Decreto de fiscalização de mototaxistas repercute na Comissão de Transportes da Câmara

“Uma Reunião de Trabalho será feita na semana que vem, nela vamos ouvir todos os envolvidos e cobrar fiscalização e apoio dos órgãos competentes” falou o Presidente da Comissão de Transportes da Casa, Alaércio DrogaMil.

O vereador Alaércio DrogaMil, líder do PRP e Presidente da Comissão de Transportes da Casa de Leis, participou na manhã desta quarta- feira, 12/04, na Sala de Comissões da Câmara Municipal, de uma reunião com o Sindicato dos Mototaxistas Credenciados que discutiu sobre as fiscalizações que estão acontecendo no município.

Alaércio como presidente da Comissão, ouviu as demandas dos mototaxistas e juntamente com os demais pares presentes, acordou uma Reunião de Trabalho, datada para semana que vem, com a presença dos órgãos de Segurança Pública; Prefeitura; Câmara; Ministério Público; Sindicato dos Mototaxistas Credenciados e não Credenciados, OAB e da Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito. A reunião tem como finalidade ouvir e chegar a uma medida que venha atender todas as classes, sobre o decreto, além de pedir um empenho por parte da SMT para fiscalizar o serviço e o trânsito.

Desde semana passada o Prefeito Nélio Aguiar, decretou que todo o serviço de mototáxi passassem por fiscalizações, independentes de serem credenciados ou não. Segundo o presidente do Sindicato dos Mototaxistas Credenciados, Manoel Júnior, o prefeito não deve recuar do cumprimento do decreto, que entre os artigos, dispõe sobre a fiscalização no trânsito, para que seja barrada qualquer moto que esteja fazendo o serviço de transporte de passageiros de forma clandestina.

Na tarde de ontem, 11/04, manifestações foram realizadas por parte dos mototaxistas clandestinos, que tentaram revogar o decreto do prefeito. Após entendimento das partes envolvidas na reunião ficou acordado pela interrupção das fiscalizações do serviço de transporte de passageiros, ficando apenas as ações de fiscalização de documentação; condições dos veículos entre outras.

Fonte: RG 15/O Impacto e Fernanda Rabelo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *