SENAR REALIZA CURSO DE VACINAÇÃO CONTRA AFTOSA EM ALENQUER

Apresentação na Secretaria de Cultura dos participantes do curso de vacinação contra febre aftosa ministrado pelo Senar
Apresentação na Secretaria de Cultura dos participantes do curso de vacinação contra febre aftosa ministrado pelo Senar

No período de 02 a 06 de maio de 2016, o Serviço Nacional de Aprendizado Rural – SENAR esteve no município de Alenquer para ministrar curso de vacinação contra Febre Aftosa para criadores de animais bovinos e bubalinos. A referida entidade atendeu solicitação do Sindicato dos Produtores Rurais.

Detalhe, a febre aftosa é uma doença contagiosa causada por um vírus que se multiplica de forma muito rápida. Os animais doentes apresentam sintomas de: aftas nas bocas, nas têtas, e entre as unhas. Tendo como comportamento sintomático, os animais afetados apresentam a baba e o isolamento. É importante frisar que a doença é transmitida por: outros animais, materiais contaminados, por veículos, equipamentos e ate mesmo por pessoas que tiverem contatos como vírus.

Dentro desses indicadores, quando um foco de Febre Aftosa é detectado, o País inteiro perde imediatamente a qualidade do produto, como também, passa ser excluído de tratados internacionais para exportar carnes bovinas e bubalinas. Assim sendo, é imprescindível que todos os pecuaristas vacinem seus respectivos rebanhos contra a Febre Aftosa. Pois só assim o produtor não terá como consequência sua exclusão no comércio brasileiro e de outros países.

Em resumo, o curso oferecido pelo SENAR direcionado aos participantes interessados, teve como bônus o público alvo receber, várias dicas importantes de como realizar uma vacinação correta dentro dos preceitos da Vigilância Sanitária, cuja higienização e limpeza do aparelho são fatores preponderantes para o trabalho eficaz. Portanto, a instituição que cuida da vacinação dos animais bovinos e bubalinos é a Agência Agropecuária do Estado do Pará – ADEPARÁ que recebe a legislação do Ministério da Agricultura e Abastecimento – MAPA, onde a temperatura correta deve estar entre 2 a 8 C., e a dose de 5ml.

FUTRIMANGANDOFUTRIMANGANDO: Na cidade do tudo pode e dos contrastes a população a cada dia que passa fica atônita e perplexa com acontecimentos atípicos e inusitados no cenário protagonizado pela banalização na politicagem no município ximango. Pasmem, já virou moda o dinheiro do povo ser bloqueado pela justiça. No entendimento da magistratura o erário público vem sendo surrupiado de maneira ímproba pelo governo medíocre e acéfalo de Flávio Marreiro, sua equipe financeira e com aquiescência do Poder Legislativo em raríssima exceção. O que vem acontecendo no município de Alenquer que recebe vários pejorativos de deboche resume-se apenas em um. “Uma vergonha sem precedente’’. É um absurdo em pleno século XXI o dinheiro do povo, pago através dos impostos que deveria ser destinado à saúde, educação, infraestrutura, e pagamentos tempestivos dos trabalhadores (as), frequentemente vêm sendo bloqueado através da justiça. Tal situação de certa forma avilta e degrada os servidores da Prefeitura que, uma vez deixando de pagar suas dividas, sumariamente enveredam no rol de mal pagadores. A foto do Fórum e de funcionários da educação sintetiza essa realidade. Enquanto perdurar a impunidade de maus gestores, o Município sente o impacto econômico – financeiro e o povo vai em frente  instituição supramencionada pedir justiça e clem`^encia.

INELEGIBILIDADE: Quem planta vento colhe tempestade. Quando um político é punido pela Justiça sintetiza que algo de errado aconteceu. Neste contexto ratifica o adágio de que a Justiça tarda, mas não falha. Moral da História! O pré-candidato do PMDB e ex-prefeito de Alenquer, Cleóstenes Farias do Vale, recebeu notificação do Tribunal de Justiça do Estado do Pará de que está inelegível. O postulante conhecido como austero, radical e irreverente esta impedido de concorrer às eleições municipais por improbidade administrativa. A decisão cabe recurso. Caso o mesmo passe a ser apto, a população terá um legado de que Cleóstenes Farias não é honesto para com seus eleitores. Entretanto, como o povo ainda não aprendeu a votar espera-se que não se consolide mais uma vez nesse processo eleitoral que o povo tem o governo que merece.

CRIME ELEITORAL: Perguntar não ofende. Será se ainda tem eleitor inescrupuloso que vai votar em políticos corruptosɁ Afinal, o município de Alenquer está na maior crise politico administrativo de sua história por conta de certos políticos sem absolutamente nenhuma postura de ser um representante do povo. A desqualificação é tanta que os mesmos (Executivo e Legislativo) levaram Alenquer a patamares jamais vistos, protagonizando escândalos, nepotismo, negociatas, conchavos, acertos e até mesmo crime de dolo em receberem de forma indevida, diárias sem que efetivamente estejam imbuídos no estrito dever de trabalhar em prol da coletividade. Reflitam sobre isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *