Celpa esclarece sobre contas de energia no Residencial Salvação

A Celpa informa que esteve realizando ações de orientação aos moradores do Residencial Salvação, desde a inauguração. No início de dezembro do ano passado, a Celpa mais uma vez esteve no local com uma equipe de atendimento. Foram atendidos cerca de 1.800 moradores. Esclarecemos algumas situações que podem influenciar o valor da conta de energia elétrica:

A regularização do padrão de medição, onde os imóveis passaram a ser cobrados pelo consumo real, em função de registrar a energia elétrica efetivamente consumida. Após a regularização o efeito vem refletido nas contas.

O acúmulo de consumo pode acontecer por uma impossibilidade de leitura do consumo mensal, que pode está relacionada a alguma situação de obstrução do medidor, imóvel fechado com o medidor na parte interna, etc. Por definição da ANEEL no caso de impedimento da leitura as distribuidoras devem faturar as contas pela média móvel dos últimos 12 meses por 3 meses. Após este período, pelo mínimo da fase/custo de disponibilidade. Quando acontecer a coleta da leitura, será cobrado o consumo acumulado do período.

E ainda temos casos de clientes que aumentaram o seu consumo, com compras de eletrodomésticos novos, aumento no número de pessoas nas residências, entre outros motivos. Os clientes devem ainda estar com a manutenção das fiações internas em dia, para que evite fuga de corrente.

É importante que todos saibam que a Celpa não cobra esses valores de forma ilegal, a empresa cumpre as regras definidas pela resolução da Aneel que prevê esses critérios de cobranças. E a Celpa está sempre aberta ao diálogo com o cliente para buscar uma melhor solução. É importante destacar que cada caso é específico e os clientes devem procurar a empresa por meio de nossos canais de atendimento, que daremos o tratamento adequado. E ainda, a Celpa está disponível para um novo atendimento presencial, no Residencial, a qualquer momento.

Fonte: RG 15/O Impacto e Ascom/Celpa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *