Alter do Chão recebe nova estrutura

O distrito onde está localizada a praia mais bonita do mundo, cresceu: possui mais de 8 mil habitantes. Nos finais de semana, esse número triplica com a chegada de turistas e visitantes. O vai e vem movimenta a terra dos índios Borari, que neste período do ano recebe um colorido especial para o desfile dos blocos de carnaval. Aliás, atrás do trio elétrico só não vai quem realmente não está na ilha. Foliões saem atrás da “Pomba”, “Há Jacú no Pau”… “Vai na Fuleragem” e “Eu Não Dou Meu Quati”, também estão na lista dos blocos irreverentes e tradicionais. São quatro dias de festa, com direito a ataque de amido de milho e espuma entre os foliões.

Hoje, Alter do Chão é administrada pelo empresário do ramo de hotelaria, José Carlos Zampietro, que não tem medido esforços para oferecer aos moradores melhor qualidade de vida, e aos turistas, um lugar perfeito para viver em harmonia com a natureza.

Mas, nem tudo é festa por aqui. Alter do Chão (localizada a 37 km da área urbana de Santarém), tem problemas estruturais. O microssistema de água, de 50 mil litros, construído há 18 anos para atender 100 famílias, ultrapassou o limite. Atualmente, mais de 600 famílias utilizam a água do reservatório. A preocupação é que com a sobrecarga, o equipamento danifique e os moradores acabem ficando sem o abastecimento de água. A situação contribuiu para um aumento de ligações clandestinas, o que tem dificultado novos investimentos no setor. “Nós estamos tentando sensibilizar os moradores sobre a importância em manter esses serviços pagos em dia, para que possamos fazer com que a água chegue, com abundância e qualidade, nas torneiras”, disse Zampietro.

Outra preocupação do assessor distrital, nomeado pelo prefeito Nélio Aguiar, em janeiro deste ano, é manter Alter do Chão limpa. Embora o carro do lixo execute a coleta todos os dias na área central, na parte periférica o lixo só é recolhido três vezes, semanalmente. Providências já estão sendo tomadas para que o serviço seja feito em todas as ruas, à fim de evitar sujeira e, com isso, a proliferação de insetos e outros animais transmissores de doenças.

A praia, espaço mais disputado pelos turistas, está recebendo tratamento especial, com um ordenamento que visa evitar a atracação de embarcações motorizadas e oferecer mais segurança aos banhistas. De acordo com Zampietro, ainda este ano, Alter do Chão deve ganhar um complexo para agregar todos os serviços de alimentação, inclusive com a parte da manipulação dos alimentos.

O Çairé ganhará um museu, que trará fatos históricos curiosos e surpreendentes da festa. A ideia é prender, cada vez mais, a atenção para o evento que atrai milhares de pessoas todos os anos. Vida saudável tem tudo a ver com Alter do Chão que hoje possui duas Unidades Básicas de Saúde, sendo uma com atendimento 24 horas. Após o carnaval, será feita reforma numa parte do espaço que está interditado por problemas na estrutura, mas nada que prejudique o atendimento à saúde dos moradores e visitantes do Caribe da Amazônia.

Por: Núbia Pereira.

Fonte: RG 15/O Impacto

2 comentários em “Alter do Chão recebe nova estrutura

  • 24 de fevereiro de 2017 em 11:34
    Permalink

    ESTA ÁREA DA FOTO ESTÁ GRILADA PELO ADVOGADO LUIS LEAL SÃO MAIS DE 1000 HA. SERÁ QUE ELE É OLHO GRANDE.
    MAS SE O PRÍNCIPE CHARLES DA INGLATERRA SOUBER MAI MANDAR DERRUBAR O AVIÃO DELE BEM LOGO.

    https://www.youtube.com/watch?v=DMM7OJ_Kj9I

    Resposta
  • 23 de fevereiro de 2017 em 14:22
    Permalink

    Sempre que leio Çairé, tenho taquicardia. Gente, é Sairé!!!
    Ou então, que algum linguista que utiliza tal vocábulo, tendo o Ç na inicial, que me convença do contrário!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *