Bandido de Santarém morre em confronto com a polícia em Belém, após ter executado Cabo da PM

Erlan Rego Nascimento tinha várias passagens pela polícia, inclusive homicídio contra um detento de Cucurunã. Devido a periculosidade ele foi transferido para Belém, onde conseguiu fugir da penitenciária.

De acordo com informações preliminares, ele e um comparsa são suspeitos de terem executado a Cabo PM Rosalva Maria Correa de Holanda, lotada no 6º BPM, no município de Ananindeua.

Relatos de testemunhas dizem que a dupla invadiu a casa da militar, na madruga desta terça-feira (30), e desferiram dois tiros (rosto e pescoço) da vítima. Ela foi imediatamente socorrida e levada para o hospital Metropolitano, mas não resistiu e faleceu no local.

Rapidamente houve mobilização de policiais na caça aos assassinos, que em confronto com às forças de segurança, foram baleados, vindo a óbito no hospital.

Uma vida no crime – Em fevereiro de 2013, Erlan confessou ter matado outro detento, Marioney da Silva Pereira, com golpes de estoque, dentro de uma das celas do Centro de Recuperação Agrículo Silvio Hall de Moura (CRASHM) . A vítima cumpria pena por homicídio. À polícia na época, ele alegou que matou por ciúmes. “A vítima teria tirado uma brincadeira, uma gracinha com a sua esposa e ele, chateado com isso, fez essa atrocidade”, afirmou na época o delegado Luis Paixão.

Outro crime que levou Erlan para o presídio, aconteceu em 2005 por matar o menino Rodolfo Ritchely, de 11 anos, atropelado na Avenida Fernando Guilhon. A criança estava brincando às margens da via quando foi atingido pela moto pilotada por Erlan. Na época, o acusado tinha 18 anos e estava embriagado, além de não ter permissão para dirigir.
Na época ele chegou a ser liberado, após pagar fiança de R$ 80, mas logo em seguida, a Justiça decretou a prisão por homicídio doloso, quando há intenção de matar. O julgamento dele ficou marcado na história dos tribunais em Santarém, uma vez que foi o primeiro a ser condenado por uma morte no trânsito. Ele foi condenado a 10 anos de prisão em regime fechado. Erlan ainda foi preso em 2011, acusado de assaltar clientes de um restaurante em Santarém. Ele também responde por porte ilegal de armas.

 

RG 15 / O Impacto

4 comentários em “Bandido de Santarém morre em confronto com a polícia em Belém, após ter executado Cabo da PM

  • 4 de fevereiro de 2018 em 21:16
    Permalink

    Desgraça veio pra Belém só pra destruí uma família …Demônio tá no inferno agora

    Resposta
  • 4 de fevereiro de 2018 em 03:01
    Permalink

    Nossa oque tenho de fala dessa pessoa q ele era um loko, um demônio se fez de amigo da irmã da vítima matou o irmão dela por uma simples discussão e depois veio mata minha amiga q era da polícia mais ele se deu mal agora tá no inferno pq aqui em Belém bandido desse tipo não tem vez.

    Resposta
  • 30 de janeiro de 2018 em 23:01
    Permalink

    Fui vítima desse animal quando estava com minha (então) esposa num restaurante localizado na Av. Mendonça Furtado, em 2011.
    Foi extremamente violento. Agrediu-nos fisicamente.
    Confesso q quando li a manchete pensei: ” bem q podia ser aquele desgraçado!”.
    E ao ler o nome o coração bateu forte. Reconheci na hora.
    Vagabundo. Queime no inferno. Assassino e verme desprezível!!!

    Resposta
  • 30 de janeiro de 2018 em 17:07
    Permalink

    Parabéns à PM, menos um alma sebosa pra incomodar !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *