Hemocentro de Santarém reforça campanha de carnaval

Em sintonia com o Hemocentro Coordenador em Belém, as unidades da hemorrede estadual estão engajadas na campanha “No carnaval use fantasia de salva vidas. Doe sangue”, que se estenderá até o dia 24 deste mês, com a finalidade de abastecer o estoque de sangue para garantir atendimento transfusional da rede hospitalar do Pará. A média diária de coletas estipulada para cada unidade – hemocentros regionais de Castanhal, Marabá e Santarém; e Hemonúcleos de Altamira, Tucuruí, Abaetetuba, Redenção e Capanema – é de 100 a 250 bolsas no período, dependendo da demanda de cada unidade.

A gerente de Captação de Doadores da Fundação Hemopa, assistente social Juciara Farias, reforça que a necessidade de transfusão é muito grande. “A hemorrede estadual é responsável por suprir o estoque de sangue para atendimento integral da rede hospitalar no estado, que tem mais de 200 estabelecimentos de saúde”, explica.

A campanha conta ainda com a parceria dos Agentes Multiplicadores dos municípios de Tracuateua, São João de Pirabas, Primavera e Santa Luzia do Pará, por meio do projeto “Parceria pela Vida”. “São parceiros presentes em nossas ações durante todo o ano, que organizam grupos de doadores pelo menos uma vez por mês e, sempre que os estoques estão muito baixos, são acionados pelo Henca”, explica a assistente social Luiza Helena.

A campanha também prossegue no Hemocentro Regional de Santarém, oeste do Pará, onde 52 pessoas já compareceram para reforçar a campanha. No Hemonúcleo de Tucuruí, desde ontem até meio dia de hoje, 26 voluntários deram a sua contribuição. Em Redenção, já foram coletadas 31 bolsas de sangue e na unidade de Altamira, 25 doadores atenderam o apelo da campanha.

Podem doar sangue pessoas com boa saúde, que tenham entre 16 e 69 anos e pesem acima de 50 quilos. Menores de 18 anos podem doar somente com autorização dos pais ou responsável legal. É necessário portar documento de identidade original, assinado e com foto, além de estar bem alimentado. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher, a cada três.

Fonte: Agência Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *