Bocão Ed. 1131

MUDANÇA NA SEFA

O coordenador Shu Yung, foi removido da CERAT Santarém, para a Diretoria de Fiscalização em Belém. Assumindo a Coordenadoria de Santarém e região a auditora fiscal Nadma Maria Braga Garcia.

SONEGAÇÃO DE IMPOSTO

A SEFA deve investigar uma denúncia que chegou à coluna, sobre grupos de atacados que vÊm de fora do estado Pará, principalmente do Mato Grosso, para vender mercadorias em nossa região com notas fiscais que são trocadas quando chegam no Pará. Por exemplo, a empresa Atacado Machado troca a nota de Colíder (MT) para Castelo dos Sonhos (PA), e emite no CPF para os mercadinhos da região. Esse procedimento está sendo aplicado em Itaituba, Santarém, Novo Progresso, Monte Alegre e em outras cidades. A SEFA tem que iniciar a fiscalização por Itaituba, na sede da empresa e conferir o estoque e as notas emitidas.

SONEGAÇÃO DE IMPOSTO 2

O Pior é que de três em três dias saem carretas carregadas de mercadoria de Colíder para o Oeste do Pará, com CNPJ nº 25.237.945/0001-52 e Inscrição Estadual nº 15.531.986-8, que tem sua matriz no Mato Grosso e a filial no Pará, denominada de Tapajós Comércio Atacadista de Gêneros Alimentícios Ltda. Essas empresas estão vendendo para os mercadinhos da região só no CPF, ou seja, não emitem nota fiscal de revenda, configurando sonegação de impostos.

SONEGAÇÃO DE IMPOSTO 3

Essas empresas estão tendo um lucro exorbitante e não estão deixando nada para o Estado, prejudicando as empresas sérias da região que atuam nesse ramo, fato que está causando revolta nos empresários, pois com a crise pela qual passa o País, o desemprego começa a crescer por causa dessa concorrência desleal. Será que a SEFA está fechando os olhos na fiscalização dessas empresas? Estamos de olho!

GRUPO MATHEUS

Fui informado que o Grupo Matheus está negociando com o Grupo Yamada o prédio em Santarém, para implantar um supermercado. O negócio ainda não está concretizado por existir algumas pendências junto a alguns órgãos públicos.

A FORÇA DO EMPRESÁRIO

O empresário no Brasil é humilhado, é tratado como sonegador, bandido e outras coisas mais. É hora dos empresários mostrarem sua força e exigirem respeito. Já pensou se os empresários deixarem de contratar funcionários e recolher os impostos? Como fica a economia? Como os políticos e servidores públicos vão receber, já que seus salários são pagos com os impostos arrecadados? Sem o incentivo dos governos para os empresários, 12 milhões estão desempregados.

A FORÇA DO EMPRESÁRIO 2

 Nos Estados Unidos, empresário é ídolo, o povo faz questão de tirar foto e pegar autógrafo com os empresários. Aqui no Brasil, algumas autoridades têm o prazer de prejudicar os empresários. Sugiro aos empresários parar suas atividades por três meses e ver como fica nossa economia. Somente assim, o povo e as autoridades vão prestigiar essa classe que gera emprego e riquezas para o País.

A FORÇA DO EMPRESÁRIO 3

Para que haja respeito com a classe, os empresários deveriam paralisar em todo o País por 24 horas suas atividades, assim o povo e as autoridades reconheceriam a importância da classe para a economia à sociedade. Enquanto isso não acontecer, os empresários vão ser tratados como sonegadores, bandidos e outras coisas mais, enquanto a classe gera empregos e equilibra a economia.

RESTITUIÇÃO INSS

Os empresários que recolheram INSS de Aviso Prévio indenizado – 15 primeiros dias de afastamento por motivo de doença ou acidente de trabalho – Adicional (1/3) de férias – Salário maternidade e paternidade – Férias indenizadas – Adicional de horas extras – Distribuição de lucros – Auxílio-creche – Auxílio-moradia – Auxílio-transporte, podem requerer a restituição dos últimos 5 anos.

RESTITUIÇÃO INSS 2

O trabalho consiste em requerer a desoneração da folha de pagamento da empresa através de tutela de urgência, além da possibilidade de se pleitear a restituição do que foi indevidamente recolhido pelo empregador nos últimos 5 (cinco) anos, com redução mensal a partir do deferimento em aproximadamente 15%.

RESTITUIÇÃO INSS 3

A conclusão judicial é de que verbas de natureza indenizatória não podem ter incidência de contribuição previdenciária, haja vista que não detém natureza remuneratória. As empresas que são tributadas pelo regime de lucro presumido e lucro real recolheram de forma indevida contribuições sobre verbas que compõem a folha de pagamento, mas que não correspondem, necessariamente, à contraprestação efetiva ao trabalho prestado pelo empregado. São consideradas verbas de caráter indenizatório, e que não devem ser tributadas.

SERVIDOR CRITICADO

Quem ocupa cargo público está sujeito à crítica e exposto à mídia, inclusive em redes sociais. Se o servidor não possui controle e estabilidade emocional, não possui espírito público para assumir cargo de chefia. O servidor que não possui visão crítica não está preparado, já que usa o poder para intimidar o jornalista. A Justiça não está aceitando pedido de indenização e ação penal pelo simples fato do jornalista criticar o servidor. O servidor tem que aproveitar a crítica como construtiva e não como danosa. A Justiça não aceita essa presumida dor do servidor, sem provar o efeito moral e físico que a matéria causou. Alguns servidores querem tirar proveito da indenização, como forma de complemento salarial.

FIQUEI SABENDO

Que um Vereador tinha 10 colaboradores e exigiu que eles tirassem empréstimo na Caixa Econômica e ficou com o dinheiro, sendo que a responsabilidade pelo pagamento era de seus colaboradores, ou seja, era descontado diretamente na folha de pagamento. O colunista se solidariza com os prejudicados e disponibiliza o espaço para esclarecimento.

PRAÇA DE EVENTOS

O vereador Dayan afirmou que parte dos recursos da praça foi para o movimento do Estado do Tapajós. Nenhum membro da comissão se manifestou, aceitando as alegações do Vereador. Diante disso, o Ministério Público deveria apurar para saber a verdade, já que recurso público está sendo usado para um movimento particular. O silêncio da comissão transforma em verdade o que o vereador Dayan alegou.

CAOS NO DETRAN

Uma denúncia que chegou à coluna informa o caos que se instalou no Detran do Pará e Santarém. Segundo a denúncia, o gerente do órgão em Santarém supostamente não manda nada. Quem dita as regras é um tal Major Dória, que é o Chefe da Coordenadoria do Interior. Dizem que ele manda mais do que o Diretor de Habilitação. Veio um examinador de Belém, porém, segundo a denúncia, não precisa vir examinador de lá, pois existem os examinadores de Santarém. Segundo a denúncia, supostamente, eles cobram uma grana pra aprovar os candidatos, por isso que têm este horror de acidentes, além de que tem Escola que vende certificados. Também, segundo a denúncia, o tal Dória está mandando os examinadores daqui de Santarém para Novo Progresso, só que não precisa, pois a agência de lá pertence a Itaituba, que também possui examinadores. Os municípios e distritos que fazem parte da agência de Santarém, são Óbidos, Oriximiná, Porto Trombetas, Terra Santa, Juruti, Faro, Almeirim, Monte Dourado, Monte Alegre, Alenquer, Mojuí dos Campos, Belterra, Curuá, além do Distrito de Alter do Chão. Há informações de que um político daqui sempre vai a Belém falar com o Governador, para que tudo fique como está. Sugerimos que o Ministério Público fiscalize essa denúncia, para que as coisas sejam esclarecidas.

Por: Emanuel Rocha

34 comentários em “Bocão Ed. 1131

  • 3 de fevereiro de 2017 em 14:41
    Permalink

    Esse bocão é um terror. Mete tapa mesmo.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 10:24
    Permalink

    Esse vereador deve está rico com o dinheiro dos outros. Eita vereadorzinho sacana

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 09:30
    Permalink

    Enquanto houver politico mandando no DETRAN, vai ter sacanagem. O gerente deveria ser escolhido pela tecnica e não por politicagem.

    Resposta
    • 3 de fevereiro de 2017 em 10:15
      Permalink

      isso mesmo sofredor… tem que profissionalizar os profissionais e não profissionalizar a politicagem…

      Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 09:26
    Permalink

    O empresario tem força, mais não sabe usar. Medrosos e covardes. Nenhum deles tem coragem de se manifestar.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 09:13
    Permalink

    Eita porra…. Bocao é quente. Mata a cobra e mostra o pau. Com CNPJ, Inscrição Estadual e Razao Social. kkkkkkk Trabalha mais que a sefa.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 09:08
    Permalink

    Esses servidores da Sefa nao tem segurança. Qualquer coisa que o Bocao denuncia gera mudanças la. Já percebe-se que tem coisa errada. Se nao tivesse fundamento o que o jornal publica, nao tinham tantas mudanças na sefa Santarem. Ficam tirando um sujo e colocando outros mal lavados…. e o ciclo continua.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:57
    Permalink

    O dia que esse Detran funcionar de fato e de verdade, vai ser o final dos tempos.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:56
    Permalink

    O vereador Reginaldo até agora não se pronunciou da denuncia do DAYAN. Por que Vereador Reginaldo, medo? comprometimento? Conluio. Falae alguma coisa.

    Resposta
    • 3 de fevereiro de 2017 em 10:08
      Permalink

      mas ele é santo…. kkkkkkk
      O páu dele nao demora quebra de tão oco

      Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:54
    Permalink

    Temos que despertar essa força empresarial, com representatividade, em torno de um projeto empreendedor, sem medo, sem receio, sem covardia. Vamos conseguir tal ato, despertando lideranças, valorizando as pessoas e a qualidade dos produtos e serviços que Santarém e grande região possui, pessoas comprometidas dão o sangue por um propósito, com esse pensamento sem duvida vamos ser vencedores.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:54
    Permalink

    Tem autoridade que se acha acima da lei. Eles tem que respeitar o cidadão e jogar de acordo com o direito de cada um e não querer se aproveitar porque é autoridade. A nossa Justiça e Ministerio Público, são sérios e imparcais.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:50
    Permalink

    Esse atacadão está fazendo a festa em Itaituba, em recolher imposto e ainda leva nosso dinheiro para Mato grosso. SEFA cade tua moral para fiscalizar com imparcialidade? Enquanto isso, os empresarios são persguidos esse atacadão joga livre. Ai tem SEFA?

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:47
    Permalink

    Esperamos que dê certo desse grupo implantar um supermercado aqui, conheço esse grupo
    Estamos precisando de preços aqui, pq pra vir pra Santarém, vai ter que ter preço senão quebra igual a Yamada

    Resposta
    • 3 de fevereiro de 2017 em 13:13
      Permalink

      A empresa de MT deve ta incomodando muita gente em Santarém pra inventarem uma materia dessa… “pouco tendenciosa “….pelo que sei nada passa na fronteira sem nota fiscal para cnpj…acredito ser a unica empresa 100% NOTA FISCAL atuando em Santarém. Ai vem um cara que se acha reporter postar uma reportagem mentirosa dessas…se informe antes de fazer uma materia dessas vc só esta sujando o nome do jornal O impacto…

      Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:46
    Permalink

    Auditora fiscal Nadma, pode entrar com pé direito, investigando e fiscalizando essas empresas que levam boa parte do dinheiro do Estado. Já não bastava o Atacadão agora mas esse. !!!!! Mostre para que veio DRª e faça acontecer.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:46
    Permalink

    Esse vereador é muita cara de pau em sacanear com essas pessoas. Ainda se acha representante do povo.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:41
    Permalink

    É muito bom esse bocão, é a melhor coluna do jornalismo da região.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:36
    Permalink

    É corrupto quem muito brada contra a corrupção, a frase a cada dia se consolida como verdade. Não precisa nem investigar muito, político, empresário, patrões, empregados, todos envolvidos até o pescoço com coisa errada e batendo no peito e gritando que tem que acabar com a corrupção. Quanta hipocrisia. Quando vc vê um desses discursos fervorosos, pode apostar é um corrupto gritando.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:32
    Permalink

    Que sacanagem, mandar os subordinados tomarem empréstimo, ficar com o dinheiro e quem paga são os funcionários. Mas pera, são todos fantasmas… então é sempre uma mão lavando a outra e os cidadãos bancando putaria de político.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:32
    Permalink

    O DINHEIRO DA PRAÇA DE EVENTOS ESTÁ MAIS PRECISAMENTE NO BOLSO DO REGINALDO SAFADÃO E DO ALEXANDRE VON

    #FATO#

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:30
    Permalink

    Quem vê pensa que o Dayan é santo, quem não te conhece que te compre! É de família, ou ele acha que alguém esqueceu a pobre da professora torturada pelos parentes dele… Pau que nasce torto, nunca se endireita.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:27
    Permalink

    O DETRAN deveria ser manchete todo dia, é o segundo lugar no ranking da corrupção em Santarém, só perde pra SEFA mesmo.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:24
    Permalink

    O coordenador da SEFA fez foi ser promovido. Quem rouba mais tem promoção na SEFA. kkkkk

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:13
    Permalink

    PORRA MUITA SACANAGEM DESSE VEREADOR!!!!!!
    POW BOCÃO COLOCA LOGO O NOME DESSE BABACA PRA GNT CONHECER
    SERÁ QUE JÁ NÃO É O IRMÃOZINHO? OU O CARA DE CACHAÇA?

    A GNT PRECISA CONHECER, APOSTO QUE ESSA PRÁTICA DEVE SER NORMAL.
    VAMOS RESPEITAR… NÃO SE TEM MAIS RESPEITO NEM COM AS PESSOAS

    Resposta
    • 3 de fevereiro de 2017 em 08:51
      Permalink

      kkkk, Boa esse “cara de cachaça”
      Já sei quem é…. não é dificil de saber, porra se for esse que to pensando… tem que fazer muito empréstimo mesmo, pq senao a mulher dele deixa, igual ela fez com unzinho…… “acabou o dinheiro, acabou o amor”

      Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:08
    Permalink

    Ainda bem que tem esse jornal pra expor as malandragens da SEfa
    Se aqui em Stm os empresários já são estorquidos, imagine nesses municípios aqui por perto?
    eu digo é vaaaaaaaaaaaai-la

    Resposta
    • 3 de fevereiro de 2017 em 09:25
      Permalink

      é verdade se tem e melhor fazer isso mesmo

      Resposta
      • 3 de fevereiro de 2017 em 09:32
        Permalink

        tamb acho… parabéns jornal pela coragem…

        Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 08:05
    Permalink

    AS COISAS NA SEFA QUE É UMA PUTARIA GRANDE ISSO TODO MUNDO JÁ SABE.
    O GRANDE LANCE QUE NÃO TEM UMA FISCALIZAÇÃO SÉRIA, NÃO SE TEM PROFISSIONAIS DE PEITO PRA COMBATER ESSA CORRUPÇÃO, E SE APOSTAR VAI “PONTA” PRA TUDO QUE É LADO

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2017 em 07:59
    Permalink

    A Nadma parece ser uma pessoa acessível, mais próxima dos empresários. PA- RE- CE que as coisas vão melhorar. Vamos apostar, espero que não seja mais uma decepção pra Santarém

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2017 em 19:33
    Permalink

    Se for sonegar imposto em Santarém fecha ateva prefirura e este jornazinho de merda sera que ele esta tudo em dia o povo rico de Santarém nao ninguém la so eles pode ganhar dinheiro e os tonto ja perderam os portos pra itaituba e o atacadão ta incomodando também

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2017 em 16:58
    Permalink

    Bocão quentíssimo! Coitado desse ex Coordenador da SEFA, não aguentou administrar tanta corrupção por parte dos seus pares. Cadê que fiscaliza quem faz a coisa errada? Essa história de empresa vender só no CPF não pode. Isso é sonegação fiscal. Outra, servidor público que exerce chefia tem que ter capacidade não só com o órgão, mas também com o público e a mídia. Indenização por danos moral não pode ser uma via para o enriquecimento ilícito. O DETRAN de nossa cidade sempre foi um caos. Facilitar emissão de CNH pra quem não está seguro e hábil é por em risco a vida dos cidadãos.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *