Região do Tapajós vive sob uma cortina fechada ao desenvolvimento

Afirmação é do consultor técnico do Sebrae, Roberto Belucci, que ministrou palestra em Itaituba

Itaituba e a região como um todo, hoje vivem o drama do enigma Grego do tipo “Decifra-me ou te devoro”, sobre que modelo encontrar para um desenvolvimento mais consistente e pragmático. Qual o caminho, qual a saída para que o futuro econômico e um qualidade de vida sustentável e planejada seja viável para nossa região??? No lançamento do Programa Líder- Liderança para o Desenvolvimento Regional ocorrido no auditório do SEBRAE na noite de segunda feira (12) o que não faltaram foram indagações.

O lançamento do Programa foi ilustrado pela exibição de um vídeo mostrando experiências vencedoras em outras regiões do País onde o Programa já existe. O programa foi detalhado pelo palestrante e consultor técnico do Sebrae, Roberto Belucci e Gerente da instituição em Itaituba José Lira. O Programa é voltado para a região contemplando todos os municípios do Consórcio Tapajós. Os prefeitos por outros compromissos não estiveram presentes, mas mandaram representantes.

De Novo Progresso veio o vice-prefeito e um integrante do Legislativo. Representando o município de Trairão se fez presente o secretário de agricultura Ezequiel Gomes Souza; de Aveiro, o secretário de administração Aloísio Souza; estando também presentes representantes de Rurópolis e Jacareacanga.

O Secretário do Consórcio Tapajós, Neri dos Prazeres, abriu o encontro esclarecendo o objetivo da apresentação do Programa falando sobre sua importância. O vice-presidente da Faepa, Vilson Schuber, sintetizou as ações da Federação mostrando como estrategicamente ela pode apoiar as ações do Programa Líder nos municípios.

O palestrante e consultor técnico Roberto Belucci, passo a passo com pequenos tópicos sintetizou a finalidade sobre o Programa, De início ele disse que nossa região hoje em termos de economia e desenvolvimento vive um cenário sombrio: “Uma cortina fechada que precisa ser aberta”. No entanto, disse que nossa região é promissora, tem vastas possibilidades de recursos de toda ordem para que possa crescer. Falou aos representantes dos municípios que mesmo com toda dificuldades, os municípios não podem alegar que não tem nada; dando como exemplo de superação a criatividade de um Prefeito da cidade de Cajazeira na Paraíba, uma cidade extremamente pobre com menor índice de chuvas no País, sem recursos naturais, detentora apenas de terra seca, bode e cabrito, que atualmente virou um Município destacado no País, onde o deserto foi transformado em atração turística, virando polo de produções cinematográficas e maior produtora de leite de cabra, sendo mantido pelo potencial do turismo recebendo visitantes de todo Brasil e de outros países.

O consultor disse que se faz necessário mudar essa cultura individualista da região, já que sozinhos, prefeitos e vereadores não resolverão, enfatizando que todo desenvolvimento envolve processo de mudança, e que todos podem ser protagonistas promovendo ações conjuntas, já que o verdadeiro líder participa. Mas além do coletivo, Roberto Belucci disse que é fundamental que haja em Itaituba e nos demais municípios componentes do Consórcio Tapajós, uma cultura de Consciência com atuação integrada dos líderes trará convergências de objetivos concretos. Essa seria uma da saída das tantas debatidas no encontro.

Para José Lira, do Sebrae local, o escopo do projeto está na gestão compartilhada que deverá ser adotada na região, com pontos essenciais para que haja uma correção de rumo e novas ações sistematizadas com consistência ancorada em questionamento e indagações, tais como a criação de ferramentas planos e projetos integrados, o que existe de importante para o futuro da região???.

Todos que estiveram presentes ficaram entusiasmados com a ideia do projeto que nasceu no Rio Grande do Sul e vem se espalhando pelo Brasil. O advogado e minerador José Antunes teceu algumas críticas sobre a forma como a região vem sendo tratada com as medidas de proteção ambientais que tem engessado a economia e sido entrave para ações mais ousadas de investimentos, citando a não liberação de PLGS que prejudica a principal economia da região, que é a exploração mineral.

Ao término do encontro de lançamento e apresentação o palestrante do Sebrae-Pará tecnicamente explicou como na prática será desenvolvido o Projeto/Programa Líder-Liderança para o desenvolvimento regional. Serão ao todo 8 encontros com seis fóruns, o que totalizará com 12 horas entre 15 a 30 dias, depois a sua construção com aspectos gerenciais e operacionais, uma espécie de agenda estratégica da região englobando todos os municípios ligados a ela, sendo que todos os encontros irão ocorrer no próximo ano, definição de propostas e sistematização delas dará musculatura para que o projeto aconteça e a região passe a viver novo cenário de desenvolvimento, tendo em vista que dentro do processo essa elaboração terá um plano de ação com estrutura do programa, dentro das fases pré operacional, fase operacional e pós operacional com promoção de fóruns onde todos são protagonistas, o programa não pertence individualmente a ninguém, será de todos.

Após as explicações, o Secretário do Consórcio Tapajós, Nery dos Prazeres, sugeriu que todos os representantes dos municípios se manifestassem se seriam contra ou a favor a implantação do Programa em nossa região. Todos apoiaram e acolheram a ideia aderindo ao Programa que será executado com contrapartidas do SEBRAE que entrará com 70%, sendo que os valores restantes serão divididos entre os municípios, entidades de classes. Nesse sentido, o SEBRAE até janeiro de 2018 entregará a todos os prefeitos da região do Tapajós a planilha oficial de custos já que os levantamentos estão sendo feitos nesse sentido. Pelo nível de interesse e participação no encontro, José Lira, do Sebrae Itaituba, está otimista e acredita que até fevereiro do próximo ano já sejam iniciados os encontros e fóruns em todos os municípios.

Por: Nazareno Santos

Fonte: RG 15/O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *