Diretora da UPA 24 horas descarta vírus Ebola em paciente em Santarém

A princípio, a diretora da UPA, garantiu que foram feitos alguns exames e, que foi constatado apenas que a paciente sofreu um surto psicótico
A princípio, a diretora da UPA, garantiu que foram feitos alguns exames e, que foi constatado apenas que a paciente sofreu um surto psicótico

Uma mulher de aproximadamente 25 anos, natural da Guiana Francesa, continua internada em uma área isolada na Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas (UPA/ 24h), em Santarém, Oeste do Pará, possivelmente com suspeita do vírus Ebola, mas que já foi descartada essa gravidade.

DIRETORA DA UPA DESCARTA VÍRUS EBOLA: A diretora da UPA, enfermeira Ana Emília, em contato com nossa reportagem, informou que a mulher foi encontrada perambulando pelas ruas de Santarém por uma equipe multiprofissional do Centro POP e levada para a UPA 24 horas, por volta das 18 horas de segunda-feira (10). A enfermeira Ana Emília garantiu que foram feitos todos os exames necessários na mulher e, que foi constatado apenas que a paciente sofreu um surto psicótico.

Uma equipe de especialistas do CAPS 2 do Estado foi acionada para que faça o acompanhamento da assistência. A mulher foi examinada por um médico especialista e após os exames, foi confirmado o surto psicótico, descartando o surto de ebola.

“Ela chegou a Santarém e andou por vários lugares da cidade, como a orla. Ela falou que teve contatos com homens e que chegou a sofrer estupro. Ainda não podemos confirmar se ela realmente foi estuprada, mas exames detalhados vão mostrar o que de fato aconteceu”, afirmou a enfermeira.

Após passar por uma bateria de exames na UPA, a paciente continua internada em um sistema de isolamento e está sendo acompanhada por profissionais preparados para situações de risco.

SINTOMAS: Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), no início, os sintomas não são específicos, o que dificulta o diagnóstico. Confira alguns sintomas que frequentemente caracterizam a doença: febre repentina; fraqueza; dor muscular; dores de cabeça e inflamação na garganta.

Após os sintomas iniciais, o infectado apresenta um quadro com vômitos, diarréia, coceiras, deficiência nas funções hepáticas e renais e, em alguns casos, sangramento interno e externo.
Os sintomas podem aparecer de dois a 21 dias após a exposição ao vírus. Alguns pacientes podem ainda apresentar erupções cutâneas, olhos avermelhados, soluços, dores no peito e dificuldade para respirar e engolir.
DIAGNÓSTICO –  Diagnosticar o Ebola é difícil porque os primeiros sintomas, como olhos avermelhados e erupções cutâneas, são comuns. As infecções só podem ser diagnosticadas definitivamente em laboratório, após a realização de cinco diferentes testes.
Esses testes são de grande risco biológico e devem ser conduzidos sob condições de máxima contenção. As transmissões de humano para humano ocorrem devido à falta de vestimentas de proteção.

Os profissionais não entram em contato direto com os infectados e usam equipamentos de segurança que vão de botas a óculos de proteção. Parte dos paramentos é incinerada após a saída da área de isolamento.

Fonte: RG 15/O Impacto

Um comentário em “Diretora da UPA 24 horas descarta vírus Ebola em paciente em Santarém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *