Briga entre detentos do Presídio de Cucurunã termina em dois feridos

Gerlan Almeida, Abzael Sousa da Silva, Oséias Andrade, Pedro Daniel Cruz e Rafael de Sousa
Gerlan Almeida, Abzael Sousa da Silva, Oséias Andrade, Pedro Daniel Cruz e Rafael de Sousa

Uma briga, que aconteceu na noite de segunda-feira, 26, envolvendo detentos dentro do Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura (CRASHM), em Santarém, resultou em dois homens gravemente feridos, no Pronto Socorro Municipal (PSM). Entre os envolvidos na confusão, cinco deles foram presos na semana passada acusados de torturar um suposto assaltante.

Após torturar o motociclista, Marcelo Vitor Ribeiro Guimarães, 21 anos, os amigos Gerlan Almeida, Abzael Sousa da Silva, Oséias Andrade, Pedro Daniel Cruz e Rafael de Sousa foram presos na noite do dia 19 deste mês, por investigadores da 16ª Seccional da Polícia Civil.

Na noite de ontem, de acordo com a Polícia Civil, os cinco homens foram espancados por amigos de Marcelo Vitor Ribeiro, o qual eles afirmavam que teria roubado uma motocicleta. Durante a confusão, dois deles ficaram gravemente feridos e foram internados no PSM.

O CRIME: Em depoimento ao delegado plantonista na Seccional, na semana passada, os cinco detidos alegaram que torturaram o homem, devido ele ter sido autor do roubo da motocicleta de um dos membros do grupo no início deste mês.

Marcelo Vitor afirmou que foi agredido pelo grupo e, que ainda chegou a levar um tiro de arma de fogo na cabeça. Ele contou que os suspeitos o levaram para uma área afastada da cidade e praticaram o crime. “Puxaram a arma pra cima de mim e não tive como sair. Correram atrás de mim, me derrubaram da moto e me pegaram”, relatou a vítima.

A motocicleta furtada pertence a Abizael Sousa da Silva, de 21 anos, que foi preso acusado de tortura. “Me assaltaram, levaram a moto. Registrei o Boletim de Ocorrência, no dia 6 de janeiro aqui e a polícia não estava fazendo nada. Foi ele quem levou minha moto. Reconheci na hora. A gente pegou ele e colocou no carro e levou lá onde estava a moto”, afirmou.

Além de Gerlan Almeida, de 31 anos, Abizael, Oséias, Pedro Daniel e Rafael foram autuados por tortura e posse ilegal de arma de fogo.

Fonte: RG 15/O Impacto, com foto do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *