Eduardo Fonseca Ed. 1134

OS POLITICAMENTE CORRETOS

São assim chamados aqueles que combatem o que dizem tratar de preconceito, discriminação etc.

Não tenho lido ou visto alguma manifestação sobre as músicas do tal “sertanojo” que fazem apologia ao sexo, principalmente, mas resolveram colocar fora dos salões as músicas que marcaram época, como: 1 – SAPATÃO “Maria sapatão, sapatão, sapatão, sapatão/ de dia é Maria de noite é João”…? de autoria do famoso Chacrinha. Será que se mudasse o nome para o tecnicamente correto aceitariam?  2 – NEGA MALUCA “estava jogando sinuca uma nega maluca me apareceu/ estava com um filho no colo dizendo pro povo que o filho era meu”. 3.  A COR NÃO PEGA – “o teu cabelo não nega mulata/ porque és mulata da cor/ mas como a cor não pega mulata, Mulata eu quero teu amor.”,  4 – JAPONÊS É TUDO IGUAL – “no Japão é que é bom/japonês não passa mal/ não há mulher bonita, nem feia/tudo é igual”. 5. DÁ NELA – “esta mulher há muito tempo me provoca/ dá nela/ dá/nela/ é intrigante, tem veneno, e mata a gente/ dá nela/ dá nela”. 6. NAS MÃOS DE UM  JUDEU. “ A vida cá em casa está horrível/ando empenhado nas mãos de um judeu/ o meu coração vive amargurado.”.

Ainda bem que foram só estas senão não teríamos mais carnaval com as nossas marchinhas  de cunho humorístico na época, que faziam  a alegria dos brincantes no  saudosos bailes de salões, como:  “Este ano não vai ser igual aquele que passou/ eu não brinquei/ e você não brincou/ …Este  ano está combinado, nós vamos brincar separados”.  Estes versos de uma popular e famosa marchinha dos velhos e gostosos carnavais, como dito acima,  que ainda hoje o público pede,  tratam das  desencontros dos carnavais, porque as pessoa se pediam nos salões e aí colocavam “a mesma máscara negra que encobre teu rosto “  e se esbaldavam pelos salões. Nas fantasias de pierrot e colombinas, de “general da banda ou capitão ou de “marinheiro/marinheiro, toma cuidado com o mar…./ não faz marola pra canoa não virar” e assim se enchiam os salões de “tanto riso/ tanta alegria/ mais de mil palhaços no salão”.

Hoje se enfrenta o problema dos ditos defensores do politicamente correto ou coisa semelhante, pois não querem que cantem mais “o sonho do Juvenal é desfilar no municipal/ chegou Juvenal na passarela, ninguém sabe se é ele, ninguém sabe se é ela” marcha sucesso e um dos símbolos dos carnavais de salão.

E o nosso povo como dizia o poeta  Vinícius de Moraes no seu Samba da Benção, “este Brasil de Branco, pretos mulatos… Brasil de todos os santos, até o meu São Sebastião” não querem mais que se louvem, “a nega do cabelo duro/qual é o pente que penteia” ou mais recentemente, com os baianos cantando “nega do cabelo duro/ que não gosta de pentear” e então “a mulata bossa nova, que caiu no Hally Gally”. O que se tem agora para os carnavais? Nos salões quase zero! Os de rua, só mesmo a turma do “tira o pé do chão”…. E aproveitando enquanto não proíbem “vou beijar-te agora/ não me levem a mal, hoje é carnaval”. E tudo vai começar na quarta feira.///// A vinda do Ministro Helder Barbalho, respondendo,  quase de imediato um pedido da bancada da região e do Prefeito Nélio Aguiar, para encontrar uma solução para o cais de arrimo, que está prestar a cair, também pudera deste 1970 e pouco aguentando, atracação de barcos, carga e descarga, finalidades para as quais não foi projetado. Achei “vantagem” que retornará  depois do carnaval para a assinatura da ordem de Serviço. Tomara que o Helder corresponda aos anseios dos santarenos. Mas mesmo assim, aliada essa situação do cais, se deveria incluir a questão do porto porque senão teremos mais prefeito que vai “malhar em ferro frio” e o porto de embarque e desembarque de passageiros não sairá do papel e da balsa da Praça Tiradentes. Servindo de gozação para as nossas cidades circunvizinhas, que não têm o mesmo fluxo de passageiros e movimento de barcos, mas têm um porto adequado para tal. Vamos então incluir na pauta.///// O senado da República deveria respeitar o povo brasileiro e não passar mais de 8 horas sabatinando, ou fazendo que estava; o ex ministro Alexandre de Morais, todos já sabiam que seria aprovado e que seria confirmado no senado. Mas a farsa durou todo esse tempo se ensaiando o óbvio.///// Sempre nesses festejos, quando a população “se desliga” o pessoal do planalto central, aproveita para dar uns aumentos, principalmente de combustível. Creio que este ano não será exceção, cuidado, Atenção!///// Parabéns para a diretoria, comissão técnica e jogadores  do São Francisco Futebol Clube o Leão Azul santareno, que escreveu mais uma página para sua gloriosa história. Jogou em Belo Horizonte contra o “afiadíssimo” time do Cruzeiro e perdeu por 6 x 0.  O Cruzeiro, tecnicamente muito superior ao Leão e, ainda,  junto da sua torcida, no estádio Mineirão, o mesmo estádio, onde na copa do mundo a seleção brasileira, penta campeã do mundo perdeu de 7 x 1 para a Alemanha…///// HOJE, SEXTA FEIRA O FLUMINENSE PROMOVE A SEXTA DA SAUDADE, COM BANDA RAÍZES DA TERRA A ÚLTIMA ANTES DO CARNAVAL. E NO FINALZINHO JÁ VEM O ESQUENTA PARA O BAILE DOS QUADRADOS, NA SEGUNDA FEIRA, ATÉ O SOL, RAIAR. COM NEM & BANDA E MÚSICAS CONVIDADOS.

NÃO ESQUEÇA E NÃO PERCA NESTA SEXTA FEIRA. BAILE DE SAUDADE COM RAÍZES DA TERRA A PARTIR DAS 23 HORAS E NA SEGUNDA DE CARNAVAL O TRADICIONAL BAILE DOS QUADRADOS. O VERDADEIRO CARNAVAL DA SAUDADE- 47 ANOS DE SUCESSO – TIRE SUA FANTASIA DO BAÚ E VÁ PARA O FLUMINENSE. NA SEGUNDA DE CARNAVAL. MESAS E INGRESSOS ANTECIPADOS NA SECRETARIA DO CLUBE.

SÓ PARA CONFIRMAR NESTA SEXTA FEIRA 24 DE FEVEREIRO. SHOW BAILE NO FLUMINENSE COM A BANDA RAÍZES DA TERRA A PARTIR DAS 22:30 HORAS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *