PMs suspeitos de matar soldado do Exército vão para presídio

Os soldados da Polícia Militar Odirlei Araújo da Silva e Jerry Adriane de Lima Sousa foram transferidos nesta quarta-feira (1º) para o Centro de Recuperação Anastácio das Neves (Crecan), em Santa Izabel, Região Metropolitana de Belém. Eles são suspeitos de matar o soldado do Exército Lucas Venícius Moutinho Rosa, de 22 anos, e estavam presos na Superintendência da Polícia Civil em Marabá desde segunda-feira.

As circunstâncias do crime estão sendo investigadas. Quatro horas após a morte de Lucas Rosa, os dois policiais foram presos na casa de Odirlei portando uma pistola calibre ponto 40 e uma 380, com 9 munições, pertencentes à Polícia Militar. Ambos foram encaminhados para exame de corpo de delito, no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.

De acordo com informações da Polícia Civil, a justiça decretou a prisão preventiva dos dois PMs.

A Polícia Militar informou que a Corregedoria do órgão vai abrir procedimento para investigar o caso.

O crime aconteceu na divisa da Folha 22 com a 28, na Nova Marabá, na madrugada de segunda-feira (27). Lucas Rosa levou um tiro na cabeça.

Fonte: DOL

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *