MPF denuncia servidores do Ibama à Justiça Federal

Ibama em Santarém será fechado
Servidores foram denunciados à Justiça Federal

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou à Justiça três servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) em Santarém, no Pará, por corrupção passiva. Elton Cândido da Silva Barros, Vanderlei da Silva Santos e Silvana Andreza da Silva Cardins são acusados de pedir propina a empresas madeireiras para liberar a exploração florestal.

A ação penal foi encaminhada à Justiça Federal em Santarém no último dia 20. Caso condenados, os acusados estão sujeitos a pena de até 16 anos de reclusão, e multa.

O esquema de corrupção foi desmontado no último dia 13 por operação conjunta da Polícia Federal, MPF e Justiça Federal, a operação Lupa II. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos servidores e na sede do Ibama em Santarém.

As investigações foram iniciadas a partir de declarações feitas por sócios de empresas que atuam no setor madeireiro na região oeste do Pará, há cerca de um ano. Eles relataram ao MPF que os servidores solicitaram valores em dinheiro para efetuar o desbloqueio das empresas no sistema de controle de produtos florestais, liberando assim a compra e venda de madeira.

A liberação efetivamente ocorreu, de maneira irregular, em desobediência às normas internas de funcionamento do sistema de controle. Esse agravante pode aumentar a pena por corrupção passiva, que chega a 12 anos de reclusão, para até 16 anos de reclusão.

Processo nº 0003703-43.2016.4.01.3902 – 1ª Vara Federal em Santarém
Fonte: MPF

 

2 comentários em “MPF denuncia servidores do Ibama à Justiça Federal

  • 28 de outubro de 2016 em 18:59
    Permalink

    CONCORDO, E QUEM DESAFIA O SISTEMA VAI PRA GELADEIRA!

    Resposta
  • 28 de outubro de 2016 em 12:41
    Permalink

    O IBAMA É PARTE DO APARELHAMENTO DO PT, ONDE TRANSFORMARAM O OESTE DO PARÁ EM UM IMPÉRIO DE ONGS E DEMAIS ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS COMO OS STTRS PARA IMPLANTAR O GOVERNO DO CAOS SOB UMA BANDEIRA PSEUDO-AMBIENTALISTA, QUE NA PRÁTICA AGORA COMEÇAM APARECER OS PODRES DESTA FACE OCULTA DENTRO DA GESTÃO DESTES ÓRGÃOS PÚBLICOS, QUE AINDA NÃO EXPLICAM COMO PODE AINDA AS MADRUGADAS DO OESTE DO PARÁ SE TORNAREM ROTAS PERFEITAS PARA O TRANSPORTE ILEGAL DE MADERIRA, SEJA ELE POR ÁGUA OU TERRA, COMO PODE MADEIREIRAS DETEREM A MAIS DE 13 ANOS LICENÇA DE OPERAÇÃO NAS FLORESTAS PÚBLICAS DO CURUATINGA, COMO É O CASO DA RANCHO DA CABOCLA E DA MADESA, COMO PODE A MADEIRA ILEGAL NAVEGAR LIVREMENTE AMAZONAS ABAIXO SEM SER FISCALIZADA RUMO A BELÉM E OUTRAS ROTAS, COMO PODE MINERADORAS DESMATAREM AS MARGENS DE RIOS E TRAFICAREM O MINÉRIO E A MADEIRA SOB CONDUTA ILÍCITA DOS TRIBUTOS E LICENÇAS AMBIENTAIS, APÓS O FIM DA ERA DOS 13 ANOS AINDA IMPERA O REINADO DOS AMIGOS DO REI.
    OS ÓRGÃOS PÚBLICOS PRECISAM SER PASSADO A LIMPO ANTES QUE O PREJUÍZO A NAÇÃO SEJA IRREMEDIÁVEL.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *