Prefeitura e Alcoa firmam parceria para reativar o aeródromo de Juruti

No último sábado, 11, o Secretário de Governo, José Maria Melo, e o assessor jurídico da PMJ, Antônio João Teixeira, acompanharam o diretor técnico INFRABEL Assessoria e Projetos, de Belém, na vistoria feita no aeródromo de Juruti, que desde o dia 15 de setembro do ano passado está interditado para pousos e decolagens.

Secretário José Maria Melo e assessor jurídico Antônio João Teixeira, acompanharam o diretor técnico da INFRABEL Assessoria e Projetos, de Belém, na vistoria feita no aeródromo

Por causa do não cumprimento, ainda no governo anterior, das normas do Plano Básico de Segurança, a ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil suspendeu o funcionamento do local.

A interdição do aeroporto está causando uma série de prejuízos ao município. As agências bancárias, por exemplo, têm ficado sem dinheiro, principalmente no período do pagamento dos servidores públicos e dos colabores das empresas instaladas em Juruti, porque os malotes estão chegando por outros meios de transportes, quando o ideal é vir nas aeronaves.

“Estamos correndo contra o tempo para protocolar esse processo junto à ANAC, que vai analisá-lo e, com certeza, expedir a autorização para que o aeródromo de Juruti volte a funcionar normalmente”, disse Vieira, diretor técnico da INFRABEL.

De acordo com José Maria Melo, “a prefeitura solicitou a parceira da ALCOA para execução das etapas visando o licenciamento do aeródromo. Por meio dessa parceria foi possível a contratação da empresa INFRABEL, que está fazendo levantamento para cumprir as exigências da ANAC e esperamos que em 180 dias o aeródromo de Juruti seja liberado para funcionamento”.

Fonte: RG 15/O Impacto e CCOM/PMJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *