Artesãos dos blocos na reta final para o carnaval

O trabalho está em ritmo acelerado nos galpões dos blocos ligados à Associação Santarena das Agremiações Carnavalescas (Asac). Os Blocos Cacique da Prainha e Unidos da Interventoria, que vão participar da abertura da Folia Carnavalesca de Santarém 2017, no sábado (25), com o apoio da Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Semc), estão empenhados em promover ao público o espetáculo no corredor da Folia na Avenida Anysio chaves, no bairro Aeroporto Velho.

O Chefe da Divisão de Eventos da Secretaria de Cultura, Walteci Reis, esteve em visita aos espaços dos Blocos de enredo, no último final de semana. “Foi importantíssimo conferir de perto os preparativos de cada agremiação. E ainda reforçarmos sobre o cumprimento dos horários de abertura e encerramento do evento carnavalesco”, explicou.

Emocionada pelos 37 anos de trajetória carnavalesca do Bloco Cacique da Prainha no carnaval de Santarém, a artesã Ana Leal exibiu com orgulho as  peças produzidas por ela (o estandarte e o adereço da cabeça da rainha da bateria). Ana declarou que o esforço é válido nas confecções das fantasias e adereços. “O trabalho dos artesãos está voltado à montagem dos materiais, das cores, das formas e dos efeitos das fantasias, de acordo com enredo.

Através das peças, os  blocos  de enredo vão explicar a história  no corredor da folia. E ficamos felizes pela aproximação do Governo Municipal na visita ao nosso trabalho”, destacou.

No galpão do Bloco Unidos da Interventoria, os artesãos trabalham nos últimos apliques de pedraria em adereços.  “A maioria das fantasias e adereços estão prontas e ordenadas para facilitar o repasse ao brincante do bloco. O nosso material é de custo mínimo, principalmente as penas das fantasias são artificiais tão próximos ao original, quanto à  tonalidade de brilho e cor”, explicou o representante da comissão organizadora do bloco, Lindomar França.

O Bloco Cacique da Prainha neste ano vai destacar o carimbó. O grupo vai levar aproximadamente 700 brincantes para a avenida. O Bloco Unidos da Interventoria vai apresentar o enredo: Arte, Cultura e Lazer. A expectativa é de 300 brincantes.

O Carnaval na área urbana de Santarém acontecerá nos dias 25 e 28 de fevereiro, (sábado e terça-feira) e na Vila de Alter do chão, nos dias 26 e 27 (domingo e segunda-feira).

Preparativos

O presidente da Liga Independente de Blocos de Empolgação (Libes), Adailton Sardinha, reforça a participação dos nove blocos nos dias oficiais do Carnaval apoiados pela Prefeitura de Santarém. “Estamos preparadíssimos para essa grande festa cultural com a participação dos blocos no sábado  e na terça-feira na Avenida Anysio Chaves, no bairro Aeroporto Velho”.

Entre os veteranos dos blocos da Libes está o Linguarudo que há 14 anos participa da programação oficial. O vice-presidente do bloco, Rogério Willian Araújo, diz que, “o repertório está atualizado e a previsão é de 1.200 participantes brincando  na avenida”.

Além das participações nos dias oficiais da Prefeitura de Santarém, a Libes vai estar à frente das atividades:

Feira do Abadá

Data:  24/02 (sexta-feira)

Local: Praça do Pescador

Horário: 19h às 00h

Movimento Cultural Carnavelhinho

Data:  27/02 (segunda-feira)

Praça do Pescador

Horário: 19h às 00h

Bloco “Fuleragem”

Data: 29/02/2017

Horário: 15 h às 21 h

Concentração: Academia Djalma Lima, na Avenida São Sebastião, s/n, quase esquina com a Travessa Silvino Pinto, no bairro Santa Clara.

Alter do Chão – Na tarde de domingo, na Praça 7 de Setembro, na Vila de Alter do Chão, o presidente da Comissão Organizadora do “Carnalter”, Cleuton Sardinha, iniciou o cadastramento dos blocos humorísticos. “Aguarda-se que 20 blocos participem do Carnaval de Alter do Chão, distribuídos nos dias 26 (domingo) e 27 (segunda-feira)”, informou.

Na segunda-feira (27), haverá duas opções em horários diferenciados, na Praça do Çairé, das 17 às 02 horas e na Praça Setembro, a Folia Social do Coreto, das 17 h às 19 h 30 min. No Coreto, a atração será a Banda Alfredo da Glória ao som das Marchinhas de Carnaval.

O atrativo na Praça 7 de Setembro foi projetado para somar a diversão carnavalesca aos moradores e visitantes na Vila. “A pedido de alguns comunitários do balneário, nesse local vamos orientar a não utilização do uso do amido de milho, de trigo, espumas e similares. No entanto os confetes e serpentinas recicláveis serão aceitos para abrilhantar o entretenimento”, explicou o Chefe da Divisão de Eventos da Cultura no município, Walteci Reis.

O evento carnavalesco oportuniza a divulgação e comercialização dos produtos regionais. “O carnaval é uma alternativa de renda no período da enchente no balneário”, destacou o presidente da Associação dos Artesãos e Vendedores Ambulantes de Alter do Chão.

Fonte: RG 15/O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *