Árvores provocam perigo na estrada de Alter do Chão

Motoristas que trafegam pela Rodovia Everaldo Martins (PA-457), que liga Santarém à vila balneária de Alter do Chão, devem ficar atentos durante o trajeto pela Rodovia. É que nessa época do ano, de muita chuva na região, as árvores que ficam às proximidades da pista e que estão sem uma boa estrutura podem cair a qualquer momento. Vários casos já aconteceram somente neste ano.

O mais recente foi registrado no domingo (25), quando uma árvore de quase 20 metros de altura caiu às proximidades da comunidade de Caranazal, atravessou a pista causando um engarrafamento no local. Dois veículos foram atingidos pela árvore. Uma senhora de 60 anos de idade ficou ferida, foi levada para o Pronto Socorro Municipal, recebeu atendimento médico e passa bem.

Homens do Corpo de Bombeiros tiveram bastante trabalho para cortar a árvore e normalizar o tráfego de veículos.

No início do mês uma árvore caiu na comunidade de São Brás

OUTROS CASOS SEMELHANTES: No dia 09 deste mês, uma árvore, da espécie castanheira, caiu na referida Rodovia, próximo ao igarapé Paraíso, na comunidade de São Brás, bloqueando o tráfego de veículos e pedestres. O trabalho de retirada da castanheira durou mais de quatro horas. Equipes do Corpo de Bombeiros estiveram no local e a ação também mobilizou os moradores da região do Eixo Forte que ajudaram tirando os troncos do meio do caminho. A queda da árvore atingiu a fiação elétrica e as comunidades próximas ficaram sem energia por algumas horas. A vila de Alter do Chão também foi afetada, mas imediatamente a energia foi restabelecida através de uma linha de transmissão alternativa que vem de Belterra. Uma equipe da Celpa reativou o poste e a energia foi restabelecida.

Árvore caiu na comunidade de Santa Rosa em outubro deste ano

No dia 22 de outubro também deste ano, durante uma forte chuva, várias árvores caíram na Rodovia Everaldo Martins, mais precisamente na região do Eixo Forte. Outra vez o Corpo de Bombeiros teve bastante trabalho para desobstruir a pista. Na comunidade de Santa Rosa, localizada no km 13, as árvores que caíram na via causaram um engarrafamento de aproximadamente 3 Km nos dois sentidos. Felizmente em todos esses casos, não houve vítimas fatais, mas o perigo ronda a Rodovia.

O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil alertam para os motoristas e pedestres, que nesta época de final de ano se deslocam para a Vila de Alter do Chão, para passar o Réveillon, para que fiquem atentos, pois com as constantes chuvas o risco de árvores caírem é muito grande.

Praça da Matriz ficou completamente descaracterizada sem as árvores centenárias

PRAÇA DA MATRIZ SEM AS ÁRVORES CENTENÁRIAS: Todas as pessoas questionadas por nossa reportagem sobre esses casos, de árvores que estão caindo por falta de um cuidado, culpam a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, que é responsável por este segmento. O exemplo do descaso com o meio ambiente são as árvores centenárias da Praça da Matriz, que não receberam o cuidado devido por parte da Secretaria responsável e sucumbiram, ou seja, caíram. Hoje, quem passa pela Praça da Matriz, um dos cartões postais de Santarém, fica triste de visualizar aquele local sem as árvores centenárias.

VIRADA DO ANO ALAVANCA TURISMO EM SANTARÉM: Neste final de ano o setor ligado ao turismo deu uma boa alavancada. Muitas famílias escolheram Santarém e a Vila de Alter do Chão para passar a virada do ano. Outros balneários também servem de opções para a virada do ano, como Pindobal, Ponta de Pedras, Ponta do Cucuru, Cajutuba e Aramanaí. Os hotéis de Santarém e de Alter do Chão estão com suas reservas praticamente esgotadas. Muitos turistas ainda não conhecem a região e famílias de Santarém alugaram residências na Vila Balneária para passar o Réveillon. Os atrativos são muitos, onde podemos citar as nossas diversas praias de água doce, encontro dos rios Amazonas e Tapajós em frente à cidade, nossa floresta rica na fauna e flora, sem falar de nossos saborosos peixes.

Por: Jefferson Miranda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *