Amazônia news

MONTE ALEGRE

O Município vive politicamente um período de retrocesso. A população um tanto quanto envergonhada com atual situação enfrenta dificuldades em todos os setores da administração pública, que parece se aprofundar a cada dia. Sem nenhuma garantia de dias melhores em curto prazo, a única saída é a luz da esperança que brilha no fim do túnel, a eleição municipal do próximo ano. A solução é a renovação política, excluir todos (as) aqueles (as) políticos profissionais viciados no poder, que já não sabem fazer outra coisa. Excluir, também, o regime hereditário imposto por eles, onde alguns deles (as) deixam de concorrer por impedimentos jurídico-administrativos, ou ainda, pela falta de cumprimentos das promessas de campanha não realizadas, indicam suas respectivas esposas, filhos, parentes e agregados e conseguem elegê-los, com a mesma prática politiqueira de sempre. Os pré-candidatos badalados continuam sendo aqueles que ofertam baladas recheadas para os jovens eleitores, que não se importam com o futuro, querem viver o momento.

MONTE ALEGRE II

Informações dão conta de que, a Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI que investiga os males administrativos do prefeito afastado Zé Costa – PT está agindo de forma imparcial. Tomara, meu Deus! Em contrapartida, há informações não oficiais de que Zé Costa vai renunciar, para não perder seus direitos políticos e escapar da cassação. Por outro lado, há boatos de que o Prefeito afastado vai se defender das acusações com outras, contra determinados vereadores (as). Nos bastidores políticos, há informações de que o desenrolar dos fatos, vai beneficiar o planejamento realizado com a junção de dois dos grupos políticos, que iniciará na eleição municipal de 2016, indo até a eleição de 2018. Caso haja eleição indireta na Câmara para eleger o futuro Prefeito, o resultado vai confirmar a amarração. Estamos de olho!

SANTARÉM

O governo Von é alvo do malquerer do povo, ele que foi eleito com alta credibilidade de ser um “bom administrador” não consegue demonstrar na prática. Tudo que consegue é deixar claro que seu governo é direcionado para a elite e seus aliados; quando na verdade foi eleito para todos. Na verdade demonstra aquilo que o povo falava antes da eleição: – Ele não tem votos, não tem carisma, só se elege com o apoio do Lira Maia. Pura verdade! Mas ainda há comentários nos bastidores de que, ele vai concorrer à reeleição, com ou sem apoio do Maia. Os vereadores de sua base aliada, já demonstram descontentamento e sabe-se lá se em 2016 continuarão. Os moradores dos bairros adjacentes do centro estão P… da vida com seu governo. Lixo e valas tomam conta das vias públicas.

ESTADO DO TAPAJÓS

Perguntar não ofende. O povo quer saber! – Afinal, como está a situação da Coordenadoria de Integração e Desenvolvimento Regional e de Apoio á Criação do Estado do Tapajós? Foi extinta ou não? A falta de veiculação em relação ao assunto cria comentários adversos e leva para o povo a impressão de que nenhum político carrega no coração a boa vontade para tal. Após a descoberta da suposta “união” com o Carajás, caiu no descrédito e, agora, se acontecer a extinção do CIRT/Tapajós vai pro ralo de vez. Nosso apelo é para que o prefeito Alexandre Von – PSDB não o faça, sob pena de ser levado à lista d’aqueles que são contrários. Sabemos do seu bom censo e que não vai se incluir na lista negra, que o povo tem nas mangas.

FELIZ ANIVERSÁRIO: Na última segunda-feira, 2, a enfermeira Hosana Paixão, esposa do amigo Agostinho Paixão, completou mais um ano de feliz existência. A comemoração deu-se no seio familiar. Rogamos a Deus que lhe cubra de saúde, paz e prosperidade; juntamente com todos os seus familiares. Parabéns!

A VOZ DO POETA

Autor: Edmundo Baía

SONHO PRODUZIDO

PELA SAUDADE

Acordei imaginando que sonhei?

Ou sonhei imaginando que acordei? Não sei!

Em sonho estive em outra dimensão,

Vi os meus que há muito não via,

E de tanta alegria tive um troço no coração.

 

Dormir desacordado e não sei se era sonho,

Eles desencarnados e eu dormindo acordado,

Conversamos sobre tudo e sobre todos,

Demos até belas e altas gargalhadas,

Mas não tive o merecimento de lembrar o que ficou combinado.

 

Na despedida, mamãe e papai me abençoaram, me abraçaram;

Irmãos, parentes e amigos também,

Não sei dizer onde estávamos,

Mas o lugar era muito mais do que belo,

O aromaque exalava era simplesmente celestial,

Deu-me a ideia de um paraíso no espaço.

Este dia, um dia será de todos nós…

Disse-me uma voz.

 

APOIO CULTURAL: Nilda Paixão, José Santana, Erasmo Moura, Ulisses Medeiros, Jorge Torres, Leônidas Alcântara, Nilton Rebelo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *