Mural do Povo – Semana XXXII

CabecalhoMuralJPG22

(Janguiê Diniz – Mestre e Doutor em Direito – Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional mantenedor da FIT/UNAMA) 

“Milhares de pessoas no Brasil e no mundo estão na fila de espera para transplantes de órgãos e tecidos. Esse não é um tema novo, mas é sempre preciso retomá-lo, na esperança que através da conscientização da população, o número de doações aumente.

Até o fim de 2015, o Brasil permanecia como o segundo país do mundo em número anual de transplantes realizados, sendo cerca de 87% pelo sistema público de saúde – os hospitais particulares geralmente não realizam o procedimento devido aos custos. Infelizmente, a falta de informação e o preconceito também acabam interferindo no número de doações. No Brasil, 31.915 pessoas aguardam por um órgão na fila de transplantes e destes, 19.440 aguardam por um rim.

O grande problema é que o número de doadores ainda é muito pequeno em relação ao número de pacientes e a maioria das pessoas tem medo de doar seus órgãos, às vezes por mero desconhecimento do que esse ato pode representar na vida de milhares de pessoas. Além disso, ao contrário do que muitos alegam, a fila de transplantes nacional é regrada, sem influências políticas ou econômicas, dependendo apenas da compatibilidade.

Para entender a importância da doação, basta se colocar no lugar dos que precisam. Como nos sentiríamos se fossemos nós na fila de transplantes? A ansiedade e angústia na espera do telefone tocar com a possibilidade da doação. Um único doador pode beneficiar 25 pessoas e, mais importante ainda, é pensar que entre as 25 vidas salvas podem estar crianças. Além disso, a doação de órgãos não precisa ser feita somente após a morte cerebral, é possível doar rins, parte do fígado, pâncreas, pulmão ou tecidos como a medula óssea durante a vida.

No Brasil, por já possuirmos um processo regulamentado, a doação de órgãos e tecidos é um processo simples, que precisa apenas da autorização da família para acontecer. E quanto mais a população tiver a consciência da importância de se tornar um doador, menor será a fila de espera.

Doar é muito mais que um ato de coragem. É um ato de bondade. É permitir que outras pessoas possam continuar a viver. O que levaremos depois de nossa morte? E o que podemos deixar? Podemos deixar como lembrança o que fizemos pelos nossos semelhantes. E com toda a certeza, a família e o receptor dos órgãos serão gratos”.

Leia mais de Mural do Povo!

5 comentários em “Mural do Povo – Semana XXXII

  • 18 de agosto de 2016 em 08:54
    Permalink

    OLÁ , O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM AS NOSSA AUTORIDADES QUE NÃO FISCALIZA AS BARRACAS QUE FICAM NO CAJUEIRO EM ALTER DO CHÃO POIS DOMINGO EU FUI COM A FAMÍLIA E OS BARRAQUEIROS NÃO TEM PENA DA GENTE COBRANDO UMA CERVEJA 8,00 , UMA BANDA DE FRANGO 35,00 E COBRA 10%.

    Resposta
  • 5 de agosto de 2016 em 09:22
    Permalink

    É MUITO CARA DE PAU O PASTOR DA IGREJA DA PAZ REGINALDO CAMPOS E VEREADOR DIZER QUE VIAJOU COM RECURSOS PÚBLICOS, DINHEIRO DO CIDADÃO SANTARENO PRA TRATAR DE ASSUNTOS DE INTERESSES ELEITOREIROS PRO CONGRESSO DA PAZ. PORQUE NÃO FOI A BRASÍLIA PRA RESOLVER PROBLEMA DA FALTA DE MEDICAMENTOS E MÉDICOS NO HOSPITAL MUNICIPAL E POSTOS DE SAÚDE, FALTA DE SANEAMENTO. PORQUE NÃO FOI A BELÉM RESOLVER PROBLEMA DE FALTA DE AGUA COM GOVERNADOR? ISSO SIM É DA COLETIVIDADE E NÃO SEUS ELEITORES DA IGREJA DA PAZ. E PREFEITO ALEXANDRE VON AINDA FEZ A PREFEITURA DOAR R$ 50.000,00 PRO CONGRESSO DA PAZ E MAIS R$ 50.000,00 PRO ANIVERSÁRIO DA ASSEMBLÉIA DE DEUS

    Resposta
  • 5 de agosto de 2016 em 08:17
    Permalink

    Agora que Pastor da igreja da Paz e vereador Reginaldo Campos confessou que foi ao rio de janeiro com recursos publicos pra altera jogos da CBF pra realização do congresso de sua igreja quer ver se o advogado José Olivar vai cumprir com que falou no Impacto de fazer denúncia no MP. ISSO É UMA VERGONHA

    Resposta
  • 5 de agosto de 2016 em 08:06
    Permalink

    Não é só o MP que está administrando santarém, mas também os blog`s, o jornal o impacto etc. O governo de Alexandre Von nunca teve um plano de governo ou plano de ação pra santarém e faz o que os blog`s e MP sugerem. A maior prova de modelo de governo do Von é a secretaria municipal de trânsito. Ontem o blog do JK publicou que o vereador Junior tapajós subiu à tribuna da Câmara para falar de sua preocupação com a reorganização do trânsito santareno, que vem recebendo a instalação exagerada de semáforos em algumas ruas. Questionou a funcionalidade de tantos semáforos instalados.Isso mostra que não tem planejamento. Sem competência técnica essa SMT
    Pra piorar horas depois a SMT publicou no mesmo Blog do JK que fizeram reunião pra melhorar sinalização. Quer dizer que o secretariado do Alexandre Von tão feito barata tonta sem saber o que fazer e ficam esperando as determinações dos blog´s e MP.

    Resposta
  • 4 de agosto de 2016 em 19:03
    Permalink

    A RUA HORTÊNCIA, NO BAIRRO ESPERANÇA, ESTÁ UMA CRATERA SÓ. COM A TUBULAÇÃO DA COSANPA ESTOURADA, A RUA MAIS PARECE UM IGARAPÉ. ATÉ O ÔNIBUS CIRCULAR JÁ ATOLOU POR LÁ. PREFEITO, VAMOS CONSERTAR ESSA BURAQUEIRA!!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *