Governo Federal reconhece situação de emergência em Santarém

O Governo Federal, por meio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) do Ministério da Integração Nacional, reconheceu o decreto Nº 090/2018, que declara situação de emergência do Município de Santarém, devido aos estragos causados em decorrência de enxurradas. O reconhecimento foi publicado na seção 1, do Diário Oficial da União de sexta-feira (6).

A Defesa Civil Municipal já iniciou a etapa de inserção das demandas no sistema para garantir a vinda dos kits humanitários (kits de higiene, de limpeza, alimentação e colchões) para as famílias atingidas, além de solicitar apoio para a recuperação da infraestrutura da cidade, que foi danificada.

“Além das famílias prejudicadas, tivemos muitas ruas danificadas, por isso estamos solicitando recursos para a Infraestrutura da cidade, para a ponte da Dom Frederico. Já estamos com projeto em mãos requerendo a ponte de concreto para o local. As respostas que poderíamos dar através da Prefeitura já demos, a ponte por exemplo, está sendo construída com madeira, como medida emergencial. Os atendimentos que fizemos não estão sendo suficientes para resolver toda a destruição que as enxurradas estão causando, por isso, a nossa busca intensa e incansável de repasses financeiros federais, afim de avançarmos na recuperação do sistema viário de Santarém”, reforçou o prefeito Nélio Aguiar.

O prefeito assinou o documento no dia 26 de março, em decorrência dos estragos decorrentes de enxurradas na área urbana, registrados pela Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) e Seminfra. O documento leva em consideração os transtornos causados aos moradores e os prejuízos de materiais públicos e privados de 23 bairros afetados.

O decreto apresenta ainda dados de 466 residências atingidas, com um total de 1.298 pessoas desalojadas e 21.983 afetados, além de ocorrências de ruas e pontes danificadas, com constatação de impactos negativos na economia.

Fonte: RG 15/O Impacto e Ascom/PMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *