Polêmica – Vereador pede revogação de Portaria da SMT

Secretaria de Transportes quer transferir parada de ônibus do planalto da Travessa Silvino Pinto pro Mercadão 2000.

“Uma reunião será marcada para ouvirmos todos os lados envolvidos na portaria afim de chegarmos a uma solução para a demanda”, relatou o Líder do PRP na Câmara Municipal de Santarém, vereador Alaércio DrogaMil.

O vereador Alaércio DrogaMil participou essa semana de uma reunião na Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT), que tratou da portaria 001/2017. A mesma vem estabelecer a transferência do itinerário dos transportes coletivos que tem seu ponto final em Santarém na Travessa Silvino Pinto. A portaria entraria em vigor a partir do dia 13/03.

Antes de se reunir com técnicos da SMT o parlamentar foi acionado por representantes dos transportes coletivos; passageiros de comunidades e por empresas do comércio santareno para saber se o mesmo já tinha conhecimento da portaria. O itinerário mudaria sua rota final para próximo ao Mercadão 2000 e traria gastos e transtorno para a população que necessita do transporte coletivo.

Alaércio afirmou não concordar com o posicionamento da SMT e prometeu buscar soluções para a demanda. Na reunião, o parlamentar explanou sua preocupação com os usuários do transporte coletivo e pediu a revogação da portaria.

O Vereador lembra que com a mudança no itinerário o caos se implantará para esses usuários, já que o ponto final dos ônibus hoje é estratégico, pois fica próximo ao centro comercial onde ficam localizados os bancos e empresas de Santarém. “A portaria tinha que ter sido conversada com todas as classes envolvidas para assim buscar uma solução eficaz para a demanda”, lembrou Alaércio DrogaMil.

O parlamentar pediu a suspensão da portaria e vai levar ao conhecimento de seus pares o problema da transferência desse itinerário, além de solicitar uma reunião na Câmara Municipal de Santarém com todos os envolvidos.

Fonte: RG 15/O Impacto e Fernanda Rabelo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *