Ator paraense se destaca na novela ‘Haja Coração’

tiago-homci-nasceu-em-belem
Tiago Homci já esteve em Santarém e conheceu Alter do Chão

Considerado um dos maiores talentos da teledramaturgia da Rede Globo, o ator paraense Tiago Homci, 30 anos, se destaca na novela das 7, ‘Haja Coração’. Na trama de Daniel Ortiz, ele interpreta o personagem “Edu”. Tiago estreou na TV, no ano de 2013, na novela ‘Além do Horizonte’, quando atuou ao lado do irmão gêmeo, Diego Homci. Natural de Belém do Pará, Tiago se mudou para o Rio de Janeiro no ano de 2010, onde juntamente com Diego, estudou teatro e participou do curta-metragem ‘Dois’ e da peça ‘Comédia em Dobro’. Em entrevista exclusiva a reportagem do Jornal “O Impacto”, no Rio de Janeiro, Tiago contou sua trajetória até chegar a atuar como ator na maior empresa de comunicação do Brasil. Veja a entrevista na íntegra:

Jornal O Impacto: Como é encarar esse novo trabalho na maior emissora do Brasil?

Tiago: Estou muito feliz, porque é mais um passo dado na carreira e motivadíssimo pra continuar mais ainda. Já é a minha segunda novela na emissora, que é a mais importante do Brasil, e uma das mais importantes do mundo. Então, de fato é um sonho realizado. Pretendo dar continuidade ao meu trabalho na rede Globo, onde estou muito feliz.

Jornal O Impacto: Quando você iniciou sua trajetória na carreira artística?

Tiago: Eu vim pra cá no ano de 2010 estudar teatro no Rio de Janeiro, mas sou paraense, nascido em Belém, na capital. Me formei em 2013, na escola de teatro. Também em 2013 já fiz a primeira novela que foi “Além do Horizonte”, juntamente com o meu irmão gêmeo, Diego Homci. Então, profissionalmente estou trabalhando desde 2013.

Jornal O Impacto: Em relação ao Estado do Pará, o que você tem a declarar?

Tiago: O meu sangue é de açaí… Eu costumo dizer essa brincadeira. Eu amo o meu Estado e, estou indo pra lá passar as minhas férias quando finalizar os trabalhos na novela ‘Haja Coração’. Vou lá ver minha família e meus amigos. Eu amo o Pará, e vou agora no dia 06 de novembro, onde vou ficar até o comecinho de dezembro. Pretendo ir a Alter do Chão.

Jornal O Impacto: Você já esteve em Alter do Chão, que é o principal balneário de Santarém?

Tiago: Claro que sim. Eu já estive em Santarém e, já conheço Alter do Chão, que é maravilhoso e, é o nosso ‘Caribe Brasileiro’. Já estive lá para participar de um evento de 15 anos da filha da ex prefeita de Santarém, onde fui muito bem recebido na cidade. Depois fomos passear em Alter do Chão, que é um lugar incrível e muito maravilhoso.

Jornal O Impacto: O que você tem a dizer para jovens que moram em regiões distantes dos grandes centros do País e que querem seguir carreira na televisão?

Tiago: Acho que primeiro você tem que perceber se você realmente tem talento. Acredito que não vale a pena lutar por um sonho, se a gente não tem talento para chegar até ele. Depois disso… Eu gosto de dizer que quem tem um sonho deve realmente buscar ele. Quem é de longe, como do nosso Estado, dos interiores e até mesmo da capital Belém, fica mais difícil, porque tudo acontece no Eixo Rio-São Paulo. Mas, acreditem nesse sonho, estudem e leiam muito e podem ter certeza que as coisas vão acontecer!

Jornal O Impacto: Ser ator de novela foi o seu sonho de infância?

Tiago: Não. O meu sonho de infância era ser jogador de futebol, só que eu não sabia que eu não tinha o talento que necessitava pra isso. Então, eu lutei durante muitos anos para ser um jogador de futebol e, hoje, eu digo que felizmente não aconteceu, porque eu deveria ser ator. Eu já era ator e não sabia e, essa que é a verdade!

Jornal O Impacto: Sobre os sabores do Pará, como o tacacá e o açaí, o que você tem a dizer?

Tiago: Os sabores do Pará são maravilhosos. O meu prato predileto é o tacacá. Sou apaixonado pelo tacacá, também gosto muito de maniçoba. Na verdade eu gosto de tudo, mas o meu prato predileto é o tacacá.

Jornal O Impacto: Como você analisa o Círio de Nazaré?

Tiago: O Círio de Nazaré é uma das festas mais emocionantes que existe. Passei muitos anos da minha vida acompanhando o Círio e, toda vez que eu via a santinha, eu deixava cair lágrimas dos olhos.

Jornal O Impacto: Voltando ao segmento artístico, o que falta para que a cultura nas principais cidades do Pará, como Belém e Santarém, possa se desenvolver mais?

Tiago: Acredito que está se desenvolvendo bastante. Desde que eu vim morar no Rio de Janeiro, e as vezes que eu vou até Belém, percebo que a cultura tem se desenvolvido bastante. Hoje em dia várias peças de teatro tem ido daqui do Rio pra lá e, isso é maravilhoso. Agora, o que revoluciona qualquer lugar, seja ele, uma sala pequena, um Estado ou um País, são as pessoas. Acredito que se as pessoas quiserem mudar realmente a cultura ou melhorar, devem se empenhar. De fato a cultura do Pará é incrível, tem o carimbó e, tem vários eventos maravilhosos, como o Sairé de Alter do Chão.

Jornal O Impacto: Falta mais empenho da classe política para fazer a aproximação da cultura ao povo, no Pará?

Tiago: Com certeza. Por isso, faço um pedido carinhoso aos políticos para olhar um pouco melhor a nossa cultura, que é tão incrível. O Pará tem uma cultura das mais brilhantes do Brasil. Reforço o pedido aos políticos que olhem melhor para a nossa cultura.

Jornal O Impacto: De que forma você e seu irmão gêmeo recebe apoio da sua família para seguir carreira na televisão?

Tiago: Eu sempre recebi apoio da minha família, até mesmo quando eu e meu irmão viemos morar no Rio de Janeiro. A gente ficou só aqui durante vários anos. Isso não é fácil, mas a família sempre esteve muito próxima, apoiando e dando instruções.

Fonte: RG 15/O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *