junior Hage (PR), Márcio Miranda (DEM), Sidney Rosa (PSB), Cassio Andrade (PSB) e Aírton Faleiro (PT).
23 deputados são novos integrantes da Alepa: Luth Rebelo (PSDB), Coronel Neil (PSD), Eliane Lima (PSDB), Celso Sabino (PSDB), Milton Campos (PSDB), Sefer (PSDB), Chamon (PMDB), Wanderlan (PMDB), Ozorio Juvenil (PMDB), Scaff (PMDB), Dirceu Ten Caten (PT), Iran Lima (PMDB), Eraldo Pimenta (PMDB), Renato Ogawa (PR), Soldado Tercio (PROS), Rui Begot (PR), Haroldo Martins (DEM), Olival Marques (PSC), Jaques Neves (PSC), Antonio Tonheiro (PPL), Miro Sanova (PDT), Lélio Costa(PC do B) e Thiago Araújo (PPS).
VOTAÇÃO DOS CANDIDATOS A DEPUTADO ESTADUAL POR SANTARÉM

Henderson Pinto (DEM): 30.695 (suplente), Ney Santana (PSDB): 26.819, Antonio Rocha (PMDB): 26.016, Reginaldo Campos (PSB): 19.027, Mauricio Corrêa (PSD): 14.072, Lucineide Pinheiro (PT): 13.527, Dayan Serique (PPS): 6.921, Rubson Santana (PSC): 6.017, Ilmara Sousa (PSB): 3.988, Professor Edmilson (PT): 3.796, Cantor Antonio José (DEM): 958, Dr. Nonato (PT do B): 583, Irmão Valter (PPL): 534 e Joaquim Hamad (PT do B): 426.
BANCADA DO PARÁ NA CÂMARA FEDERAL: Os eleitores do Pará definiram, na eleição de domingo (5), a composição da bancada do Estado na Câmara Federal, que contará a partir do próximo ano com 17 deputados federais, a mesma quantidade das últimas eleições. Os partidos PMDB e PSD tiveram o maior número de eleitos, três cada um, seguido pelo PT, com dois representantes.
Oito deputados federais foram reeleitos: Nilson Pinto (PSDB), Beto Faro (PT), Wlad (SD), Josué Bengston (PTB), José Priante (PMDB), Zé Geraldo (PT), Elcione Barbalho (PMDB) e Arnaldo Jordy (PPS).
Nove deputados federais paraenses são novos integrantes da Câmara dos Deputados, em Brasília: Eder Mauro (PSD), Edmilson Rodrigues (PSOL), Lúcio Vale (PR), Beto Salame (PROS), Júlia Marinho (PSC), Hélio Leite (DEM), Simone Morgado (PMDB), Joaquim Passarinho (PSD) e Chapadinha (PSD).
VOTAÇÃO DOS CANDIDATOS A DEPUTADO FEDERAL POR SANTARÉM
Chapadinha (PSD): 63.671 (eleito),Nélio Aguiar (DEM): 84.601 (suplente), Carlos Martins (PT): 41.080, Pastor Carlos Alberto (PSB): 20.549, Márcio Pinto (PSOL): 15.399, Chiquinho (PSDB): 5.353, Dr. Tabajara (PPL): 992 e Junhão (DEM): 735.
Fonte: RG15/O Impacto

Um comentário em “Manuel Dutra: “Santarém não tem liderança política”

  • 10 de outubro de 2014 em 07:38
    Permalink

    Isso é o troco que os eleitores estao dando a esses bando de incompetentes, que entra ano sai ano ninguem ve nada, a população cansa entao vem gente de fora tbm revoltado com o que esta havendo se candidata e tai o resultado ganha na hora,nenhum vereado se destaca como politico durante seu mandato e qunado chega as eleiçoes querem galgar cargos elevados, mas não é pra ajudar nosso municipio e sim pra ajudar seus bolsos mesmo.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2014 em 19:33
    Permalink

    Eleitores e candidatos da região , já fizemos a primeira cagada , não vamos fazer a segunda dia 26 próximo . A corrupção é o maior dos males da nossa politica , vamos dar um basta nisso .

    Resposta
  • 7 de outubro de 2014 em 10:48
    Permalink

    Vi hoje o Dep. Júnior Ferrari no jornal se comprometendo a ajudar o povo de Santarém. Uma vergonha observar que outros candidados venham de outras cidades com eleitorado menor que o nosso e tenham muito mais sucesso. Ver as articulações políticas de Santarém é procurar chifre em cabeça de cavalo. Um bando de babacas querendo ser o rei. Egoísmo que deixa o povo sem saída. Temos que espurgar esse bando de inconsequentes da política santarena. è novato querendo mamar e velhaco que não quer largar a teta, aí ninguém ganha.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2014 em 08:09
    Permalink

    Prezado Manuel Dutra, a população Santarena não pode ser responsabilizada pelos atos indecentes dos candidatos a Deputados Estaduais. Isso é a prova maior que esses sujeitos petulantes e arrogantes ( Candidatos ), pensam somente no poder. Se realmente agissem em favor do Povo, fariam alianças, e, com certeza, teríamos pelo menos três Deputados Estaduais eleitos em Santarém. Políticos. Nojentos.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2014 em 00:32
    Permalink

    É de dar vergonha a falta de visão dos ditos políticos de Santarém. Vejo um bando de playboys, aventureiros, endinheirados, sem a mínima noção de política e articulação. Logicamente que os candidatos de outras regiões perceberam isso e aqui vieram garimpar seus votos. Tá na hora de surgir uma liderança que aglutine estas forças, que acalme o ego dos playboys e os coloque em seus verdadeiros lugares secundários ou de primeiro escalão, senão todo mundo perde.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *