Carne legal: segunda maior rede de supermercados do Brasil deixará de vender carne de fornecedor que desmata

Grupo Carrefour não vai vender carne de desmatadores
Grupo Carrefour não vai vender carne de desmatadores

Desdobramento do projeto Carne Legal do Ministério Público Federal, a segunda maior rede de supermercados do Brasil, o Grupo Carrefour anunciou, no último dia 25, que não comprará mais carne bovina proveniente de desmatamento e violações socioambientais. A iniciativa reforça o acordo firmado em 2009 entre o Ministério Público Federal, produtores de gado da Amazônia e os três maiores frigoríficos do Brasil (JBS, Marfrig e Minerva) com o mesmo objetivo.

O anúncio foi feito durante o evento ‘Diálogos sobre Pecuária Sustentável’, promovido pela empresa em parceria com o governo do estado do Mato Grosso, com a participação do MPF, representantes de entidades e empresas do setor da pecuária bovina.

Presente no anúncio, o procurador da República Daniel Azeredo, idealizador do acordo assinado em 2009, destacou que o processo teve início com a atuação do MPF. “Mas entendemos que o melhor modelo é o da autorregulamentação pelo setor privado. A união do varejo, frigoríficos e produtores pode ser capaz de aumentar os níveis de proteção em um curto período de tempo”, observou.

Segundo a nova política de compra de carne bovina do grupo, serão vetados fornecedores que vendam produtos provenientes de áreas de desmatamento, embargadas, unidades de conservação, terras indígenas e que utilizem trabalho escravo. Os critérios adotados pelo protocolo de controle da pecuária abrangem todos os biomas brasileiros. O controle será feito por um sistema de monitoramento dos processos produtivos que vai cruzar os dados das plantas produtivas de cada fornecedor do grupo para identificar possíveis irregularidades.

Participaram do evento o governador do estado de Mato Grosso, Pedro Taques, o diretor geral adjunto do Grupo Carrefour, Jérôme Bédier, e o CEO do Grupo Carrefour Brasil, Charles Desmartis.

TAC da Pecuária – Em 2009, o MPF assinou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para que os produtores parassem de comercializar a carne proveniente de áreas desmatadas e que os frigoríficos não comprassem carne de quem desrespeita normas ambientais e trabalhistas. O acordo foi assinado pelas três maiores empresas da área – JBS, Marfrig e Minerva. Estudo publicado na revista científica Conservation Letters, em 2015, atestou a eficácia dos acordos.

Fonte: RG 15/O Impacto e MPF

 

Um comentário em “Carne legal: segunda maior rede de supermercados do Brasil deixará de vender carne de fornecedor que desmata

  • 1 de setembro de 2016 em 00:49
    Permalink

    OLIMPÍADAS

    ACONTECEU uma das mais lindas festas em grande estilo de poder de EROS e outros DEUSES, bem como as HEROÍNAS lançando pelo ar ou água, a olfação, aquele odor efêmero do helenismo que brilhou nas lembranças do passado olímpico
    UMA OLIMPÍADA GRANDIOSA e uma PIRA OLIMPÍCA inusitada pelo seu engenhoso aconchego de um brilho incandescente de um quase legitimo sol.
    É POR AÍ, é por aí que vocês começam a descobrir, refletir os seus valores éticos e morais, em um grande espelho a imagem límpida de como educar.
    OS OLIMPÍCOS BRASILEIROS aqueles que a miséria sempre esteve em seu caminho, por falta de incentivo ao esporte, foram eles os que mais brilharam. BRILHARAM tanto que se quebrou as cordas, as laminas, da guilhotina que lhe diz incentivar. Esses que lhes oferecem a terra mais não lhes proporciona a semente, lhes oferece o médico mais não o remédio, e a educação eles vão buscar na raça e na coragem de vencer, após 2016 tem bolsa atleta e pódio
    ABERTURA DA OLIMPÍADA 2016 foi em defesa do MEIO AMBIENTE, os dirigentes deste PAÍS estão irredutíveis em não fazer nada pelo clima.
    UNIDO PELO CLIMA, é se unir por sobrevivência, o mar já começou a mostrar o seu poder, só eles é que não entendeu, o avanço do mar, é aumento de assoreamento marinho, salubridade da água é perca de terras férteis em toda área costeira, o sol, o vento, a chuva e o mar, está destruindo lavouras em todo País, e o solo incapacitado de produzir alimento.
    ESPERAMOS que a sociedade em geral, e os medalhista de 2016 vejam este verdadeiro meio ambiente que querem para vocês, aquele que vai produzir fome, desemprego, sequestro, assalto, e muita dor ao ser humano, caso não faça nada por meio ambiente, vocês vão perder tudo que conquistaram, até o seu bem mais precioso, a vida.
    CAFÉ DE MONTANHA: TERRACEAMENTO é um novo método que a EMBRAPA, e seus idealizadores criaram para vender MAQUINAS E MUITO VENENO, ampliando assim os seus projetos de maldade a esse PAÍS chamado BRASIL, existe outros meios para assegurar os insumos ou drogas próximo a raiz, seguro de águas é um dos mais antigos projetos de JD assegura água em rios e igarapés, em café de montanhas impedindo que o enxurro leve o seu veneno, e digo mais, fica a mais 30% de água que no seu projeto, querem pagar pra ver, e diminuindo assim assoreamento, câncer, abortos e outras doenças há esta região.
    EPIDEMIA DE CÂNCER em alto índice de agricultores e consumidores Gaúchos doentes por agrotóxicos no Rio Grande do Sul.
    POLÍTICO que não faz Meio Ambiente, ele não mim representa em lugar nem um.
    OS TRÊS PODERES têm o dever de rever o mal que está fazendo a esta NAÇÃO, que é refém de meia dúzias de dirigentes cegos, e fracos, em economia e bem-estar social, DUZENTOS E SEIS MILHÕES DE BRASILEIROS a caminho do fundo do poço por falta de MEIO AMBIENTE, que o esgoto e a seca estão destruindo rios e igarapés, que é o SUPER MERCADO do pobre. O PIB está recuando pela sesta vez, e os dirigentes relutam em não criar empregos pelo caminho de maior necessidade que é o Meio Ambiente.
    STF tem a única oportunidade de mostrar para o Mundo, que o melhor, o verdadeiro MEIO AMBIENTE, para o BRASIL e o MUNDO está aqui no nosso País. O STF tem a oportunidade em uma grande ocasião para produzir um efeito legal nesta fábrica de vida que é a BIOTA. ESPERO que o STF encontre neste contexto um apoio que dê ênfase a assimilação Ambiental. O conjunto das circunstâncias nas quais se produz um acontecimento, uma ação está nas mãos dos MINISTROS DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.
    TEMER é verdade que o MEIO AMBIENTE está levantando os impactos marinho para produzir verduras no fundo do mar, cuidado lá tem muito lixo e bactéria perigosos vocês vão se contaminar por falta de conhecimento nesta matéria.
    JOÃO DE DEUSFERREIRA O HOMEM.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *