Mudança de sentido na Travessa Sete de Setembro já está em curso

Mudança no trânsito na 7 de Setembro
Mudança no trânsito na 7 de Setembro

Na manhã de sexta-feira (24), a Travessa Sete de Setembro passou a ser mão única, com novo sentido, partindo da Avenida Rui Barbosa em direção à Bartolomeu de Gusmão. A mudança completa o binário com a Travessa Moraes Sarmento, que sofreu mudança há um mês em sentido oposto. Dentro das adequações previstas, a equipe de engenharia fez a retirada, nas primeiras horas da manhã, das placas de parada obrigatória das Avenidas Presidente Vargas e Marechal Rondon, que passam a ser vias preferenciais, e imediatamente, alocadas para a Travessa Sete de Setembro, que passa a ser via secundária.
O semáforo da Avenida São Sebastião com a Travessa Sete de Setembro já está em funcionamento. Com a instalação semafórica, a faixa em frente à Escola Estadual Ezeriel Mônico de Matos está sendo apagada para dar maior segurança ao local. Agentes de trânsito foram deslocados para os cruzamentos onde ocorreu a mudança para orientar os condutores e pedestres.
Os agentes, a exemplo do que ocorreu com outras mudanças semelhantes, vão permanecer de plantão durante 30 dias, apenas fazendo as orientações pertinentes. Paralelo a isso, a Divisão de Educação de Trânsito realizará blitz educativa, com distribuição de panfletos, demonstrando as alterações, e a importância do cumprimento das mudanças. A Divisão conta com o apoio da Divisão de Educação de Trânsito da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), e alunos voluntários da Escola Estadual Ezeriel Mônico de Matos.
A Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT) já planeja novas mudanças que incluem as Travessas 15 de Agosto, Dom Amando, Turiano Meira e a Avenida Sérgio Henn. A secretária Heloísa Almeida define as mudanças a partir da Avenida Barão do Rio Branco, como medidas exitosas, para a melhoria da trafegabilidade nas áreas de maior fluxo de trânsito em Santarém, com a redução do índice de acidentes em 53%, em comparação com o ano passado.
Fonte: RG 15/O Impacto e CCOM/PMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *