Após reagir a prisão com uma faca, suspeito de tráfico é baleado por agente da PF

No fim da manhã desta terça-feira (8), em uma residência localizada na rua Nossa Senhora das Graças, bairro do Santarenzinho, um homem suspeito de tráfico de drogas foi baleado no braço, no momento que tentou reagir a prisão em uma operação da Polícia Federal.

De acordo com informações, Joilson Batista da Silva, conhecido no submundo do crime pela alcunha de ‘Tigrão’, não acatou a ordem de prisão, e tentou ataca com uma faca, os agentes da PF, que para proteger a própria vida, realizaram disparo de arma de fogo, que atingiu o braço do suspeito. O baleado foi encaminhado pela equipe do Samu para o Pronto Socorro Municipal (PSM), onde recebeu os atendimentos médicos e aguarda para realizar cirurgia.

Tigrão é velho conhecido da polícia, onde possui diversas passagens por tráfico de droga. Assim que tiver alta hospitalar, Joilson será encaminhado a Central de Triagem Masculina do Complexo Penitenciário de Cucurunã.

Em nota a Polícia Federal detalha:

Policiais federais de Santarém na manhã desta terça, dia 08/ de maio, prenderam em flagrante duas mulheres, por tráfico de drogas no Bairro do Santarenzinho, em Santarém/PA.
Seguindo na diligência, tendo em vista a informação de que mais drogas estariam armazenadas na casa das envolvidas os policiais foram ao local. Ocasião em foram recebidos pelo companheiro de uma destas mulheres que avançou sobre policiais com uma faca a acabou sendo atingido no braço pelo disparo da arma do policial.
O agressor foi socorrido e levado ao Pronto Socorro Municipal. Deve passar por cirurgia mas não corre risco de morte.
As duas mulheres e serão autuadas por tráfico de drogas e o homem por tentativa de homicídio.

Foram apreendidos na residência e na posse dos envolvidos: drogas, uma balança de precisão e a faca.
Será instaurado ainda procedimento investigatório para apurar a conduta dos policiais envolvidos.

RG 15 / O Impacto com foto de Américo Feitosa e PF

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *