Campanha do Hospital Regional de Santarém arrecada 83 bolsas de sangue

Maior consumidor de sangue da região oeste do Pará, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém (PA), conseguiu coletar 83 bolsas de sangue durante campanha realizada na unidade, na terça e quarta-feira, 14 e 15/3. A ação é fruto de uma parceria com a Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa).

A campanha é realizada anualmente e tem por objetivo ajudar na reposição do estoque de sangue do Hemopa, assim como orientar aos colaboradores, acompanhantes e visitantes sobre a importância do ato. “É muito importante porque ajuda outras pessoas que estão precisando. Espero que as pessoas também façam esta doação para ajudar a salvar vidas”, diz a dona de casa Maria da Conceição, que estava no hospital para uma consulta médica e aproveitou a oportunidade para doar sangue.

O supervisor da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto, Dênis Vasconcellos, doa sangue regularmente. E, por trabalhar na área da saúde, sabe muito bem o quando esse gesto é fundamental para salvar vidas. “É uma forma de contribuir com a sociedade. É importante que as pessoas que tenham condição de doar, contribuam com quem precisa de sangue dentro dos hospitais. E, por trabalhar em um local desse, a gente observa como a falta de sangue no banco pode afetar as pessoas que precisam de atendimento”, conta.

A campanha é realizada pela Agência Transfusional em parceria com o Comitê Transfusional do HRBA – unidade pública de saúde, gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). “O Hospital Regional é o maior consumidor de sangue do oeste do Pará, por conta dos serviços ofertados em média e alta complexidades. Nós já realizamos, diariamente, orientação aos familiares dos pacientes internados sobre a importância da doação de sangue. Mas, pelo menos uma vez por ano, o hospital se dedica a fazer essa campanha maior”, explica a bioquímica da Agência Transfusional, Rose Grace.

‘PET TERAPIA’ MUDA ROTINA E MELHORA AUTOESTIMA DAS CRIANÇAS INTERNADAS NO HRBA

Severino e Genoveva são uns dos “terapeutas” mais queridos e aguardados pelos pacientes internados na Clínica Pediátrica do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém (PA). O dia de sessão é aguardado ansiosamente pelas crianças, que torcem para a hora não passar e a terapia não ter que acabar. Severino e Genoveva são cães e integram o projeto de “Pet Terapia” (terapia assistida por animais) da unidade, que acontece em parceria com o curso de Medicina Veterinária das Faculdades Integradas do Tapajós (FIT/Unama).

Najla de Oliveira acompanha o filho de seis anos que está em tratamento de leucemia. “Esse tratamento com os animais pode ajudar o meu filho a encarar melhor o tratamento da doença, porque ele fica muito tempo aqui dentro. E, quando chegam esses animais, ele fica muito alegre. Ele se anima bastante e lembra um pouco de casa”, conta Najla. O filho está em tratamento há seis meses.

O projeto é inovador para a região e tem apresentado muitos benefícios. Os pacientes são avaliados pela equipe médica para verificar quais estão em condições de participar, mas as contraindicações são mínimas. “É uma forma de trazer alegria, bem-estar. Só de mudar a rotina das crianças, já ajuda na produção de um monte de hormônio do bem, que vai melhorar a imunidade deles e vai acabar contribuindo para a melhora do tratamento convencional”, explica a pediatra Karolline de Sousa.

Durante uma sessão com os animais, os pacientes liberam substâncias como a dopamina, responsável pelo prazer, e endorfina, que proporciona sensação de bem-estar. Além disso, a “Pet Terapia” promove ganho emocionais e de interação social. “Esse projeto que a Enfermagem traz para as crianças internadas é muito positivo, é um momento de descontração para elas, que melhoram a autoestima com a ajuda do brincar. Geralmente ficam muito tempo internadas, e essa relação com os animais contribui bastante”, diz a psicóloga Luciana Sampaio.

Os animais são treinados e recebem todos os cuidados para estarem aptos para interagir com as crianças. O trabalho é realizado pela FIT/Unama. O projeto de “Pet Terapia” teve a primeira sessão em 2016. Essa é mais uma iniciativa inovadora do HRBA – unidade pública de saúde, gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) – que permite aliar melhorias aos tratamentos convencionais e humanizar o ambiente hospitalar.

Fonte: RG 15/O Impacto e Joab ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *