Diocese de Santarém abrirá Ano Diocesano Vocacional durante celebração de três ordenações diaconais

O Ano Vocacional iniciará dia 17 de dezembro de 2016 e seguirá até as Festividades de Nossa Senhora da Conceição 2017

A Diocese de Santarém abrirá o Ano Diocesano Vocacional durante a celebração de três ordenações diaconais. Esse momento solene ocorrerá no próximo sábado, 17 de dezembro, às 9h, na Igreja São Francisco de Assis, bairro Caranazal, e será presidido pelo bispo Dom Flávio Giovenale.

O Ano Diocesano Vocacional é uma proposta do Serviço de Animação Vocacional (SAV) da Diocese de Santarém, em comunhão com o bispo Dom Flávio, que se viu interpelado ao convite do padre Auricélio Paulino, padre Rubinei Coelho e Irmã Marlene, para que a igreja local se voltasse à temática da vocação com atenção especial. Esse trabalho será através de três momentos: animação, reflexão e celebração, de modo que una toda a Diocese para suscitar vocações cristãs, as mais diversas possíveis, no meio da juventude.

O bispo Dom Flávio destacou a iniciativa que tem bastante foco na juventude. “Para os jovens é muito importante escolher bem qual é a sua vocação, mas do que escolher, é descobrir qual a vocação que Deus escolheu para ele. Uma vocação bem acertada é claramente um futuro bem feliz, sereno, mesmo com todo esforço. Neste Ano Vocacional nós queremos evidenciar quais são as grandes vocações dentro da humanidade. A vocação matrimonial, em primeiro lugar, segundo a vocação sacerdotal e também a vocação consagrada. Tem vários tipos de consagração, algumas pessoal, outra pode ser em instituto, mas não tem uma vida comunitária e outra nos institutos, nas congregações e nas ordens de vida comunitária. Por isso nós vamos tentar apresentar aos jovens o leque que tem, para depois dentro disso, também escolher sua profissão. De maneira que será uma ajuda para os jovens de hoje e de amanhã, para escolher bem sua vocação e ser feliz”.

Segundo o coordenador do SAV, padre Rubinei Coelho, o objetivo é também sensibilizar a comunidade eclesial para se comprometer de maneira vigorosa e decidida na evangelização das famílias no aspecto vocacional na Diocese de Santarém. “Portanto, será um momento para podermos celebrar os jubileus vocacionais em nossa comunidade. Lembrando que esse Ano não consiste trabalhar somente com a vocação religiosa, mas a vocação de modo geral: religioso, padre e a vocação leiga para o matrimônio”, destacou.

O Ano Diocesano Vocacional encerrará no dia da Romaria da Juventude das festividades de Nossa Senhora da Conceição 2017. A data ainda será definida.

Ações durante o Ano Vocacional

A primeira atividade será justamente na abertura com as ordenações diaconais. Durante o ano terá várias atividades. “Vamos ter celebrações, como da vocação matrimonial, para a vida religiosa e para a vocação sacerdotal”, informou padre Rubinei.

Segundo o sacerdote, em maio de 2017 será dedicado à celebração da vocação matrimonial, o mês de agosto para a vocação sacerdotal e o mês de outubro dedicado para vida religiosa.

“No início do ano começam a ser entregues às comunidades da Diocese, os materiais para trabalharem com várias atividades: círculo bíblicos com as Cebs, encontro com as famílias, tríduo com a juventude, atividades com a catequese, adoração e vigília. Abrangendo da criança ao adulto. Toda a comunidade sendo contemplada. Por isso todos os materiais terão os três momentos: animar, refletir e celebrar”, detalhou o coordenador do SAV.

As ordenações diaconais

Nesse dia serão ordenados diáconos os seminaristas: Aldinei Prata de Lima, Francisco de Assis dos Santos e Mateus Sousa de Andrade.

O diaconato é o primeiro grau do sacramento da Ordem. O presbiterado (padres) é o segundo e o episcopado (bispos) é o terceiro. Todo diácono católico deve ser ordenado por um bispo num ritual próprio.

Segundo o Catecismo da Igreja Católica, a principal função do diácono é ajudar e servir os bispos e padres. Ainda de acordo com o Catecismo, os diáconos devem assistir o bispo e os padres na celebração dos mistérios, sobretudo a Eucaristia, ao distribuir a Comunhão, assistir ao Matrimônio e abençoá-lo, proclamar o Evangelho e pregar; presidir os funerais e consagrar-se aos diversos serviços de caridade. Eles não celebram missa, pois não são sacerdotes. Também não podem dar todos os tipos de bênçãos.

No dia da ordenação, Francisco, Aldinei e Mateus passarão a usar as vestes diaconais. Sobre a túnica branca eles serão revestidos com uma estola na transversal (peça de tecido com aproximadamente 10 cm de largura) e com a adalmática, uma espécie de avental.

Em 2017, outro seminarista da Diocese de Santarém será ordenado diácono: Antônio Deuzin Leitão. A celebração vai ocorrer no dia 25 de janeiro na Igreja Nossa Senhora de Nazaré, Vila Curuai, região do Lago Grande, às 10h.

Após serem ordenados, os futuros diáconos continuarão os trabalhos pastorais que exercem, para serem ordenados sacerdotes ainda em 2017.

Fonte: RG 15/O Impacto e Aritana Aguiar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *