Russos morrem após tomarem loção como álcool

Pelo menos 41 habitantes da cidade siberiana de Irkutsk, na Rússia, morreram depois de beber loção de banho aromatizada para se embriagar, um dos casos mais fatais deste tipo em anos, disseram investigadores russos nesta segunda-feira(19).

O uso de substitutos do álcool ou de bebidas alcoólicas falsificadas é prática conhecida nas regiões da Rússia, onde dois anos de penúria econômica empurraram mais pessoas para baixo da linha de pobreza.

A mídia russa noticiou que as vítimas eram moradores pobres de Irkutsk, cidade de solo pobre situada cerca de 4 mil quilômetros ao leste de Moscou. O caso ressalta o quão carente se encontra uma vasta parte da população, apesar do perfil e da influência crescentes da Rússia na arena global.

“É uma tragédia terrível”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, aos repórteres. “Este tipo de problema é bem conhecido, e o presidente foi informado. Medidas têm que ser adotadas”.

O Comitê Investigativo da Rússia enviou um grupo de investigadores experientes de Moscou, e agências de notícias russas disseram que o prefeito de Irkutsk declarou estado de emergência e proibiu temporariamente a venda de todos os líquidos que contém álcool impróprio para consumo humano.

“De acordo com nossos dados mais recentes, 41 das 57 pessoas que foram hospitalizadas depois de ingerir o líquido morreram”, disseram os investigadores em um comunicado. “Mais de duas mil unidades do líquido foram confiscadas, um volume total de 500 litros”. Entre os líquidos usados como substitutos do bebidas alcoólicas estão perfumes, loções pós-barba, anticongelantes e limpa-vidros.

Fonte: DOL, com informações de Reuters

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *