Natal sangrento com várias mortes em Santarém

A violência está sem controle em Santarém, no oeste do Pará. Nos últimos dias vários assaltos aconteceram e estão acontecendo. A população está com medo e muita gente já não quer sair de suas casas. Na noite de Natal, dia 25, três mortes aconteceram em vários pontos da cidade.

Tomate, assassino da bicicleta, foi preso na ambulância do Samu

CRIME DA BICICLETA: Um homem identificado por Manuel Valdenor Rebelo Viana, 50 anos, trafegava em sua bicicleta pela Rua São João, esquina com a Trav. Portugal, no bairro do Diamantino, quando foi abordado por um perigoso bandido, conhecido Andrey Paz Pereira, vulgo “Tomate”, de 25 anos, que tomou sua bicicleta. Manuel Viana não reagiu e entregou sua bicicleta ao bandido, mesmo assim recebeu duas facadas e morreu no local. Moradores que estavam perto agarraram e bateram em Andrey Pereira “Tomate”, residente na Rua Conquista, bairro Área Verde, que foi preso pela PM quando chegava no Hospital Municipal de Santarém em uma ambulância do Samu.

Asteca foi morto na orla de Santarém

MORTE NA ORLA: O nacional Wellington Pantoja dos Santos, vulgo “Asteca”, foi baleado com tiros na orla de Santarém, pela parte da noite, entre a agência da Caixa e Receita Federal. A vítima foi socorrida pelo Samu, mas não resistiu e faleceu no Hospital Municipal de Santarém. A morte ainda não foi esclarecida. Wellington Pantoja “Asteca”, já tinha passagem pela policia.

Ezequiel, morto na Rua Jasmin

OUTRA MORTE: Para fechar a noite de sangue em Santarém, um outro crime aconteceu na Rua Jasmin, em frete a uma casa de festa, no bairro do Aeroporto Velho. Segundo informações, a vítima identificada como Isaquiel Rego, foi morto com pelo menos três tiros na região da cabeça. Após uma briga, um homem ainda não identificado de posse de uma arma de fogo, se aproximou da vítima e fez os disparos a queima-roupa. De acordo com a policia, Isaquiel era foragido da justiça, contra ele havia um mandado de prisão.

Até o momento, somente o acusado do crime da bicicleta foi preso. Os acusados dos outros assassinatos ainda não foram presos, mas a Polícia está em campo à procura desses perigosos bandidos.

Fonte: RG 15/O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *