Iniciadas as atividades do anexo escolar no Residencial Salvação

Evento contou com a presença do prefeito Nélio Aguiar, secretárias Celsa Brito e Marluce Pinho.

A manhã desta quinta-feira (2) foi de festa para moradores do Residencial Salvação que não haviam conseguido vagas nas escolas que funcionam nos bairros do entorno. O motivo da comemoração foi o início das atividades letivas do anexo da Escola Aldo Ferreira Campos, localizado na Rua Caneleiro, que foi equipado pela Prefeitura de Santarém para atender 318 alunos divididos em: educação infantil, 1º ao 5º ano do ensino fundamental, e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Prefeito em visita a Escola Mul Prof Aldo Ferreira Campos (Anexo) Residencial Salvação

Para José Ribamar Soares, morador do Residencial, que antes tinha que levar os filhos para estudar em outros bairros, muitas vezes sem ter o dinheiro para pagar a condução, a abertura do anexo é um alento. “A Caixa fez o sorteio das famílias, colocou a gente pra morar aqui, mas a gente passou muita dificuldade. Teve dias da minha família comer só o feijão branco para pagar transporte para os meus filhos chegarem até a escola. São seis filhos, três filhos no Eilah Gentil e três no São Felipe. Tinha de desembolsar a passagem para não atrasar o estudo das crianças. Então, hoje é um dia de alegria para nós pais, porque as nossas crianças vão poder estudar perto de casa”, agradeceu.

No anexo do Residencial, José Ribamar acompanhou os filhos Raquel, Lucas, Marcilene e Vitória para conhecer as salas onde vão estudar, já que nesse primeiro dia, a atividade foi voltada à apresentação do espaço e acolhimento das famílias.

Para o prefeito Nélio Aguiar, que esteve prestigiando a abertura do anexo, possibilitar que as crianças possam estudar perto de suas famílias é um sonho que começa a se materializar. “O que nós queremos é entregar para essa comunidade uma escola e uma creche no padrão MEC. Mas, devido à necessidade do início das aulas e do problema das crianças terem que estudar em escolas de bairros distantes, porque as do entorno não atendiam toda a demanda, nós decidimos adequar esse espaço para dar oportunidade das crianças estudarem no Residencial Salvação. E ver a felicidade das famílias ao receber esse anexo, nos anima e motiva a batalhar por uma estrutura melhor”, declarou.

O projeto do Residencial Salvação do programa federal “Minha Casa, Minha Vida”, localizado na Avenida Fernando Guilhon, tem 3.081 casas e foi entregue aos beneficiados em maio de 2016 sem equipamentos públicos. A gestão do residencial ainda não foi repassada à Prefeitura de Santarém, sendo ainda de responsabilidade da empresa construtora.

Escola e creche

De acordo com o prefeito Nélio, o Município está buscando os recursos para construir uma escola municipal e uma creche no Residencial. “Já conversamos com a secretária nacional de Habitação, e o recurso para a construção de uma escola e uma creche está garantido. Estamos esperando a liberação via Ministério das Cidades para a gente lançar o processo de licitação e dar início às obras. Esperamos que isso aconteça ainda nesse ano”, frisou.

Transporte escolar

Durante o evento de abertura das atividades do anexo, a secretária municipal de Educação, Marluce Pinho, informou aos moradores que a partir de segunda-feira (6), três ônibus voltarão a fazer o transporte escolar dos alunos que estudam nas escolas do entorno. O transporte será bancado com recursos do Tesouro Municipal. “Atravessar as ruas é muito complicado para as nossas crianças, por isso, nós vamos garantir o transporte escolar para aquelas que não puderam ser atendidas pelo nosso anexo”, assegurou.

Fonte: RG 15/O Impacto e Sílvia Vieira/Ascom-PMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *