Morte de vigilante por PRF será reconstituída pela Polícia Federal

carlos-andre-quando-prestou-depoimento-em-santarem
Carlos André quando prestou depoimento em Santarém

A Polícia Federal realizará na quarta e quinta-feira (19 e 20) deste mês, a partir das 8h, a reconstituição do crime em que o vigilante David Martins foi morto a tiros pelo policial rodoviário federal, Carlos André da Conceição Costa. O crime ocorreu no dia 24 de setembro de 2012, na Praça do Mirante, quando o servidor federal passava férias em Santarém.

De acordo com a Polícia Federal, a reconstituição do crime ocorrerá em cumprimento a uma requisição da Justiça Federal. Foram intimadas para participar dav reconstituição do crime, o réu Carlos André, a namorada dele e uma amiga do casal.

Para o evento, a Polícia Federal vai utilizar cerca de 30 policiais, incluindo os peritos criminais que vieram do Instituto Nacional de Criminalística. A Polícia Militar também dará apoio na ação fazendo o isolamento do local para evitar a aproximação de curiosos e auxiliar na segurança do evento.

A imprensa não terá acesso ao local durante a realização da reconstituição do crime.

RELEMBRE O CASO: David Martins foi morto a tiros pelo policial rodoviário federal Carlos André da Conceição Costa, que estava de férias na cidade. Em depoimento à polícia, Carlos André alegou legítima defesa.

Ele contou que caminhava pela Praça do Mirante do Tapajós, quando percebeu um homem com uma arma na cintura, revistando quatro jovens no local. Acreditando que se tratava de um assalto, ele resolveu sacar a arma pessoal, uma pistola calibre .40, e se identificou como policial para a vítima, mandando que o homem levantasse as mãos. O vigia teria sacado a arma de fogo, fazendo com que o policial rodoviário federal disparasse. O laudo de necropsia do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves de Santarém mostrou que o homem foi alvejado com dois tiros na região torácica.

Depois dos tiros, Carlos Costa acionou a Polícia Militar e o serviço de ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), para prestar socorro à vítima, que não resistiu e morreu.
O policial rodoviário federal Carlos André da Conceição Costa foi indiciado por homicídio doloso – quando há a intenção de matar. O policial teve a prisão temporária decretada em 26 de setembro de 2012, sendo convertida em prisão preventiva no dia 24 de outubro do mesmo ano. Após conseguir uma liminar, ele passou a responder o caso em liberdade.

Duas audiências sobre o caso foram realizadas em 2013, na sede da Justiça Federal em Santarém, na qual nove testemunhas foram ouvidas, mas o depoimento do policial foi adiado. Carlos André foi intimado a depor por vídeoconferência, para não ter que se deslocar de Brasília, onde trabalha, até Santarém.

Fonte: RG 15/O Impacto e G1

2 comentários em “Morte de vigilante por PRF será reconstituída pela Polícia Federal

  • 20 de outubro de 2016 em 09:26
    Permalink

    O policial apenas cumpriu com uma de suas obrigações, a de defender a sociedade, não se omitiu. Já o morto, de conduta irregular, praticava algo que não era da sua alçada !

    Resposta
  • 18 de outubro de 2016 em 23:10
    Permalink

    BOA NOITE, NUNCA FUI SIMPÁTICO A ESSA INSTITUIÇÃO PRF, SOU DO RIO DE JANEIRO EVITO PASSAR POR ESTRADAS CONTROLADAS PELA MESMA, INFELIZMENTE NÃO TENHO COMO PROVAR O QUE JÁ PASSEI QUANDO ABORDADO POR ALGUM PRF,ESSE É O MOTIVO DE NÃO CONFIAR E MANTER DISTÂNCIA DESSA POLÍCIA, AGORA EM RELAÇÃO AO CASO DESSE PRF CARLOS ANDRÉ, É UM ABSURDO, VALE LEMBRAR QUE É UM POLICIAL DE CARREIRA, APROVEITANDO SUAS FÉRIAS EM COMPANHIA DA SUA COMPANHEIRA, QUANDO SE DEPAROU COM UM HOMEM ARMADO EM SITUAÇÃO SUSPEITA, SEGUNDO A IMPRENSA LOCAL O POLICIAL SE IDENTIFICOU E SOLICITOU QUE O HOMEM ARMADO SE IDENTIFICA-SE, O MESMO EM UM MOVIMENTO DE RISCO OBRIGOU O POLICIAL AGIR EM LEGÍTIMA DEFESA, FOI APURADO QUE O FALECIDO ERA VIGILANTE DE BOCA, NÃO TINHA FORMAÇÃO DE VIGILANTE, NÃO TINHA PORTE DE ARMA, USANDO UMA ARMA SEM PROCEDÊNCIA, PERGUNTO EU, QUE TEM RAZÃO? VAMOS LEMBRAR UM POLICIAL É POLICIAL 24 HORAS POR DIA, DE FOLGA DE FÉRIAS ATÉ DORMINDO, É UM REPRESENTANTE LEGAL DO ESTADO, PQ DESSA PERSEGUIÇÃO COM ESSE PRF, O QUE ELE FEZ DE ERRADO, AGIU NO SEU DIREITO DE DEFENDER A SOCIEDADE, HOJE ESSA SOCIEDADE HIPÓCRITA, ESCROTA, MALÉFICA, QUE PEGAR ESSE PRF E CRUCIFICÁ-LO, ISSO É UMA COVARDIA, ACORDA POPULAÇÃO, UMA ATITUDE DESSA NATUREZA SÓ FORTALECE INTERESSE DE PESSOAS QUE NÃO TEM NENHUM RESPEITO PELA VIDA HUMANA, FORTALECE APENAS A BANDIDAGEM QUE ESTA DOMINANDO CADA VEZ MAIS UM ESPAÇO QUE TEM QUE SER DO CIDADÃO DE BEM, BANDIDOS DE ARMAS EM PUNHO, OU PIOR BANDIDOS COM O PODER DA CANETA, VOLTO AFIRMAR, NÃO TENHO NENHUMA SIMPATIA POR ESSA POLÍCIA, AGORA ASSISTIR UMA INJUSTIÇA E FICAR CALADO, ISSO NUNCA!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *