Com cabeça raspada, Eike Batista é transferido de presídio

Empresário foi preso ao desembarcar no Galeão, na manhã desta segunda-feira. Após triagem no Ary Franco, Eike foi transferido para Bangu 9.

O empresário Eike Batista deixou o presídio Ary Franco, na Zona Norte do Rio, por volta das 13h30 desta segunda-feira (30). Com a cabeça raspada, ele foi colocado dentro de uma viatura da polícia, levando um travesseiro na mão, rumo ao Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu.

Segundo as primeiras informações, o empresário ficará na Cadeia Pública Bandeira Stampa, conhecido como Bangu 9. Por não ter nível superior, não poderia ser levado para Bangu 8, mesmo presídio em que está o ex-governador Sérgio Cabral.

Segundo agentes do Serviço de Operação Especiais da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), que fizeram o tranporte de Eike, o Bandeira Stampa é uma cadeia em que não há domínio de facção criminosa. As cela são para até seis presos, que costumam trabalhar dentro das próprias unidades prisionais e, por isso, têm o apelido de “faxina”.

Eike ficou quase duas horas no Ary Franco. Ele foi preso por agentes da Polícia Federal logo após desembarcar no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, às 10h. O empresário é suspeito dos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção ativa.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *