Seccional de Polícia registra vários assaltos e uma morte

O plantão do final de semana na 16ª Seccional de Polícia Civil foi bastante movimentado. Segundo informações, pelo menos 8 assaltos, incluindo abordagem em via pública e invasões a residências e comércios.

Uma morte aconteceu no domingo (19), no bairro Santo André, na esquina das ruas Almirante Tamandaré e Xingú, por volta de 21h. De acordo com relatos, Alex Oliveira Sousa, de 22 anos, morador do bairro Nova Republica, foi assassinado com disparos de arma de fogo, desferidos por um homem que estava na garupa de uma motocicleta, que juntamente com comparsa que pilotava o veículo fugiu do local.

ASSALTOS: Entre os inúmeros assaltos que aconteceram no fim de semana, pelo menos três tiveram como alvos comerciantes. Na Comunidade de Jacamin, por toda madrugada de sábado(18), bandidos fortemente armados fizeram um comerciante e sua família refém. A vítima, Carlos Alberto Barbosa Silva, disse a polícia que foi dominado por 2 assaltantes.  O casal foi amarrado, levado para um quarto e torturado. O comerciante relatou ao delegado Herbert Farias Júnior, que levou furos de agulha nas unhas das mãos para dizer onde estava o dinheiro.  A vítima entregou aos assaltantes mais de 3 mil reais em dinheiro. Na fuga, os assaltantes levaram as chaves de um caminhão, de uma e da casa.

Outro assalto aconteceu a Loja Romera, localizada na Avenida Magalhães Barata. Segundo informações era por volta de 14h, também do sábado, quando dois bandidos chegaram em uma motocicleta e anunciaram o assalto. De acordo com delegado Herbert Farias Júnior, foram levados da loja em uma mochila 11 celulares e 03 tablet.

A PM recebeu  informação que um supermercado também foi alvo dos bandidos, porém, até o domingo não havia sido realizado o registro do caso na Seccional.

FORAGIDOS: Após intensas investigações, a polícia conseguiu recapturar dois detentos foragidos do Centro de Recuperação Silvio Hall de Moura (CRASHM), trata-se de Danilo Siqueira bandeira e Marcelo Lima Santos.

RG 15 / O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *