Hospital Regional do Baixo Amazonas realiza integrações acadêmicas para 2015

Palestra aos acadêmicos que procuram estágio
Palestra aos acadêmicos que procuram estágio

O Hospital Regional do Baixo Amazonas do Pará (HRBA), pertencente ao Governo do Estado do Pará e administrado pela Pró-Saúde, realizou, neste mês de março, a 1ª. Integração Acadêmica 2015. O evento abre as portas para os acadêmicos que pretendem realizar estágio curricular através da parceria entre o HRBA e as instituições de ensino superior, públicas e privadas. Este ano, a integração acadêmica alcançou 931 participantes entre acadêmicos, professores, coordenadores de cursos e pessoas que pretendem desenvolver atividades de extensão nas dependências do Hospital.
O Hospital Regional de Santarém tem se firmado na região norte do Brasil como referência em diversos serviços de média e alta complexidade, e vem se consolidando ao longo dos últimos dois anos também como referência em ensino e pesquisa, recebendo, em média, 300 acadêmicos por mês das cinco maiores universidades de Santarém.
Segundo a coordenadora da Diretoria de Ensino e Pesquisa (DEP), Claudiléia Pereira Galvão, o processo de integração acadêmica é requisito obrigatório para a realização das atividades de ensino. “É o momento em que o HRBA disponibiliza informações sobre as normas, diretrizes e rotinas. São precauções importantes para o controle de infecção hospitalar, orientações sobre segurança no trabalho, identificação para acesso ao hospital, utilização do prontuário do paciente e como evoluir de forma correta”, declarou Claudiléia.
O HRBA, por meio da DEP, recepciona todos os acadêmicos dos cursos de fisioterapia, enfermagem, psicologia, radiologia, medicina, farmácia, serviço social, educação física, pedagogia e administração das instituições de ensino superior, dentre estas o Hospital Regional possui parceira com as Faculdades Integradas do Tapajós (FIT), Instituto Esperança de Ensino Superior (IESPES), Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), Universidade do Estado do Pará (UEPA) e Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA). Dentre todos os participantes dos vários cursos e projetos, destacamos o Curso de Medicina da UEPA, os quais aderiram a esta formação compreendendo a importância das informações multiplicadas para a melhoria da qualidade das atividades práticas de ensino no HRBA.
Atualmente, o maior quantitativo de alunos no HRBA é do curso de medicina, o qual se divide entre internato e habilidades clínicas, onde os estudantes passam o maior tempo de suas atividades desenvolvendo práticas de ensino em serviço no hospital.
Para que seja realizado o estágio curricular no Hospital Regional, os acadêmicos passam por uma formação, na qual conhecem normas e rotinas do HRBA que são fundamentais para que as atividades de ensino sejam desenvolvidas de forma que preserve a segurança do acadêmico e especialmente dos usuários dos serviços.
Segundo o diretor geral do HRBA, Hebert Moreschi, essa apresentação é essencial para o desenvolvimento dos futuros profissionais. “ Hoje, além de ser uma referência assistencial em média e alta complexidade, o HRBA também se destaca na Região Norte do País como um hospital formador de profissionais em saúde. Isso vai de encontro há um dos requisitos da nossa missão, que é formar profissionais para atuarem nos municípios do Oeste do Pará, que são extremamente carentes de profissionais e por isso possuem baixa resolutividade. Com esse trabalho, estamos construindo um futuro muito melhor para a Saúde da nossa Região”, concluiu Hebert.

Fonte: RG 15/O Impacto e Ascom/HRBA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *