Comunidades solicitam melhorias em embarcações do transporte escolar

Durante visitas de fiscalização das embarcações que fazem o transporte de alunos para comunidades da região do Arapiuns, no período de 17 a 19, a equipe da Divisão de Transporte Escolas, da Secretaria Municipal de Educação (Semed) recebeu algumas solicitações de melhorias.

O chefe da Divisão de Transporte Escolar, Adson Lira, afirmou que os proprietários das empresas terceirizadas que fazem o transporte de alunos para as escolas do Arapiuns foram informados sobre as melhorias necessárias, “Nós fizemos registros fotográficos e relatório de todas as situações verificadas para darmos os encaminhamentos no sentido de corrigir os problemas o quanto antes. E na chamada pública para o transporte escolar dessa gestão, seremos rigorosos no que se refere à qualidade e segurança do transporte escolar”, frisou.

Ao todo, 22 comunidades foram visitadas pela equipe da Divisão de Transporte Escolar, que detectou a necessidade de suprimir duas rotas que hoje são feitas por empresas terceirizadas, porque a lancha escolar da frota da Semed, programa Caminho da Escola, pode atender a demanda.

A equipe também fez o levantamento da necessidade de novas rotas e está avaliando a possibilidade de atender as solicitações na chamada pública que deve ser lançada em abril deste ano.

Atualmente são atendidos com rotas terceirizadas do transporte escolar alunos das comunidades Mentai, Vila Gorete, Urucureá, Curi e Aldeia Novo Lugar (Rio Maró). A comunidade Caruci é atendida por lancha e ônibus do programa Caminho da Escola.

Em algumas comunidades, a equipe identificou a existência de bajaras que eram usadas em administrações passadas para o transporte de alunos, e que, após sofrerem alguma avaria, foram deixadas em terra e seus motores hoje estão sendo utilizados em outras finalidades, como gerador de energia, por exemplo.

Há também o caso de um motor de bajara que foi encontrado ainda na embalagem, e que nunca foi utilizado em embarcação do transporte escolar.

COORDENAÇÃO ETNORRACIAL QUILOMBOLA VISITA ESCOLAS DA VÁRZEA

Uma equipe da Coordenação Etnorracial Quilombola segue na manhã desta terça-feira (21) para a região de Várzea do município de Santarém, onde irá visitar as escolas municipais Nossa Senhora Santana (comunidade Arapemã) e Nossa Senhora do Livramento (comunidade Saracura).

O objetivo da viagem é fazer o acompanhamento pedagógico das unidades escolares quilombolas e verificar se a enchente pode prejudicar as atividades de conclusão do ano letivo de 2016.

O calendário das escolas de várzea é atípico. As aulas iniciam em agosto de um ano e encerram somente em abril do ano subsequente, em função dos períodos de cheia e vazante dos rios. Em anos de grande enchente, as escolas da várzea ficam com os assoalhos cobertos de água.

ALUNOS DA ESCOLA IRMÃ LEODGARD PARTICIPAM DA ABERTURA DA SEMANA DA ÁGUA

A Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), vem realizando uma série de atividades alusivas ao Dia Mundial da Água, celebrado no dia 22 de março. Na segunda-feira (20), alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Irmã Leodgard Gausepohl participaram da abertura das atividades. O evento aconteceu na própria unidade escolar, situada na Rua Uruará, Bairro Uruará.

A programação teve início com a doação de 180 mudas das espécies ornamentais (mini ixora e mini alamanda) e frutíferas (açaí, cupuaçu, bacuri, cajueiro e jambeiro). Logo após, os alunos fizeram uma dinâmica denominada “de mãos em mãos”, quando mudas de árvores passavam de mãos em mãos das crianças, para, em seguida, ser feito o plantio. Na ocasião, foi exibido um vídeo sobre o uso consciente da água.

De acordo com o educador ambiental Joselito Goes, o objetivo dos trabalhos foi orientar e sensibilizar os alunos sobre a importância da preservação e conservação dos recursos naturais. “É uma forma de conscientizar e sensibilizar as crianças para esse bem precioso, que é a água. Nada melhor que conversar com essas crianças. Elas são grandes multiplicadoras e levam a mensagem para familiares e amigos. Os pais devem servir de exemplo e fazer o consumo consciente ao utilizar a água para tomar o banho, escovar os dentes ou lavar a calçada. São atitudes simples, mas que fazem toda a diferença. A importância da educação ambiental é formar multiplicadores e cidadãos conscientes e responsáveis”, destacou.

Ao longo da semana, diversas ações serão desenvolvidas. Nesta terça-feira (21), na Escola Municipal Pérola do Maicá, situada na Avenida Maicá, 275, bairro Maicá II, haverá palestra sobre a importância da água e da árvore, plantio de mudas, músicas regionais, dentre outras ações.

Fonte: RG 15/O Impacto e Ascom/PMS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *