“É hora de sair”, diz Geddel em carta de demissão

Palácio do Planalto confirmou nesta sexta-feira a saída do ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima. Ele conversou com o presidente Michel Temer por telefone nesta manhã.

Ainda nesta manhã, havia a informação de que o ministro deixaria o cargo até que seja apurado o caso da tentativa de influência na decisão do Iphan sobre o embargo a uma obra de interesse dele, em Salvador, na Bahia.

Em carta, Geddel disse que pediu demissão após profunda reflexão e alegou sofrimento de familiares. Afirmou que vai voltar para a Bahia e seguir como ardoroso torcedor do governo.

Segundo o Valor, o governo avalia aplicar no caso Geddel a solução Henrique Hargreaves, o ministro chefe da Casa Civil do governo Itamar Franco que, denunciado, afastou-se do cargo e depois voltou ao posto quando as investigações concluiram por sua inocência.

Com informações Valor.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *