Informe RC

É SÓ EXPLICAR- I   Artigo do jornalista J. R. Guzzo (revista Veja):

“O que poderia ser mais fácil para o ex-presidente Lula do que explicar ao público e às autoridades da Justiça Penal brasileira, acima e além de qualquer dúvida, as histórias desse apartamento triplex no Guarujá e desse sítio em Atibaia, ambos em São Paulo, que tantas dores de cabeça lhe têm dado? Se não há nada de errado com os dois negócios, ou pelo menos nada que possa ser descrito como francamente ilegal, bastariam quinze minutos para deixar tudo muito bem justificado. Qual o problema? Não se trata de álgebra avançada. São casos bem simples, que qualquer cidadão pode entender perfeitamente, sem nenhuma necessidade de chamar advogado ou ficar nervoso. Ou os imóveis são dele, ou não são; ou foram reformados com seu próprio dinheiro, ou alguém pagou o serviço em seu lugar. De um jeito ou do outro, tudo pode estar correto. Lula tem recursos de origem boa para comprar e reformar propriedades; também tem o direito de usar propriedades pertencentes a outras pessoas e beneficiar-se de melhorias que os proprietários fizeram nelas. Houve a ajuda de empreiteiras de obras públicas num e noutro caso, mas e daí? Elas já lhe pagaram 27 milhões de reais entre 2011 e 2014 para fazer palestras, e Lula diz que se orgulha disso. Então: é só dizer direitinho, afinal, o que está acontecendo?

É SÓ EXPLICAR- II

Nada mais simples para um homem que acaba de jurar que não existe nenhuma “alma viva” mais honesta do que ele entre os 200 milhões de habitantes deste país. Mas Lula não diz nem uma palavra sobre os fatos. Se está assim tão convencido de que tudo é mentira, por que não disse nada até agora? Só começou a falar porque será oficialmente investigado — e quando falou foi para vir com esse prodigioso despropósito sobre a honestidade das almas brasileiras, uma das declarações mais infelizes que já fez em seus trinta e tantos anos de vida política. Logo numa hora dessas? É estranho: Lula parece estar perdendo contato com os talentos políticos que lhe são atribuídos. Onde andaria hoje a sua tão celebrada maestria como tático? Vai saber. O fato é que, insistindo o tempo todo na recusa a dar qualquer explicação sobre qualquer coisa que faz, Lula constrói sobre sua própria cabeça, por conta própria e sem a ajuda de ninguém, uma nuvem de suspeitas que parece o cogumelo atômico de Hiroshima. Só consegue se defender atacando os outros — “a mídia”, como sempre, ou “a oposição”, que foi incapaz de dizer uma única sílaba sobre essa história até agora. É um esforço inútil. Ninguém vai acreditar que foi a imprensa que construiu o Edifício Solaris ou reconstruiu o sítio de Atibaia.

É SÓ EXPLICAR- III

Lula só faz um número cada vez maior de gente perguntar: “Mas o que ele está escondendo?”. Se não tem nada a esconder, é um péssimo negócio. É verdade que, pensando um pouco melhor, seriam necessários outros quinze minutos para explicar como um dos seus filhos conseguiu vender em 2005 à empreiteira Andrade Gutierrez, por 5 milhões de reais, parte das ações de uma empresa de games que nunca foi a lugar nenhum. Desde o primeiro minuto, essa história, que jazia havia onze anos no arquivo morto e agora sai da tumba, pareceu esquisitíssima. A troco de que a segunda maior empreiteira do Brasil iria dar esse monte de dinheiro ao primeiro-filho para se tornar sócia minoritária de um fracasso? Lula, na ocasião, disse que o rapaz era “o Ronaldinho dos negócios”, e que a Andrade Gutierrez estava fazendo uma compra espetacular — o que talvez tenha feito mesmo, quando se considera que acabou beneficiada depois com uma mudança de lei decretada pelo presidente. A explicação era quase um deboche, mas fazer o quê? Aqueles eram tempos dourados para a impunidade da classe AAA-plus. Mais um bloco de quinze minutos precisaria ser dedicado aos empréstimos do primeiro-amigo José Carlos Bumlai, hoje residente no xadrez da Polícia Federal de Curitiba, outro teria de esclarecer o pagamento de 2,5 milhões de reais feito ao segundo-filho por uma empresa de lobby, e por aí se vai. Mas, por maior que seja a soma final de tempo requerida para as explicações, sempre é melhor do que ficar fazendo cara de bravo e deixar que cresça à sua volta um monumento à desconfiança. O que há de definitivamente certo nisso tudo é, em primeiro lugar, uma intimidade extraordinária entre o ex-presidente e grandes empreiteiras — todas elas metidas até o fundo da alma com a corrupção, como comprovado pelas confissões e condenações da Operação Lava-Jato. Em segundo lugar, é a evidência de que Lula não se conforma, de jeito nenhum, em ser um brasileiro como os demais”.

A CRIANÇA VAI RENASCER

Santarém, com aproximadamente 350 mil habitantes, considerada cidade de porte médio, candidata a capital de estado, numa futura divisão territorial, era única a não contar no organograma da prefeitura com uma Guarda Municipal para zelar pelo patrimônio do município, privado, ajudar a fiscalizar o combalido e deficiente trânsito, e com poder de Polícia, combater a bandidagem e a falta de respeito com o Código de Posturas, carente de fiscais para evitar a avacalhação reinante. Parece que ainda nesta administração, depois de muita grita da mídia local, vai sair do zero. Vamos lá: por ocasião da abertura das sessões do Poder Legislativo, o prefeito Alexandre Von “PSDB” apresentou aos vereadores Projeto de Lei que “criará” a Guarda, que de acordo com o Código Brasileiro de Transito estabelece normas atualizadas a sua existência. Inicialmente vai contar, mediante concurso público, com 50 integrantes. Uma ninharia para o tamanho do município, quando o necessário seria no mínimo 300. A ressurreição da Guarda não significa que venha a ser taxado de pai da criança, já que a mesma existe através de lei há mais de 50 anos, criada, quando prefeito, o médico Everaldo Martins. Mas o pouco é melhor que nada.

POR ENQUANTO NÃO

Existe, a nível nacional, embora não seja democrático, movimento dos grandes partidos para impedir a participação dos pequenos nas municipais de outubro. O Tribunal Superior Eleitoral “TSE” publicou Resolução impedindo que legendas que sobrevivem com Comissões Provisórias há mais de 120 dias sem diretórios municipais, ter sido formado no município ou no estado, as agremiações políticas enquadradas num artigo do TSE, estão proibidas de indicar candidatos e acesso ao Fundo Partidário. Por meio de advogados, a maioria dos prejudicados tenta reverter a resolução. Caso seja mantida, em Santarém o número de postulantes a pré-candidatos a prefeito vai diminuir, atingindo Paulo Barrudada “PROS” e Olavo das Neves “PRTB”. Que a aberração seja extinta e que voltem a competir, pelo menos a pobreza tem onde pedir o que é proibido pela legislação eleitoral.

O MAL DO BRASIL

Dinheiro do povo, via BNDES, “bilhões, candidatos ao calote”, para executarem obras de infraestrutura, como portos, aeroportos, rodovias, e muitas tantas outras em países companheiros, o governo federal tem em excesso, mas para amenizar as mazelas internas existentes no Brasil, onde milhões de famílias são sacrificadas, não, tudo fica nos discursos e promessas dos governantes. Logo após o Carnaval, foi lançada em Belém, pelo Arcebispo, devendo abranger todo o estado, a Campanha Nacional da Fraternidade “2016” que a Igreja Católica este ano aborda acertadamente a falta de saneamento básico em quase todo o território nacional e o risco que traz à saúde pública, principalmente as pessoas de baixa renda, sobreviventes das bolsas oficiais, parte vivendo em situação de pobreza. Os dados divulgados pela igreja são alarmantes, mas verdadeiros. Próximo a 35 milhões de brasileiros recebem água tratada e acima de 100 milhões vivem sem esgotos. A falta de saneamento básico é responsável anualmente pela morte de milhões de humanos, maioria crianças.

CURIOSIDADE

Com as eleições municipais “prefeito e vereadores” bem próximas, campanha de curta duração em relação as anteriores, com a diminuição do tempo de propaganda eleitoral nas rádios e TVs, destinada aos postulantes à prefeitura, a curiosidade dos palpiteiros políticos locais aumenta quanto a formação de coligações partidárias (prefeito e vice). Certo mesmo só dois nomes disputam como pré- candidatos, o do atual prefeito Alexandre Von “PSDB”, candidato à reeleição e o do ex-estadual, 1º suplente de federal, médico Nélio Aguiar “DEM”, com apoio do ex-prefeito Lira Maia, ainda o maior eleitor do município, que pelo andar da carruagem e pelas demonstrações públicas de seus liderados, devem junto com seu partido fazer opção pelo médico, ameaçando o candidato preferencial do governador Simão Jatene. Caso isso não ocorra, a eleição de Alexandre é favas contadas, por falta de nomes competitivos. Mas acontecendo o contrário, o prefeito corre o risco bastante grande de amargar uma derrota.

COMO ANTES

Tudo leva a crer que o recadastramento biométrico “esticado” em Santarém pelo Tribunal Regional Eleitoral “TRE” até o mês de março, vai mostrar de nestas eleições municipais de outubro, encolher o numero de eleitores “antes mais de 200 mil” a um numero muito menor do existente em 2008, tirando do município o que antes era dado como certo, da disputa pela prefeitura ser em 2 turnos, o que seria bom a todos os partidos, para mostrar sua densidade eleitoral e da disputa real em torno do futuro prefeito ser decidida no 2º turno, já que aumentaria o numero de postulantes e o mais votado não chegaria obter 40% dos votos. Agora, talvez, só em 2024.

DESEJO E ANIMAÇÃO

O desejo e animação dos pretensos pré-candidatos à prefeitura de Santarém têm sido mais animados que o Carnaval que passou, dado pelos conhecidos do Rei Momo como pior da história do município. A mídia local tem divulgado do folião político Olavo das Neves “PRTB”, que já foi presidente da Associação Comercial e Empresarial de Santarém, comandando o bloco mais empolgado, composto de número reduzido de empresários em não negar, concedendo entrevistas, sua pretensão de chegar às eleições de outubro à prefeitura, com alguns afirmando que sua candidatura pode afastar da campanha do Alexandre Von o apoio declarado do governador Jatene, correndo risco de ser costurada uma composição, já que Olavo, no governo estadual, exerce a função de Diretor da Cooperativa de Desenvolvimento Econômico do Pará “CODEP”, ser vice do Von, por pertencerem ao mesmo grupo político, o que não aconteceria, por Olavo e seus neófitos apoiadores nunca terem demonstrado serem donos de votos no município. Mas vale a pena sonhar e competir para conferir.

ATOS E FATOS

_DIVIDIDOS- Hoje, parte dos companheiros dirigentes do PT, internamente está dividida. É como a Polícia, tem a banda podre e a boa. A podre é a envolvida em escândalos financeiros, como o da Petrobrás e Zelotes, que ficam com o Lula, e a tida como boa, embora não seja flor que se cheire, fica com a presidente. _ EMPRESTA O NOME- O ex-ministro da Casa Civil, no 1º governo Lula (2003/2004) José Dirceu, mentor e condenado na Ação Penal do Mensalão, um dos presos da Lava Jato em Curitiba, declarou em depoimento ao juiz Sérgio Moro, que o dinheiro (40 milhões) ganho de empreiteiras acusadas de roubar a Petrobrás, não é só proveniente de consultorias e sim, também, de emprestar seu nome a interessados em fazer negócios com o governo. Quanto não deve ter ganhado emprestando o nome, os familiares do ex-presidente Lula? _BURAQUEIRA- As rodovias federais, 90% esburacadas, provocando acidentes e cortando vidas, são consideradas as piores do mundo e o governo não dispõe de recursos para melhorar, mas tem dinheiro para liberar emendas parlamentares a troco de votos, para a presidente não ser afastada do governo. _VIDA CARA- A inflação em Belém e nos municípios que compõem a região metropolitana da capital, em 2015 bateu na casa dos 15%. Quanto não deve ter chegado a de Santarém? _ RAPINAGEM- Contrariando seus companheiros, a presidente Dilma prega diariamente como meta de seu atual governo a reforma na Previdência Social para o equilíbrio da economia brasileira e o país voltar a crescer, como se a causa não fosse o excesso de rapinagem nos cofres da União, quebradeira da Petrobrás e as desastradas gestões dos governos petistas, onde a companheirada mete a mão. _ CONTRA- A ex-ministra do Meio Ambiente, ex-PT, ex-presidenciável, Marina Silva, fundadora da Rede Sustentabilidade, diz que seu partido é contra o impeachment da presidente e a ascensão do vice, Michel Temer, à presidência. Justifica que o PMDB quer paralisar as investigações de corrupção feitas pela Polícia Federal e a Operação Lava Jato, o que beneficiaria o PT e o PMDB. É, pode ser. _PUXA SACO- Do senador Humberto Costa, líder do PT no Senado Federal, defendendo seu patrão político, Lula da Silva, envolvido em enes casos de corrupção: “o ex- presidente Lula precisa ser respeitado. Não apenas por tudo o que fez, mas também por aquilo que não fez”. A voz do povo é a voz de Deus. _ PORQUE SÓ EU? Embora réu acusado de corrupção, o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha “PMDB-RJ”, desabafa: “Têm muitos aqui no Congresso que são réus em processos no Supremo acusados de ladroagem” _ ÓRFÃO- Do senador goiano Ronaldo Caiado: “O Petrolão não nasceu sem pai”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *