Ibama apreende madeira ilegal e multa grupo criminoso

Operação foi realizada em área onde a missionária Dorothy Stang foi assassinada

Uma operação do Ibama realizada ontem (21) no município de Anapu, sudoeste paraense, apreendeu 2.063,65 m³ de madeira ilegal (787 toras) em um porto fluvial do município. As toras foram destruídas e o grupo responsável pela área foi multado em quase R$ 2 milhões. Os agentes também apreenderam no local três carregadeiras, um trator skidder, dois caminhões e duas balsas. No total, 13 pessoas foram  detidas e encaminhadas à delegacia de Anapu e vão responder por crime ambiental. A área é a mesma onde a missionária americana Dorothy Stang foi assassinada em 2005.

‘O cenário encontrado no local do assassinato da Irmã Dorothy demonstra a facilidade que essas quadrilhas criminosas continuam encontrando para cometer seus crimes. Eles só praticam esse tipo de delito por que encontram facilidade em ‘esquentar” a madeira no sistema estadual de controle florestal e depois revendê-la como legal’, afirmou o Chefe da Divisão Técnica do Ibama Leandro Aranha.

Segundo informações do Ibama, a fiscalização foi iniciada após uma denúncia do Incra (Instituto Nacional da Colonização e Reforma Agrária), que foi ao local para dar início a um processo de licenciamento ambiental do Porto  para o escoamento da madeira oriunda do Plano de Manejo Florestal Comunitário do Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Virola Jatobá. Foi quando os servidores constataram grande toras de madeiras ilegais e maquinários que não eram da área explorada pela comunidade.

No local, o Ibama, com apoio da Polícia Militar e corpo de Bombeiros, concluiu que a madeira encontrada no porto fluvial foi explorada ilegalmente no interior de áreas públicas federais destinadas (PDS Virola Jatobá) e glebas federais em litígio na justiça federal. Os madeireiros seriam dos municípios de Anapu e Moju. O grupo foi multado em R$ 1.857.285,00 (um milhão oitocentos e cinquenta e sete mil duzentos e oitenta e cinco mil reais) e o maquinário foi apreendido.

Fonte: Redação ORM News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *