Operação Lava Jato apura Belo Monte

Complexo de Belo Monte
Complexo de Belo Monte

A Operação Lava Jato já começou a investigar a participação das nove empreiteiras que tiveram executivos e dirigentes presos em sua sétima fase, começando pela construção da Usina de Belo Monte, uma das maiores obras de infraestrutura do país. O leilão aconteceu no governo Lula, em 2010, quando a presidente Dilma era chefe do gabinete civil.

Em agosto de 2010, o governo fechou um acordo garantindo que as 11 maiores empreiteiras do país participassem da execução da obra no Xingu. As empreiteiras Camargo Corrêa e Odebrecht desistiram de participar, contrariadas com a redução do preço da obra para 15 bilhões de reais e ficaram fora do consórcio vencedor montado pelo governo, através da Chesf e encabeçado pela Andrade Gutierrez. Depois do leilão, entretanto, as duas voltaram a se interessar pela obra, mesmo com o deságio de 6% proposto pelos vencedores. O acordo garantiu o ingresso delas no grande consórcio, que contou ainda com OAS, Queirós Galvão, Mendes Junior, Coterm, Galvão Engenharia, Cetenco, Cerveng e Melucelli.

Fonte: Tereza Cruvinel – Brasil 247

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *